Fake News e o Ensino de Ciências: explorando Indicadores de Alfabetização Científica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v14n3a11

Palavras-chave:

Indicadores de Alfabetização Científica, Fake News, Sequência Didática, Ensino de Ciências

Resumo

O presente estudo aborda o impacto das Fake News no ambiente digital e destaca o papel do Ensino de Ciências e da Alfabetização Científica na compreensão desses efeitos. Por meio de uma abordagem qualitativa de estudo de caso e pesquisa-ação, uma Sequência Didática foi aplicada a 24 estudantes do 9° ano do Ensino Fundamental, para explorar as Radiações Eletromagnéticas no contexto das Fake News. Estratégias metodológicas como debates e a criação de um júri-simulado foram empregadas para identificação de Indicadores de Alfabetização Científica. Os resultados revelaram uma maior incidência de Indicadores associados a organização de informações, levantamento de hipóteses e justificativas, com o desenvolvimento da Sequência Didática. Por outro lado, indicadores associados a seriação de informações, raciocínio lógico e raciocínio proporcional apresentaram uma menor incidência. Dessa forma, o estudo revela a potencialidade e a necessidade de adaptação que tais recursos didáticos e metodológicos possuem no desenvolvimento dos diferentes Indicadores de Alfabetização Científica

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. Estratégias de ensinagem. In: ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. (Org). Processos de ensinagem na Universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 5. ed. Joinville: Univille, 2009, p. 67-100.

ANELLI, C. Scientific Literacy: What Is It, Are We Teaching It, and Does It Matter? American Entomologist, v. 57, n. 4, p. 235-254, 2011.

BARCELOS, T. N; MUNIZ, L. N.; DANTAS, D. M.; JUNIOR, D. F. C.; CAVALCANTE, J. T.; FAERSTEIN, E. Análise de Fake News veiculadas durante a pandemia de COVID-19 no Brasil. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 45, n. 9. p. 1-8, 2021.

BOGDAN, R; BILKEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Diário Oficial da União, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

CHASSOT, A. Alfabetização Científica: uma possibilidade para inclusão social. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 22, p. 89-100, abr. 2003.

CUNHA, R. B. Alfabetização Científica ou Letramento Científico? Interesses envolvidos nas interpretações da noção de scientific literacy. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 68, p. 169-186, mar. 2017.

CUNHA, R. B. O que significa a alfabetização ou letramento para os pesquisadores da educação científica e qual o impacto desses conceitos no ensino de ciências? Ciência & Educação, Bauru, v. 24, n. 1, p. 27-41, mar. 2018.

DFNDR LAB. Relatório da segurança digital no Brasil: segundo trimestre de 2018. 2018. Disponível em: https://www.psafe.com/dfndr-lab/wp-content/uploads/2018/08/Relat%C3%B3rio-daSeguran%C3%A7a-Digital-no-Brasil-2-trimestre-2018.pdf. Acesso em: 18 de out. de 2022.

FREIRE, P. Educação como prática de liberdade. 30. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

GARCIA, L. P.; DUARTE, E. Infodemia: excesso de quantidade em detrimento da qualidade de informações sobre a COVID-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 24, n. 4, p. 1-4, set. 2020.

HURD, P. D. Scientific Literacy: New Minds for a Changing World. Science Education, Hoboken, v. 82, n. 3, p. 407-416, 1998.

JUNIOR, G. C. Pós-verdade: a nova guerra contra os fatos em tempos de Fake News. Educação Temática Digital, Campinas, v. 21, n. 1, p. 278-284, jan. 2019.

JÚNIOR, J. H. S.; RAASCH, M.; SOARES, J. C.; RIBEIRO, L. V. H. A. S. Da desinformação ao caos: uma análise das Fake News frente à pandemia do Coronavírus (COVID-19) no Brasil. Cadernos de Prospecção, Salvador, v. 13, n. 2, p. 331-346, abr. 2020.

KAIHARA, L. Fake News: ressignificando boatos em um ambiente de incerteza. 2019. 32f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado). Universidade de São Paulo. São Paulo.

LAUGKSCH, R. C. Scientific Literacy: A Conceptual Overview. Science Education, v. 84, n. 1, p. 71-94, jan. 2000.

MALTA, D. C. et. al. A pandemia da COVID-19 e as mudanças no estilo de vida dos brasileiros adultos: um estudo transversal. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Brasília, v. 29, n. 4, p. 1-13, set. 2020.

MILLER, J. D. Scientific Literacy: A Conceptual and Empirical Review. Daedalus, v. 112, n. 2, p. 29-48, 1983.

MÜLLER, F. M.; SOUZA, M. V. Fake News: um problema midiático multifacetado. In: Anais do VIII Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação. Guadalajara, 2018, p. 254-267.

OLIVEIRA, A. M. Alfabetização Científica na Educação Básica: autonomia e argumentação crítica. 2020. 198 f. Tese (Doutorado em Ensino). Universidade do Vale do Taquari. Lajeado.

SANCHES, S. H. F. N.; CAVALCANTI, A. E. L. W. Direito à saúde na sociedade da informação: a questão das Fake News e seus impactos na vacinação. Revista Jurídica, Curitiba, v. 4, n. 53, p. 448-466, 2018.

SANTOS, C. COVID-19 e saúde mental dos adolescentes: vulnerabilidades associadas ao uso da internet e mídias sociais. Holos, Rio Grande do Norte, v. 3, p. 1-14, mai. 2021.

SASSERON, L. H. Alfabetização Científica no Ensino Fundamental: Estrutura e Indicadores deste processo em sala de aula. 2008, 267 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo, São Paulo.

SASSERON, L. H.; CARVALHO, A.M.P. Alfabetização Científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, n. 1, p. 59-77, mar. 2011.

SILVA, V. R.; LORENZETTI, L. A Alfabetização Científica nos anos iniciais: os indicadores evidenciados por meio de uma sequência didática. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 46, p. 1-21, 2020.

SINGH, S; SINGH, S. What is Scientific Literacy: A review paper. International Journal of Academic Research and Development, v. 1, n. 2, p. 15-20, fev. 2016.

ZIELINSKI, C. Infodemics and infodemiology: a short history, a long future. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 45, p. 1-8, mai. 2021.

Downloads

Publicado

22.09.2023

Como Citar

NUNES, Thatiane da Mota; ROCHA, Diego Marceli. Fake News e o Ensino de Ciências: explorando Indicadores de Alfabetização Científica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 1–23, 2023. DOI: 10.26843/rencima.v14n3a11. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/4683. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos