Ensino de relatividade e a utilização das TDICs: catalisando experiências didáticas no Ensino Médio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v14n3a09

Palavras-chave:

Aprendizagem Significativa, TDIC, Ensino de Relatividade, Tirinhas Digitais

Resumo

A utilização das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs) no ensino de Física surge como uma abordagem didática que contribui de maneira significativa para a instrumentalização das aulas nessa área do conhecimento. Diante disso, esta pesquisa teve como objetivo explorar o uso do software digital Pixton para a produção de tirinhas digitais pelos estudantes, no contexto do ensino das teorias da relatividade. Esse software foi considerado um material potencialmente significativo para a aprendizagem dos alunos no Ensino Médio. Para alcançar esse objetivo, adotamos uma perspectiva de pesquisa descritiva com abordagem qualitativa. O material produzido foi analisado à luz da Análise de Conteúdo (Bardin, 1977). Os resultados destacam um aumento na curiosidade e no engajamento dos/as estudantes diante dessa metodologia ativa, estimulando a produção textual, o pensamento imagético e o pensamento crítico/investigativo. Isso contribui para a construção de um ambiente educativo potencialmente significativo, promovendo novas formas de aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAGÃO, R. M. R. Teoria da Aprendizagem Significativa de David P. 1976. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

AUSUBEL, D. Algunos aspectos psicológicos de la estrutura del conocimiento. In: ELAM, Stanley. (Ed.). La educacional y la estrutura del conocimiento. Buenos Aires: El Ateneo, 1973, p. 211-238.

AUSUBEL, D. Educational psychology: a cognitive view. New York: Hold. Rinehardt and Winston, 1968.

AUSUBEL, D. P.; NOVAK, J. D.; HANESIAN, H. Educational psychology: A cognitive view. Nova Iorque: Holt, Rinehart & Winston, 1968.

AUSUBEL, D.; NOVAK, J.; HANESIAN, H. Psicologia Educacional. Rio de Janeiro: Editora Interamericana, 1980.

AUSUBEL, D. Aquisição e retenção de conhecimentos: Uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Editora Plátano, 2003.

BACICH, L.; MORAN, J. Metodologias Ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições, 70, 1997.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semana: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEF, 2019.

CASTRO-FILHO, J. A. Objetos de aprendizagem e sua utilização no ensino de matemática. In: Anais do Encontro Nacional de Educação Matemática. Belo Horizonte, 2007.

CUNHA, J. O. S.; VASCONCELOS, F. C. G. C. As Tiras Cômicas como recurso motivador para o desenvolvimento da autonomia de discentes de um curso de Licenciatura em Química. In: Atas do XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Florianópolis, 2017.

CUNHA, J. O. S. Tiras cômicas no ensino de ciências: uma proposta didática para a alfabetização científica de professores de ciências da educação básica. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática). Universidade Federal de Pernambuco. Caruaru.

CURSINO, A. G. Tecnologias na educação: contribuições para uma Aprendizagem Significativa. 1. ed. Curitiba: Appris, 2019.

FLICK, U. Métodos de pesquisa: introdução à Pesquisa Qualitativa. Tradução de Joice Elias Costa. 3. ed. Porto Alegre: Editora S.A., 2009.

HYMANN, H. Planejamento e análise da pesquisa: princípios, casos e processos. Rio de Janeiro: Lidador, 1967.

JONASSEN, D. H.; PECK, K. L.; WILSON, B. G. Learning with Techonology - A Construtivist Perspective. New Jersey, Columbus, Ohio: Merril, an imprint of Prentice Hall, 1999.

KRENING, T. S.; SILVA, T. L. K.; SILVA, R. P. Histórias em quadrinhos digitais: a narrativa em "CIA: Operation Ajax". Diálogo, n. 34, p. 31-41, 2017.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem significativa. Brasília: UNB, 1999.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem Significativa: a teoria e textos complementares. São Paulo-SP Editora Livraria da Física, 2012.

MOREIRA, M. A.; MASINI, E. F. S. Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro, 2001.

MEES, A. A. Implicações das teorias de aprendizagem para o Ensino de Física. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/~amees/teorias.htm. Acesso em: 13 maio 2023.

MITRE, S. M. et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência Saúde Coletiva, v. 13, n. 2, p. 2133-2144, 2008.

NEVES, S. C; RODRIGUES, L. M; BENTO, P. S; AGUIAR, S. M; NEVES JUNIOR. Aprendizagem significativa por descoberta: uma reflexão da problematização sob a abordagem de Ausubel. In: GONÇALVES, M. C. S.; JESUS, B. G. de. (Org.). Educação Contemporânea. Belo Horizonte: Poisson, 2021, p. 97-102.

Ó, A. P.; GERMANO, M. R. G. Histórias em quadrinho na Web: Pixton ferramenta mediadora no processo de ensino e aprendizagem. GT9: Novas Tecnologias da Prática Pedagógica, 2011. Disponível em: http://bit.ly/2AHNa4G. Acesso em 20 nov. 2023.

OSTERMANN, F.; MOREIRA, M. A. Uma revisão bibliográfica sobre a área de pesquisa “física moderna e contemporânea” no Ensino Médio. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 5, n. 2, 2000.

PIZARRO, M. V. Histórias em Quadrinhos e o Ensino de Ciências nas séries iniciais: estabelecendo relações para o ensino de conteúdos curriculares procedimentais. 2009. 189f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência). Universidade Estadual Paulista. Bauru.

POWACZUK, Ana Carla Hollweg. Movimentos da professoralidade: a tessitura da docência universitária. 2012. 219f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria.

PRENSKY, M. Digital Native, Digital immigrants. On the horizon. MCB University Press, v. 9, n. 5, 2001.

RAMOS, P. A leitura dos quadrinhos.1. ed. São Paulo: Contexto, 2009.

RAMOS, P. A leitura dos Quadrinhos. 2. ed. 2. reimpr. São Paulo: Contexto, 2016.

ROCHA, D.; DEUSDARÁ, B. Análise de conteúdo e análise do discurso: aproximações e afastamentos na (re)construção de uma trajetória. Alea, v. 7, n. 2, p. 305-322, dez. 2005,

SANCHO, J. Para uma tecnologia educacional. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

SALES, Gilvandenys Leite. QUANTUM: Um Software para Aprendizagem dos Conceitos da Física Moderna e Contemporânea. 2005. Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza.

SOUZA, E. O. R. Física em Quadrinhos: Uma abordagem de ensino. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Física). Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro.

TERRAZZAN, E. A. Perspectivas para inserção de física moderna na escola média. 1994. Tese (Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo. São Paulo.

VIEIRA, E. F.; ABIB, M. L. V. S. Histórias em Quadrinhos e Formação de professores de Ciências: O que dizem as pesquisas? In: Anais do XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. Florianópolis, 2017.

Downloads

Publicado

22.09.2023

Como Citar

ALVES, Aline Sousa; XAVIER, Maria Kamylla e Silva; FIGUEIREDO, Gustavo de Alencar. Ensino de relatividade e a utilização das TDICs: catalisando experiências didáticas no Ensino Médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 1–24, 2023. DOI: 10.26843/rencima.v14n3a09. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/4674. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos