As Proposições da abordagem CTS no Ensino das Ciências da Natureza e as Orientações da Base Nacional Comum Curricular para o Ensino Fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v15n1a10

Palavras-chave:

Educação Básica, Abordagem CTS, Ensino de Ciências

Resumo

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o nível fundamental da educação básica foi publicada em 2017 e, desde então, apesar de constituir-se como documento normativo da educação básica nacional, é tema de análises e discussões sobre seu conteúdo e sua aplicabilidade. Este artigo tem por objetivo tecer uma análise junto a este documento procurando por aproximações e distanciamentos entre tais normatizações e as proposições da abordagem Ciência-Tecnologia-Sociedade, conforme os estudos de Santos e Mortimer (2002), Aikenhead (1994), Ziman (1980) entre outros. Para balizar este estudo, realizamos uma pesquisa qualitativa documental junto à BNCC, procurando pelos mencionados pontos de encontros e desencontros. Os pontos desvelados foram tratados pelo método de Análise Textual Discursiva (ATD), conforme Moraes e Galiazzi (2006). Para organizar os resultados, foram elencadas categorias a priori, conforme Cortez e Del Pino (2017), permitindo destacar coerências como o uso da problematização e dicotomias como a formação crítica do educando. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, Teo Bueno de. O discurso CTS no contexto escolar: um estudo de caso de uma implementação de uma unidade didática. 160f. 2014. Tese (Doutorado em Ciências e Saúde). Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro.

AIKENHEAD, Glen. What is STS science teaching? In: SOLOMON, Joan; AIKENHEAD, Glen. STS Education: international perspectives on reform. New York: Teachers College Press; 1994.

ANTUNES JR, Estevão Luciano Quevedo; CAVALCANTI, Cláudio José de Holanda; OSTERMANN, Fernanda. Base Nacional Comum Curricular, Ciências da Natureza nos anos finais do ensino fundamental e os mitos sobre Ciência, Tecnologia e Sociedade. Revista Em Aberto, Brasília, v. 33, n. 107, p. 141-154, jan./abr. 2020.

ARRUDA, Rodrigo Sinigaglia. BNCC e ensino de Física: a incógnita do ensino interdisciplinar. 2022. 56f. Trabalho de conclusão de curso (Bacharel em Física) - Universidade Estadual Paulista - Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Rio Claro.

AULER, Décio. Articulação entre Pressupostos do Educador Paulo Freire e do Movimento CTS: Novos Caminhos para a Educação em Ciências. Contexto & Educação. Editora Unijuí. v. 22. n. 77. p. 167-188, jan./jun. 2007.

AULER, Décio; DELIZOICOV, Demétrio. Alfabetização Científico-Tecnológica para quê? Revista Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências, v. 3, n. 1, p. 122-134, junho, 2001.

AULER, Décio; DALMOLIN, Antonio Marcos Teixeira; FENALTI, Veridiana dos Santos. Abordagem Temática: natureza dos temas em Freire e no enfoque CTS. Alexandria Revista de Educação em Ciências e Tecnologia, v. 2, n. 1. p. 67-84, mar. 2009.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf. Acesso em 4 mar. 2024.

CARVALHO, Ana Maria Pessoa de. Critérios estruturantes para o ensino de ciências. In: CARVALHO, Ana Maria Pessoa de. (Org.). Ensino de ciências: unindo a pesquisa e a prática. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

CÁSSIO, Fernando. Existe vida fora da BNCC? In: CÁSSIO, F.; CATELLI JR., R. (Orgs.). Educação é a base? 23 educadores discutem a BNCC. São Paulo: Ação Educativa, p. 13-39, 2019.

CEREZO, José Antonio López. Ciencia, Tecnología y Sociedad: El estado de la cuestión en Europa y Estados Unidos. Revista Iberoamericana de Educación. n. 18, p. 41-68, 1998.

CORTEZ, Jucelino; DARROZ, Luiz. Marcelo. Contextualização no Ensino de Ciências na Visão de Professores da Educação Básica; Revista Thema, v. 14, n. 3, p. 182-190, 2017.

CORTEZ, Jucelino; DEL PINO, José Claudio. A abordagem CTS e as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio – implicações para uma Nova Educação Básica. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 10, n. 3, p. 125-144, set./dez. 2017. Disponível em: https://bit.ly/2TLWlqu. Acesso: 27 fev. 2024.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 18 ed. Campinas: Papirus, 2011.

FONSECA, João José Saraiva da. Metodologia da pesquisa científica. Ceará: Universidade Estadual do Ceará, 2002.

FRANCO, Luiz Gustavo; MUNFORD, Danusa. Reflexões sobre a Base Nacional Comum Curricular: Um olhar da área de Ciências da Natureza. Horizontes, v. 36, n. 1, p. 158-170, jan./abr. 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra; 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Marta Isabel Gonzalez.; CEREZO, José Antônio Lopes.; LOPEZ, José Luís Lujan. Ciencia, Tecnología y Sociedad. Madrid: Tecnos, 1996.

GUEDES, Éder Belém et al. O Ensino de Ciências por Investigação e a BNCC: Novas possibilidades para os anos iniciais do Ensino Fundamental, Conjecturas, v. 22, n. 3, p. 1-12, 2022.

KRASILCHIK, Myriam. Inovação no ensino das ciências. In: GARCIA, Walter. E. (Coord.). Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1980.

LINSINGEN, Irlan Van; Perspectiva educacional CTS: aspectos de um campo em consolidação na América Latina. Revista Ciência & Ensino, v. 1, número especial, p. 1-19, nov, 2007.

LOPES, Bárbara. BNCC e o avanço neoliberal nos discursos sobre educação. In: CÁSSIO, Fernando; CATELLI JR., Roberto (orgs.). Educação é a base? 23 educadores discutem a BNCC. São Paulo: Ação Educativa, p. 45-57, 2019

MARTÍNEZ, Leonardo F. Questões sociocientíficas na prática docente: Ideologia, autonomia e formação de professores. São Paulo: Editora UNESP, 2012. Disponível em: http://books.scielo.org/id/bd67t/pdf/martinez-9788539303540-04.pdf. Acesso em: 27 fev. 2024.

MARTINS, André Ferrer Pinto. Sem carroça e sem bois: breves reflexões sobre o processo de elaboração de “uma” BNCC. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 35, n. 3, p. 689-701, 2018.

MENEZES, Luiz Carlos de Ensinar Ciências no próximo século. In: HAMBURGER, Eenst W., MATOS, Cauê. O desafio de ensinar Ciências no século XXI. São Paulo: Edusp, 2000.

MORAES, Roque. Uma Tempestade de Luz: A Compreensão Possibilitada pela Análise Textual Discursiva; Revista Ciência e Educação; v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

MORAES, Roque de; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise Textual Discursiva: Processo Reconstrutivo de Múltiplas Faces. Revista Ciência e Educação, v. 12, n. 1, p. 117-128, 2006.

REIMERS, Fernando M. Assessing Global Education: na Opportunity for the OECD. OECD strategy paper, 2013. Disponível em: https://www.oecd.org/pisa/pisaproducts/Global-Competency.pdf. Acesso em: 04 março, 2024

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos.; MORTIMER, Eduardo Fleury. Uma Análise de Pressupostos Teóricos da Abordagem C-T-S (Ciência-Tecnologia-Sociedade) no Contexto da Educação Brasileira. Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, p. 133-162, 2002.

SILVA, Erick dos Santos; SASSERON, Lúcia Helena. BNCC: Entre avanços de pesquisa e articulações necessárias. Currículo & Docência v. 2, n. 2, p. 1-23, 2020.

SILVEIRA, Rosimeri; BAZZO, Walter. Ciência e Tecnologia: Transformando o homem e sua relação com o mundo. Revista Gestão Industrial, v. 2, n. 2, p. 45-64, 2006.

SIPAVICIUS, Bruno Kestutis de Alvarenga; SESSA, Patrícia da Silva. A base nacional comum curricular e a área de ciências da natureza: tecendo relações e críticas. Atas de Ciências da Saúde, São Paulo, v. 7, n. 1, p 3-16, jan./dez. 2019. Disponível em: https://revistaseletronicas.fmu.br/index.php/ACIS/article/view/2052/1459. Acesso em: 04 mar., 2024.

STRIEDER, Roseline. Beatriz. Abordagem CTS na Educação Científica no Brasil: Sentidos e Perspectivas. 2012. 283f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências) – Instituto de Física e Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo. São Paulo.

ZIMAN, Jonh. Teaching and learning about science and society. Cambridge: Cambridge University Press. 1980.

ZIMAN, Jonh. The rationale of STS education is in the approach. In: SOLOMON, Joan; AIKENHEAD, Glen; STS education: international perspectives on reform. New York: Teachers College Press, 1994.

Downloads

Publicado

22.02.2024

Como Citar

CORTEZ, Jucelino; DEL PINO, José Claudio. As Proposições da abordagem CTS no Ensino das Ciências da Natureza e as Orientações da Base Nacional Comum Curricular para o Ensino Fundamental. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 1–22, 2024. DOI: 10.26843/rencima.v15n1a10. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/4500. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos