Articulações entre os significados denotativos e conotativos para o conceito de proporção: uma experiência com Modelagem Matemática nos anos iniciais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v13n2a18

Palavras-chave:

Teoria da Aprendizagem Significativa, Educação Matemática, Diferenciação Progressiva, Reconciliação Integradora, Números Racionais

Resumo

Esse trabalho tem como objetivo investigar sobre as possíveis articulações dos significados denotativos e conotativos para as noções envolvidas no conceito de proporção, que são manifestadas nas estratégias desenvolvidas por estudantes dos Anos Iniciais, quando desenvolvem atividades de Modelagem Matemática. Realizamos a pesquisa com alunos de 5º ano de uma escola pública do município de Maringá – PR, e a produção dos dados ocorreu via Google Meet, por meio da gravação em áudio e vídeo das aulas e do registro escrito das crianças. Diante disso, elaboramos mapas conceituais os quais retratam as estratégias utilizadas durante a atividade de Modelagem Matemática desenvolvida, e que foram utilizados na análise. Considerando a predisposição dos alunos, motivada pela atividade de Modelagem Matemática, bem como o significado denotativo trabalhado, as ações e justificativas dos alunos para suas resoluções nos deram indícios de articulação dos significados denotativos e conotativos que resultam nos significados psicológicos envolvidos no conceito proporção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29.06.2022

Como Citar

TRIGUERO, Letícia Fagundes; KATO, Lilian Akemi. Articulações entre os significados denotativos e conotativos para o conceito de proporção: uma experiência com Modelagem Matemática nos anos iniciais. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 1–25, 2022. DOI: 10.26843/rencima.v13n2a18. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/3479. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos