Etnomodelando artefatos (balaios) da cultura cafeeira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v12n2a15

Palavras-chave:

Etnomatemática, Etnomodelagem, Etnomodelos, Modelagem Matemática, Teoria Fundamentada nos Dados

Resumo

Este artigo apresenta o recorte de uma pesquisa de Mestrado Profissional em Educação Matemática, da Universidade Federal de Ouro Preto, com 35 alunos do segundo ano do Ensino Médio, de uma escola particular, em Manhuaçu, na Zona da Mata Mineira. A Etnomatemática e a Modelagem Matemática foram utilizadas como fundamentações teóricas relacionadas com a Etnomodelagem como uma ação pedagógica para elaborar etnomodelos associados com a padronização de balaios utilizados na cultura cafeeira e sua relação com a Matemática escolar. Os alunos, em grupos, visitaram uma fazenda produtora de café para entender o seu processo produtivo e se aproximarem dos aspectos culturais dessa produção, pois esse cultivo envolve a própria comunidade escolar. Após essa visita, os alunos realizaram atividades curriculares em sala de aula para se conscientizarem sobre a associação da produção cafeeira com os conteúdos matemáticos escolares por meio da abordagem dialógica da Etnomodelagem. Os dados dessa pesquisa, de caráter qualitativo, foram analisados por meio do design metodológico adaptado da Teoria Fundamentada nos Dados. Os resultados mostraram que as representações dos balaios utilizados na colheita necessitam de uma padronização com relação às suas medidas e formas geométricas, pois o pagamento é realizado pelo volume de café colhido nas plantações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01.03.2021

Como Citar

DUTRA, Érika Dagnoni Ruggiero; OREY, Daniel Clark; ROSA, Milton. Etnomodelando artefatos (balaios) da cultura cafeeira. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 1–20, 2021. DOI: 10.26843/rencima.v12n2a15. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/2940. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos