Algumas reflexões sobre a Formação Inicial de professores para ensinar Matemática nos Anos Iniciais do Ensino FundamentalL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v3i1.98

Palavras-chave:

Conhecimento matemático, Formação de Professores, Ensino- aprendizagem em Matemática

Resumo

Neste artigo apresentaremos uma pequena parte de nossa pesquisa de doutorado que envolve a formação de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental para ensinar Matemática desde a criação do primeiro Curso Normal até os cursos regidos pelas Diretrizes Curriculares, especificamente, dos Cursos de Pedagogia de 2006. Apresentamos uma parte da pesquisa de campo que focaliza as respostas de 387 alunos de um curso de Pedagogia de uma universidade particular da cidade de São Paulo a algumas questões de um questionário organizado para a pesquisa. O objetivo do artigo é analisar preocupação e expectativas desses alunos em relação à sua preparação para ensinar Matemática. Para análise dos dados utilizamos os procedimentos apresentados por Bardin (2009) para análise de conteúdos e estudos de alguns teóricos que discutem a formação de professores como Tardif (2002), Shulman (1986), Serrazina (2001) e Curi (2004, 2005). Entre os resultados destacamos mais preocupação dos alunos com relação à prática e às metodologias de ensino de Matemática do que com relação aos conteúdos matemáticos e ao currículo dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Revelam ainda lacunas na formação desses alunos e o desafio de desenvolver conhecimentos específicos para ensinar Matemática que não são definidos apenas pelos conteúdos, mas também pelo ensino deles para que possam ser aprendidos pelos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALARCÃO, I. Formação reflexiva de professores: estratégias de supervisão. Porto: Porto Editora, 1996.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa; Portugal: Edições 70, Coleção: extra coleção, 2009.

CURI, E. Formação de professores polivalentes: uma análise de conhecimentos para ensinar Matemática e de crenças e atitudes que interferem na constituição desses conhecimentos. Tese de Doutorado, São Paulo, PUC, 2004.

CURI, E. A Matemática e os professores polivalentes. São Paulo, Musa, 2005. OLIVEIRA, E. C. Concepções, crenças e competências referentes à leitura, reveladas por professores (as) de matemática e o desenvolvimento de práticas de leitura em suas aulas. Dissertação de Mestrado. São Paulo, PUC, 2007.

PONTE, J. P. Professores de Matemática: das concepções aos saberes profissionais. In: IV Seminário de Investigação em Educação Matemática. Atas, Lisboa: APM, 1996.

SCHÖN, D. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre, Artmed, 2000.

SERRAZINA, L. O professor como investigador; leitura crítica de investigações em Educação Matemática. Refletir e investigar sobre a prática profissional. Organizado por GTI da APM. Lisboa, APM, 2001.

SERRAZINA, L. A formação para o ensino de matemática: perspectivas futuras. In: A formação para o ensino da matemática na Educação Pré-Escolar e no 1º Ciclo do Ensino Básico. Caderno de formação de professores nº 3. Porto: Porto Editora e Inafop, 2002.

SHULMAN, L. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Research, n. 15 (2), pp. 4-14, 1986.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 10 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

Downloads

Publicado

2012-01-01

Como Citar

FERNANDES, V. M. J.; CURI, E. Algumas reflexões sobre a Formação Inicial de professores para ensinar Matemática nos Anos Iniciais do Ensino FundamentalL. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 44-53, 2012. DOI: 10.26843/rencima.v3i1.98. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/98. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2