O uso de mapas de conceitos como instrumento para promover a aprendizagem significativa dos conceitos dos fenômenos ópticos no PROEJA

Autores

  • Pedro Hiago de Melo Freitas Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí
  • Márcio Aurélio Carvalho de Morais Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v3i1.95

Palavras-chave:

Mapas conceituais, Óptica, Aprendizagem significativa

Resumo

Este artigo tem por objetivo, verificar as potencialidades da construção de mapas de conceitos, com o uso da ferramenta computacional Cmap Tools, como instrumento didático e avaliativo, a luz da teoria ausubeliana para a aprendizagem dos conceitos dos fenômenos ópticos. Tendo como amostra alunos do PROEJA do curso técnico em Edificações do Campus Teresina Central do IFPI. O método de pesquisa utilizado foi o Estudo de Caso, tendo como instrumento o uso de questionário e Mapas Conceituais. Na análise dos resultados, o uso de Mapas Conceituais, como ferramenta cognitiva, facilita no processo de aprendizagem do conteúdo Óptica, pois propicia situações favoráveis para a assimilação do conhecimento, por este permanecer mais estruturado e organizado em relação à hierarquização dos conceitos do conteúdo em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL, Ministério da Educação. Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA: educação profissional técnica de nível médio/ensino médio. Brasília: MEC, ago. 2007. 71p.

CAVALCANTE, C. A utilização do software Cmap Tools como instrumento para promover a aprendizagem significativa de conceitos de física mecânica. 2006. p. 152. Dissertação (Mestrado) – Universidade Luterana do Brasil. Canoas, 2006.

GASPAR, A. Física: ondas-óptica-termodinâmica. vol. 2. 1a ed. São Paulo: Ática, 2002.

MARTINS, G. A. Estudo de Caso: uma estratégia de pesquisa. 2a ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MOREIRA, M. A. A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2006. 185 p.

MARIS, S., & RICARDO, B. O professor pesquisador: introdução a pesquisa qualitativa. São Paulo: Parábola. 2008.

MASETTO, M. Competência pedagógica do Professor Universitário. São Paulo. Summos Editorial. 2003

MIRAS, M. Um ponto de partida para a aprendizagem de novos conteúdos: os conhecimentos prévios. In: COLL, César et. al. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática. 2009. p. 57-77.

SANTOS, J. C. Aprendizagem significativa: modalidades de aprendizagem e o papel do professor. 2a ed. Porto Alegre: Mediação. 2008.

SILVA, R. P. Cinema e educação. São Paulo: Cortez. 2007. VIEIRA, S. Como elaborar questionários. São Paulo: Atlas. 2009.

Downloads

Publicado

2012-01-01

Como Citar

FREITAS, P. H. de M.; MORAIS, M. A. C. de. O uso de mapas de conceitos como instrumento para promover a aprendizagem significativa dos conceitos dos fenômenos ópticos no PROEJA. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 1-14, 2012. DOI: 10.26843/rencima.v3i1.95. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/95. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos