Formação Inicial de professores de Física: planejamento de aulas inovadoras

Autores

  • Cassiana Barreto Hygino Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Valéria de Souza Marcelino Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense
  • Marília Paixão Linhares Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v6i2.911

Palavras-chave:

Formação Inicial, Ensino de Física, Práticas Inovadoras

Resumo

Este artigo é um recorte de uma pesquisa que focaliza a formação inicial de professores de física. Apresentamos a análise de uma atividade realizada com licenciandos na disciplina Estratégias para o Ensino de Física III que adota como caminho metodológico o método de estudo de caso, focalizando questões relevantes da prática docente. Analisamos, na presente comunicação, as respostas dos licenciandos ao passo inicial e final do estudo de caso intitulado: “Planejamento de aulas de Física”, o qual tem como objetivo, compreender as concepções dos licenciandos sobre o planejamento de aulas de física e suas sugestões para aulas inovadoras. Os dados analisados indicam que os futuros professores apresentaram evolução em seus conhecimentos docentes, aproximando-se de modelos mais desejáveis de ensino. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AIKENHEAD, G. S., What is STS science teaching? In: SOLOMON, J., Aikenhead, G.S. STS education: international perspectives on reform. New York: Teachers College Press, p.47-59, 1994.

ARAÚJO, M. S. T., ABIB, M. L. V. S., - Atividades experimentais no Ensino de Física: diferentes enfoques, diferentes finalidades, Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 2, p. 176-194, 2003.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BEMFEITO, A. P. VIANNA, D. M. Explorando controvérsias simuladas em sala de aula: uma proposta para trabalhar ondas de rádio com ênfase CTS, Anais do XX SNEF, SP, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação: MEC, LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/index.php?option=content&task=section&id=14&Itemid=233>. Acesso em: 03 de outubro de 2004.

BRASIL. Ministério da Educação: CNE: Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 1, 18 de fevereiro de 2002. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica. Publicado no Diário Oficial da União, Brasília, 4 de março de 2002, seção 1, p.8. Disponível em: <http://www.mec.gov.br/Sesu/diretriz.shtm>. Acesso em: 03 de outubro de 2004.

BRASIL. Ministério da Educação: MEC, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. PCNs+ Ensino médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares nacionais. Ciências da natureza, Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC, SEMTEC, 2002. p. 59. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/index.php?option=content&task=view&id=190&Itemid=233>. Acesso em: 03 de outubro de 2004.

CARVALHO, A. M. P.; SANTOS, E.I.; AZEVEDO, M.C.P.; DATE, M.P.S.; FUJII, S.R.S.; NASCIMENTO, V.B. Termodinâmica: Um ensino por investigação. 1. ed., São Paulo: Universidade de São Paulo - Faculdade de Educação, v. 1, 1999, 123 p.

CASSAB, M. Algumas reflexões sobre o Planejamento e a Avaliação na área de Ensino de Ciências e Biologia, Ciência em Tela, v. 1, n. 2, 2008.

CHEVALLARD, Y. La Transposición Didáctica: del saber sabio al saber enseñado. La Pensée Sauvage, Argentina, 1991.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. Coleção: Docência em formação. São Paulo: Cortez, 2002, 366 p.

DELIZOICOV, D. Práticas freirianas no ensino de ciências. In: MATOS, C. (Org.) Conhecimento científico e vida cotidiana. São Paulo: Terceira Margem, 2003.

GARCÍA PÉREZ, F. F. Los modelos didácticos como instrumento de análisis y de intervención en la realidad educativa. Biblio 3W: revista bibliográfica de geografía y ciencias sociales, Barcelona, n. 207, feb. 2000. Disponível em: <http://www.ub.es/geocrit/b3w-207.htm>. Acesso em: 20 de maio de 2007.

GUIMARÃES, M. A. G.; ECHEVERRÍA A. R. & MORAES J. I. Modelos didáticos no discurso de professores de Ciências. Revista Eletrônica de Investigação em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 11, n. 3, 2006. Disponível em: <http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID155/v11_n3_a2006.pdf>. Acesso em 02 de fevereiro de 2009.

HARRES, J.B.S.; PIZZATO, M.; HENZ, T.; FONSECA, M.C.; PREDEBON, F.; SEBASTIANY, A.P. (Org.) Laboratórios de Ensino: inovação curricular na formação de professores de ciências. Santo André (SP): ESETec Editores Associados, 2005, 99 p.

HYGINO, C.B; MOURA, S.A.; LINHARES, M.P.; Modelos didáticos na formação inicial de professores de física: uma apreciação na perspectiva da análise do discurso, Ciência e Educação, v. 20, n. 1, p. 43-59, 2014.

HYGINO, C.B; SOUZA, N. S. LINHARES, M. P. Reflexões sobre a natureza da ciência em aulas de física: estudo de um episódio histórico do Brasil colonial, Experiências em Ensino de Ciências, v. 7, n. 2, 2012.

HYGINO, C.B; LINHARES, M. P. Reflexão na formação Inicial de professores de física: um estudo sobre o currículo de física, Anais do XIV Encontro de Pesquisa em Ensino de Física – Maresias–SP, 2012.

LATORRE, A. La investigación-acción: Conocer y cambiar la práctica educativa, graó- general, 4. ed., 2007.

MATTHEWS, M. História e Filosofia da Ciência: a tendência atual de reaproximação. Caderno Catarinense Ensino de Física, v. 12, n. 3, p. 164-214, 1995.

MORTIMER, E. F. Construtivismo, mudança conceitual e ensino de ciências: para onde vamos? Investigações em Ensino de Ciências, v. 1, n. 1, p. 20-39, 1996.

OLIVEIRA, O. B. Reflexões sobre a escrita na formação inicial de professores. Educar, Curitiba, n. 34, p. 111-126, 2009.

PORLÁN. R.; RIVERO, A. (1998) El conocimiento de los profesores. Díada: Sevilla.

REIS, E.M; LINHARES, M. P. Estudos de caso como estratégia de ensino na formação de professores de Física. Ciência e Educação, Bauru, v. 14, n. 3, p. 555-574, 2008.

SÁ, L. P.; FRANCISCO, C. A. QUEIROZ, A. L. Estudos de caso em química, Química Nova, v. 30, n. 3, p. 731-739, 2007.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER, E. F. A dimensão social do ensino de Química- um estudo exploratório da visão de professores. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2. Valinhos. Atas... Porto Alegre: ABRAPEC, 1999.

SEEDUC, Currículo Mínimo Física, Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, 2012.

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica, Educação e Pesquisa, v. 31, n. 3, p. 443-466, set./dez., São Paulo, 2005.

ZOMPERO, A. F. LABURU, C. E. Atividades investigativas no ensino de ciências: aspectos históricos e diferentes abordagens, Rev. Ensaio, Belo Horizonte, v. 13, n. 3, p. 67-80, 2011.

Downloads

Publicado

2015-01-01

Como Citar

HYGINO, C. B.; MARCELINO, V. de S.; LINHARES, M. P. Formação Inicial de professores de Física: planejamento de aulas inovadoras. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 1-19, 2015. DOI: 10.26843/rencima.v6i2.911. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/911. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos