Newton e a decomposição da luz solar em um prisma: o que trazem os livros de Ensino Médio?

  • Marcos Fernandes Sobrinho Instituto Federal Goiano
  • Maria Helena da Silva Carneiro Universidade de Brasília
Palavras-chave: Livro didático de Física, Transposição Didática, PNLD/2012, Decomposição da luz

Resumo

Partindo-se de algumas exigências constantes dos documentos oficiais do Ministério da Educação brasileiro e do conhecimento científico atualmente aceito, pretendeu-se identificar e analisar quais associações fazem os autores de livros didáticos de física, entre o saber sábio, com base nos trabalhos de Isaac Newton (1642-1726) de 1672 e 1704, além de outros sobre óptica, e o saber a ensinar. Desenvolveu-se uma pesquisa documental, tendo como marco teórico os pressupostos do estudo sistemático da Transposição Didática, proposto inicialmente por M. Verret (1975) no seio da Sociologia e rediscutido, no âmbito da Educação Matemática, por Y. Chevalard (1991, 2005). A análise dos livros foi norteada com base na metodologia já testada, validada e utilizada em outros trabalhos (CALDAS, 1994; CALDAS; SALTIEL, 1999; CUNHA; CALDAS, 2000). Identificaram-se as contribuições presentes em alguns desses livros à física escolar, para explicar a decomposição da luz e sinalizaram-se alguns aspectos teórico-conceituais, considerados essenciais a uma melhor compreensão de conceitos que permeiam o assunto. Verificou-se que há, do ponto de vista conceitual, certo distanciamento entre a forma escolhida pelos autores dos livros analisados (saber a ensinar), para apresentarem aspectos da decomposição da luz em um prisma, e o que parece ter sido proposto Newton (1672, 1704) à Teoria da Luz e Cor (saber sábio), relativamente à concepção científica atualmente aceita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, J. P.; PIETROCOLA, M.; PINHEIRO FILHO, T. de F. A eletrostática como exemplo de transposição didática. In: M. Pietrocola. (Org.). Ensino de física: conteúdo, metodologia e epistemologia em uma concepção integradora (p.77-99). Florianopolis: UFSC, 2001.

ASTOLF, J-P.; DEVELAY, M. La didactique des sciences. Paris: PUF, 1989. In: A Didática das Ciências. Papirus. Campinas, 1995. Original: La didactique des sciences. Paris: PUF, 1989.

BITTENCOURT, C. M. F. Disciplinas escolares: história e pesquisa. In: OLIVEIRA, M. A. T.; RANZI, S. M. F. (Orgs.). História das disciplinas escolares no Brasil: contribuições para o debate (p. 9-38). Bragança Paulista, SP: EDUSF, 2003.

BRAGA, S. M. A.; MORTIMER, E. F. Os gêneros de discurso do texto de biologia dos livros didáticos de ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 3, n. 3, 2003.

BROCKINGTON, G.; PIETROCOLA, M. Serão as regras da transposição didática aplicáveis aos conceitos de Física Moderna? Investigações em Ensino de Ciências, v. 10, n. 3, p. 387-404, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio (PCN). Secretaria de Educação Média e Tecnológica - SEMTEC. Brasília, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC. Guia de livros didáticos: PNLD 2012: física. Secretaria de Educação Básica. Brasília, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC. PNC+ ensino médio: orientações educacionais complementares aos parâmetros curriculares nacionais. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Brasília, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC, Secretaria de Educação Básica. Guia de livros didáticos: PNLD 2012: Física. Brasília, 2011.

CARNEIRO, M. H. S. As imagens no livro didático. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 1., 1997, Águas de Lindóia. Anais... Águas de Lindóia, SP, 1997, p. 366-373.

CARNEIRO, M. H. S.; GASTAL, M. L. História e Filosofia das Ciências no ensino de Biologia. Ciência & Educação, v. 11, n. 1, p. 33-39, 2005.

CALDAS, H. Le frottement solide sec: le frottement de glissement et de non- glissement. Etude des difficultés des étudiants et analyse de manuels. Université Paris. Paris, França, 1994. (Tese, Doutorado)

CALDAS H., SALTIEL E. Sentido das forças de atrito e movimento - II. Uma análise dos livros utilizados no ensino superior brasileiro. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 21, n. 4, p. 542-549, 1999.

CARVALHO, A. M. P.; BARROS, M. A. A história da ciência iluminando o ensino de visão. Ciência & Educação, v. 5, n.1, p. 83-94, 1998.

CASSAB, M.; MARTINS, I. A escolha do livro didático em questão. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 4., 2003, Bauru. Anais... Bauru, SP, 2003.

CASTRO, R. S.; CARVALHO, A. M. P. The historic approach in teaching: analysis of an experience. Science Education, v.4, n. 1, p. 65-85, 1995.

CHEVALLARD, Y.; JOHSUA, M. A. Un exemple d analyse de la transposition didactique La notion de distance. Recherches en Didactique des mathematiques, v. 3, n. 1, p. 157-239,1983.

CHOPPIN, A. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 03, set-dez, 2004.

CLEMENT, P.; BERNARD, S.; QUESSADA, M.-P.; ROGERS, C.; BRUGUIÈRE, C. Different theoretical backgrounds for different didactical analyses of biology school textbooks. European Science Education Research Association Conference. Anais…, Base de Dados [CD-ROM]. Barcelona, ESP, Europa, 2005.

CUNHA A. L., CALDAS H. Sentido das forças de atrito e os livros da 8a série. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 17, n.1: in press, 2000.

FERNANDES SOBRINHO, M. A luz, suas naturezas, sua propagação, o LASER e algumas aplicações: um texto paradidático de apoio. Dissertação de mestrado, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil, 2011.

FERREIRA, M. S.; SELLES, S. E. Análise de livros didáticos em ciências: entre as ciências de referência e as finalidades sociais da escolarização. Educação em Foco, Juiz de Fora, v. 8, n. 1-2, p. 63-78, mar./ago. 2003, set./fev. 2003/2004.

FREITAG, B.; COSTA, W. F. da; MOTTA, V. R. O livro didático em questão. 2. ed. Cortês, São Paulo, 1993.

GIRCOREANO, J. P.; PACCA, J. L. A. O ensino da óptica na perspectiva de compreender a luz e a visão. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 18, n.1, p. 26-40, 2001.

JOHNSEN, E. B. As Critical Survey of Literatue and Research on Educational Texts. Textbooks in the Kaleidoscope. Translated by Linda Sivesind. Tonsberg: Vestfold College, 2001 Copyright digital edition: The Author Paper edition piblished by Scandinavian University Press (Universitetsforlaget), Oslo, 1996.

MÁRQUEZ, C.; IZQUIERDO, M.; ESPINET, M. Comunicación multimodal en la clase de ciencias: El ciclo del agua. Enseñanza de las Ciencias, v. 21, n. 3, p. 371-386, 2003.

MARTIN, J. R. Literacy in science: learning to handle text as technology. In: HALLIDAY, M. A. K.; MARTIN, J. R. (Eds.). Writing science: literacy and discursive power. London: The Falmer Press, 1992.

MARTINS, I. O papel das representações visuais no ensino-aprendizagem de ciências. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 1., 1997, Águas de Lindóia. Anais... Águas de Lindóia, SP, 1997.

MARTINS, I.; GOUVÊA, G.; PICCINI, C., BUENO, T.; LENTO, C.; PEDRO, T.; PAULO, N. Uma análise das imagens nos livros didáticos de ciências para o ensino fundamental. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 4., 2003, Bauru. Anais... Bauru, SP, 2003.

MARTINS, I.; GOUVÊA, G.; PICCINI, C. Aprendendo com imagens. Ciência e Cultura, São Paulo, oct./dec, v. 57, n. 4, 2005.

MARTINS, I. Analisando livros didáticos na perspectiva dos estudos do discurso: compartilhando reflexões e sugerindo uma agenda para a pesquisa. Pro-Posições, v. 17, n. 1, p. 49, 2006.

MEGID, J.; FRACALANZA, H. O livro didático de ciências. Ciência & Educação, v. 9, n. 2, p. 147-157, 2003.

NASCIMENTO, T. G. O texto de genética no livro didático de ciências: uma análise retórica. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 2003.

NEVES, K. C. R.; BARROS, R. M. de O. Diferentes olhares acerca da transposição didática. Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, n. 1, p. 103-115, 2011.

NEWTON, I. Uma carta do Sr. Isaac Newton, professor de Matemática na Universidade de Cambridge; contendo sua Nova Teoria sobre Luz e Cores: enviada pelo Autor para o Editor da Cambridge, 6 de fevereiro de 1671/72; para ser comunidade à R. Society. Tradução de Cibelle Celestino Silva e Roberto de Andrade Martins. In: SILVA, C.C.; MARTINS, R. A. A “Nova Teoria sobre Luz e Cores” de Isaac Newton: uma Tradução Comentada. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v.18, n.4, 1996.

NEWTON, I. Óptica. (A. K. T. Assis, Trad.) São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2002 (Obra original publicada em 1704).

OTERO, M. R.; GRECA, I. M. Las imágenes en los textos de física: entre el optimismo y la prudencia. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 21, n. 1, p. 37-67, 2004.

QUESADO, M. A natureza da ciência e os livros didáticos de ciências para o ensino fundamental - uma análise textual. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 2003.

REIRIS, A. F. La importância de ser llamado “libro de texto”: hegemonia y control Del curriculum em el aula. UNPA/Miño y Ávila, Buenos Aires, 2005.

SILVA, C. C.; MARTINS, R. A. A “Nova Teoria sobre Luz e Cores” de Isaac Newton: uma Tradução Comentada. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v.18, n.4, p.313-327, 1996.

SILVA, C. C. Há 300 anos era publicado Óptica, de Isaac Newton... E a luz se fez. Ciência Hoje, v. 35, n. 207, ago, 2004.

SILVA, H. C.; ALMEIDA, M. J. P. M. Condições de produção da leitura em aulas de física no ensino médio: um estudo de caso. In: ALMEIDA, M.; SILVA, H. (org.). Linguagens, leituras e ensino de Ciências. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998.

SUTTON, C. Words, science and learning. Buckingham: The Open University Press, 1992.

TONI, M. P. de; FICAGNA, N. C. Livro didático: deve ser adotado? In: Encontro Ibero- Americano de Coletivos Escolares e Redes de Professores que fazem investigação na sua Escola, 4., 2005, Lajeado. Anais... Lajeado, 2005. Disponível em: <http://ensino.univates.br/~4iberoamericano/trabalhos/trabalho161.pdf>. Acesso em: 28 jun. 2013, 3:30:26.

VASCONCELOS, S. D.; SOUTO, E. O Livro Didático de Ciências no Ensino Fundamental – Proposta de Critérios para Análise do Conteúdo Zoológico. Ciência & Educação, v. 9, n. 1, p. 93-104, 2003.

Publicado
2014-07-01
Como Citar
SOBRINHO, M.; CARNEIRO, M. Newton e a decomposição da luz solar em um prisma: o que trazem os livros de Ensino Médio?. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 5, n. 2, p. 35-55, 1 jul. 2014.
Seção
Artigos Gerais