A beleza matemática: uma proposta pedagógica de sensibilização estética para o ensino da MatemáticaA

  • Virginia Cardia Cardoso Universidade Federal do ABC
  • Rosa Monteiro Paulo Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
  • Andreia Dalcin Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Matemática, Educação Matemática, Arte, Formação de professores

Resumo

O presente artigo tem por objetivo expor o que se mostra na reflexão suscitada pela intenção de olhar para a razão matemática e ver a beleza, ou olhar para a beleza matemática e ver expressa uma racionalidade que é manifesta em objetos não matemáticos e que pode ser percebida por fatores outros que não apenas o racional. No movimento reflexivo buscamos compreender os fundamentos teórico-epistemológicos que caracterizam a percepção estética presente no processo de criar ou (re)criar Matemática. Para explicitar o que na reflexão se mostrou relevante organizamos o artigo em dois momentos: no primeiro apresentamos uma proposta pedagógica a partir das obras de Da Vinci e de Volpi procurando valorizar o caráter estético e belo da Matemática e no segundo trazemos a discussão sob os pontos de vista positivista, fenomenológico e crítico, revisitando elementos da filosofia das ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARANHA, Carmem Sylvia Guimarães. Percursos visuais no acervo do MAC/ USP. São Paulo, MAC-USP, 1999. Disponível em <http://www.mac.usp.br/projetos/percursos/entrada.html>. Acesso em 28 set. 2005. ARENDT, H. Entre o Passado e o Futuro. São Paulo: Editora Perspectiva, 2002.

BICUDO, M.A.V. Aspectos de uma Pesquisa Qualitativa efetuada em uma abordagem fenomenológica. In: (Org.). Pesquisa Qualitativa segundo uma visão fenomenológica. São Paulo: Cortez, p. 29-40, 2011.

BICUDO, M. A. V. O professor de Matemática nas escolas de 1º e 2º graus. In: BICUDO, M. A.M V. (Org.). Educação Matemática. São Paulo: Centauro, p. 45-57, 2005.

BICUDO, M. A. V. A contribuição da fenomenologia à educação. In: COELHO, I. M; GARNICA, A. V. M.; BICUDO, M. A. V.; CAPPELLETTI, I. F. (Orgs.). Fenomenologia: uma visão abrangente da Educação. São Paulo: Olho D’Água, p. 11-51, 1999,

DALCIN, A., PAULO, R. M., CARDOSO, V.C. Percebendo a matemática em sua dimensão estética sensível: uma proposta pedagógica. In IV Congresso Internacional de Educação Matemática, 2005. Anais do IV CIEM. Canoas, ULBRA, 2005, CD-ROM.

DALCIN, A., PAULO, R. M., CARDOSO, V. C. Matemática e Arte: percebendo a Matemática em sua dimensão estética sensível, uma proposta pedagógica. In VIII Encontro Paulista de Educação Matemática. Anais do VIII EPEM. São Paulo, UNICSUL, 2006, CD-ROM.

GAMBOA, S. A. S. A Dialética nas pesquisas em Educação: elementos de contexto. In FAZENDA, I. (Org). Metodologia da Pesquisa Educacional. São Paulo: Cortez, 1989, p. 93–115.

GERDES, P. Sobre o Despertar do Pensamento Geométrico. Curitiba: Editora da UFPR, 1992.

HARDY, G. H. Em defesa de um Matemático. São Paulo: Martins Fontes, 2000. HEIDEGGER, M. A Origem da Obra de Arte. Lisboa: Edições 70, 1977.

HUNTLEY, H. E. A Divina Proporção: um ensaio sobre a beleza na matemática. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1985.

LOSADA, T. Mundo, Vida e Arte: relações entre o conceito de modernidade de Hannah Arendt e a produção artística contemporânea. Disponível em <http://wawrwt.iar.unicamp.br/ampap/anais99/hitoria27.htm>. Acesso em 17 jan 2004.

MARCUSE, H. A Ideologia da Sociedade Industrial. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967.

MERLEAU-PONTY, M. A prosa do Mundo. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da Percepção. São Paulo. Martins Fontes, 1994.

MERLEAU-PONTY, M. O Primado da percepção e suas consequências filosóficas. São Paulo. Papirus,1990.

POINCARÉ, H. O valor da Ciência. 2ª ed. Rio de Janeiro: Contraponto Editora, 2002. RUSSEL, B. O. Elogio ao Ócio. Rio de Janeiro: Sextante, 2002.

WHITEHEAD, A.N. A Função da Razão. 2ª ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1988.

Publicado
2014-07-01
Como Citar
CARDOSO, V.; PAULO, R.; DALCIN, A. A beleza matemática: uma proposta pedagógica de sensibilização estética para o ensino da MatemáticaA. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 5, n. 2, p. 56-74, 1 jul. 2014.
Seção
Artigos Gerais