Análise de erros em Geometria: uma investigação com alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA)

  • Rafael Schilling Fuck Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Palavras-chave: Análise de erros, Ensino de Geometria, Educação de Jovens e Adultos

Resumo

Neste artigo, apresenta-se uma investigação qualitativa, a fim de responder ao seguinte problema: quais são os tipos de erros mais frequentes em questões de área e perímetro de quadrados e retângulos, cometidos por alunos de EJA e PROEJA? Para atender ao objetivo da pesquisa, aplicou-se um teste com 34 alunos e os principais resultados foram: ausência de relação dos conceitos de área e perímetro com o contexto; desconhecimento da característica dos quadrados referente à assertiva de que todos os lados do polígono apresentam a mesma medida; confusão nas operações matemáticas envolvidas nos cálculos de área e perímetro; equívocos conceituais das grandezas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BOGDAN, R; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

CARNEIRO, F. R; DÉCHEN, T. Tendências no Ensino de Geometria: um olhar para os anais dos Encontros Paulista de Educação Matemática. In: ENCONTRO PAULISTA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2007, São Paulo. [Anais...].

COSTA, D. A. F. A análise do Erro como caminho de Descoberta do Pensamento da Criança. AMAE Educando, v. 21, n.199, p. 14-20, 1988.

CURY, H. N. Análise de erros: o que podemos aprender com as respostas dos alunos. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

CURY, H. N. Retrospectiva história e perspectivas atuais da análise de erros em educação matemática. Zetetiké, v.3, n.4, p. 39-50, 1995.

DALTO, J. O. A Produção Escrita em Matemática: análise interpretativa da questão discursiva de Matemática comum à 8ª série do Ensino Fundamental e à 3ª série do Ensino Médio da AVA/2002. 2007. 100 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2007.

DANTE, L. R. Tudo é Matemática. São Paulo: Ática, 2009.

DANTE, L. R. Matemática: Contexto e Aplicações. São Paulo: Ática, 2004.

FELTES, R. Z. Análise de erros em potenciação e radiciação: um estudo com alunos de ensino fundamental e médio. 2007. 136 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) – Faculdade de Física, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS, Porto Alegre, 2007.

FIORENTINI, D; LORENZATO, S. Investigações em educação matemática; percursos teóricos e metodológicos. Campinas: Autores Associados, 2006.

FONTES, D. J dos S; FONTES, M. de M; FONTES, M. de M. O uso de contextos no ensino de Geometria. In: SIMPOSIO NACIONAL DE ENSINO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, 1, 2009, Paraná.

FRANCHI, A. et al. Geometria no 1º grau: da composição e decomposição de figuras às fórmulas de área. 1. ed. São Paulo: CRL Balieiro, 1992.

GIOVANNI, R. J; BONJORNO, R. J; GIOVANNI JR. R.J. Matemática Fundamental. Ensino Médio. São Paulo: FTD, 1994.

GIOVANNI, R. J; BONJORNO, R. J; GIOVANNI JR. R.J. Matemática Fundamental: Uma Nova Abordagem. Ensino Médio. São Paulo: FTD, 2002.

GIOVANNI, R. J; CASTRUCCI, B.; GIOVANNI JR. R. J. A Conquista da Matemática. São Paulo: FTD, 2002.

LORENZATO, S.. Porque não ensinar Geometria? A Educação Matemática em Revista. Blumenau: SBEM, Ano III, n. 4, 1995.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MORAES, R. Da noite ao dia: tomada de consciência de pressupostos assumidos dentro das pesquisas sociais. Porto Alegre: s.ed., 2007. (mímeo)

MORAES, R; GALIAZZI, M. do C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007.

NUNES, T; BRYANT, P. Crianças Fazendo Matemática. Porto Alegre, Artmed, 1997.

PASSOS, C. L. B. Que Geometria acontece na sala de aula? In: MIZUKAMI, M. da G. N; REALI, A. M. M. R. Processos formativos da docência: conteúdos e práticas. São Carlos: EDUFSCar, 2005, pp. 16-44.

PAVANELLO, R. M. O abandono do ensino da geometria: uma visão histórica. 1989. 201 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1989.

PAVANELLO, R. M. O abandono do ensino da Geometria no Brasil: causas e conseqüências. Revista Zetetiké. Campinas: UNICAMP, Ano 1, n. 1, 1993.

PAVANELLO, R. M. Por que ensinar/aprender Geometria? In: ENCONTRO PAULISTA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2004, São Paulo. [Anais...]. Disponível em: . Acesso em: 05 de mar. de 2011.

PEREGO, F. O que a produção escrita pode revelar? Uma análise de questões de matemática. 2006. 126 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2006.

PEROTTA, R. C; PEROTTA, S. G. M. Considerações sobre o ensino de área e perímetro. Dialogia. São Paulo, v. 4, 2005, p. 81-88.

Publicado
2013-07-01
Como Citar
FUCK, R. Análise de erros em Geometria: uma investigação com alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 4, n. 2, p. 16-36, 1 jul. 2013.
Seção
Artigos Gerais