Crenças manifestadas por (futuros) professores em relação à Matemática e seu ensino

Autores

  • Manoel Santos Costa Secretaria de Estado da Educação do Maranhão e Instituto de Ensino Superior Franciscano.
  • Norma Suely Gomes Allevato Universidade Cruzeiro do Sul https://orcid.org/0000-0001-6892-606X

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v5i1.548

Palavras-chave:

Educação Matemática, Formação de Professores, Concepções e Crenças

Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar as crenças manifestadas por um grupo de (futuros) professores em relação à Matemática e seu ensino. O estudo envolveu estudantes de um programa de formação inicial de professores de uma Universidade Pública do Estado do Maranhão. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, e os dados foram coletados por meio de um questionário, de observações e através da resolução de um problema envolvendo o conteúdo proporcionalidade. Os resultados mostram que os (futuros) professores apresentaram algumas crenças que são fortemente enraizadas em relação à Matemática e seu ensino, assim como em relação ao conteúdo discutido no problema - proporcionalidade, que poderão se refletir em sala de aula com seus (futuros) alunos; por isso, os cursos de formação inicial deveriam discutir e (re)construir essas crenças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BLANCO, L.; CONTRERAS, L. Un modelo formativo de maestros primários, en el área de matemática, en el ámbito de la geometria. In: . (Org.). Aportaciones de la formación inicial de maestros en el área de matemáticas: una mirada a la práctica docente. Cáceres: Universidad de Extremedura, 2002, p. 92-124.

COSTA, M. S. Ensino-aprendizagem-avaliação de proporcionalidade através da resolução de problemas: uma experiência na formação inicial de (futuros) professores de matemática. 2012. 292 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2012.

CONTRERAS, L.C.; CARRILLO, J. Diversas concepciones sobre resolución de problemas en el aula. Educación Matemática, v.10, n.1, p.26-37. 1998.

CURI, E. A matemática e os professores dos anos iniciais. São Paulo: Musa Editora, 2005

CURY, H. N. Concepções e crenças dos professores de Matemática: pesquisas realizadas e significados dos termos utilizados. Bolema, Rio Claro: UNESP, a. 12, n. 13, p. 29-44, 1999.

D’AMBROSIO, B. S. Conteúdo e metodologia na formação de professores. In: FIORENTINI, D.; NACARATO, A. M. (Org.) Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática: investigando a partir da prática. São Paulo: Musa Editora, 2005. p. 20-32.

FERNANDES, D. Resolução de Problemas na Formação Inicial de Professores de Matemática In: FERNANDES, D. et al. (Org.). Resolução de problemas na formação inicial de professores de matemática: múltiplos contextos e perspectivas. Aveiro: GIRP, 1997, p. XV-XIX.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigações em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 3. ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2009.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. Rio de Janeiro: Record, 2007.

KRULIK, S.; RUDNICK, J. A. Roads to reasoning: developing thinking skills through problem solving. Chicago: McGraw-Hill, 2002.

MARCELO, C. Pesquisa sobre a formação de professores: o conhecimento sobre aprender a ensinar. Revista Brasileira de Educação, n. 9, p. 51-75, 1998.

MCLEOD, D. B. Research on affect in Mathematics Education: a reconceptualization. In: GROWS, D. A. (Org). Handbook of Research on Mathematics Teaching and Learning. New York: Macmillan, 1992, p. 575-596.

PAJARES, M. Teachers beliefs and educational research: cleaning up meassy construct. Review of Educational Research, n. 69, p. 307-332, 1992.

PONTE, J. P. O desenvolvimento profissional do professor de matemática. Educação e Matemática, Lisboa, n. 31, p. 9-12, 1994. Disponível em: <http://www.educ.fc.ul.pt/docentesjpontes>. Acesso em: 16 jun. 2009.

PONTE, J. P. A vertente profissional da formação inicial de professores de Matemática. Educação Matemática em Revista. a. 9, n. 11A, p. 3-8, 2002.

SERRAZINA, L. Reflexão, conhecimento e práticas letivas em Matemática num contexto de reforma curricular no 1º ciclo. Quadrante, Lisboa: APM, n. 8, p. 139-168, 1999.

SHULMAN, L. S. Renewing the pedagogy of teacher education: the impact of subject- specific conceptions of teaching. In: MESA, L. M.; JEREMIAS, J. M. V. Las didácticas específicas em la formación del professorado. Santiago de Compostela: Tórculo Ediciónes, p. 53-69, 1992.

VILA, A; CALLEJO, M. L. Matemática para aprender a pensar: o papel das crenças na resolução de problemas. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Downloads

Publicado

2014-01-01

Como Citar

COSTA, M. S.; ALLEVATO, N. S. G. Crenças manifestadas por (futuros) professores em relação à Matemática e seu ensino. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 5, n. 1, p. 21-36, 2014. DOI: 10.26843/rencima.v5i1.548. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/548. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>