Avaliação de materiais virtuais interativos para o ensino de Matemática na Educação Básica

  • Cristiane do Socorro Ferreira dos Santos Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Educação Básica, Avaliação, Materiais Virtuais Interativos

Resumo

O presente artigo surgiu a partir de uma pesquisa realizada pela autora sobre Materiais Virtuais Interativos (MVI) desenvolvidos para o ensino de Matemática. Metodologias de ensino que se utiliza de recursos tecnológicos vêm sendo bastante enfatizadas em pesquisa em educação na atualidade. De posse disto levantamos a seguinte questão: Como têm sido desenvolvidos MVI para o ensino da matemática? Assim, o objetivo deste trabalho é analisar a estrutura de MVI e a sua importância como ferramenta pedagógica. Para tanto, nosso aporte teórico teve como base as definições e características de objetos de aprendizagem apresentadas pelo IEEE (2000), Longmire (2001) e Sá Filho e Machado (2004); e, a construção e aplicação de um instrumento de avaliação a partir da metodologia LORI (Learning Object Review Instrument). Foram objetos de análise dessa pesquisa alguns MVI encontrados nos repositórios RIVED (Rede Interativa Virtual de Educação), BIOE (Banco Internacional de Objetos Educacionais) e LVM da Unijuí (Laboratório Virtual de Matemática). Os resultados nos permitiu concluir que recursos educacionais interativos podem contribuir para a aprendizagem do educando e que a relevância desta investigação está no fato da qualidade de um objeto de aprendizagem poder ser aprimorada através da avaliação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. LVM da Unijuí: Laboratório Virtual de Matemática. RIVED/SEE/MEC. Rio Grande do Sul, 2005.

BRASIL. BIOE: Banco Internacional de Objetos Educacionais. MEC/MCT/RELPE/OEI. Brasília, 2008.

BRASIL. RIVED: Rede Internacional Virtual de Educação. SEED/MEC. Brasília, 2004. Disponível em: <http://rived.mec.gov.br/>. Acesso em: 18 Set. 2010.

GAMA, C. L. da. Método de construção de objetos de aprendizagem com aplicação em métodos numéricos. Tese de doutorado, Curitiba: UFPR, 2007.

IEEE Learning Technology Standards Committee (LTSC). Learning Object Metadata. Institute of Electrical and Electronics Engineers, LTSC, 2000. Disponível em: <http://ltsc.ieee.org/wg12/> Acesso em: 04 Out. 2010.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 9241. Disponível em <http://www.iso.org/iso/en>. Acesso em: 18 Out. de 2010.

LOPES, Ana Paula Viana. Avaliação e prática pedagógica. Universidade Gama Filho, 2009.

NESBIT, J. C.; BELFER, K. e LEACOCK, T. Learning object review instrument (lori). 2003.

PERREIRA, Tânia Michel, et al. A produção de material didático virtual para o ensino de matemática na educação básica: contribuições para o desenvolvimento profissional do professor. Em: IX Encontro Nacional de Educação Matemática. Belo Horizonte, 2007.

SANTOS, Cristiane do Socorro Ferreira dos. Avaliação de materiais virtuais interativos para o ensino de matemática na educação básica. Em: XIII Conferência Interamericana de Educação Matemática. Recife, 2001.

SÁ FILHO, C. S.; MACHADO, E. de C. O computador como agente transformador da educação e o papel do Objeto de Aprendizagem. 2004. Disponível em: <http://www.universia.com.br/matéria /materia.jsp?materia=5939>. Acesso em: 5 dez. 2008.

SILVA, C. R. O. MAEP: um método ergopedagógico interativo de avaliação para produtos educacionais informatizados. Florianópolis, p. 224, 2002. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Como Citar
SANTOS, C. DO S. F. DOS. Avaliação de materiais virtuais interativos para o ensino de Matemática na Educação Básica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 2, n. 1, p. 81-95, 11.
Seção
Artigos Gerais