Protótipo de um banco de dados sobre biodiversidade de microcrustáceos de água doce e dados físico-químicos em ambientes rupestres

Autores

  • Josney Freitas Silva Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Paulo Henrique Costa Corgosinho Fundação UNESCO-HIDROEX e Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Carlos Eduardo Falavigna da Rocha Universidade de São Paulo
  • Juliano Schimiguel Universidade Cruzeiro do Sul

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v3i3.416

Palavras-chave:

Banco de Dados, Biodiversidade, Prototipação

Resumo

Com intuito de gerar uma base de dados sobre a biodiversidade de microcrustáceos de água doce e de dados físico-químicos em ambientes de campos rupestres, foi elaborado um protótipo de um banco de dados, buscando identificar as diferentes necessidades dos pesquisadores do projeto “Biodiversidade de microcrustáceos de água doce em campos rupestres”. Este projeto encontra-se em fase de desenvolvimento, por meio de parcerias firmadas entre o Instituto de Biociências da USP - São Paulo-SP, a Fundação Unesco/HidroEX, a Universidade do Estado de Minas Gerais (Campus de Frutal), Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Estadual Paulista, Universidade Católica de Brasília, Universidade de Brasília (UNB) e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Por meio de entrevistas individuais e coletivas, estabeleceu-se o levantamento de requisitos, seguido da prototipagem do banco de dados. Após algumas demonstrações do protótipo e do processamento das modificações sugeridas pelos pesquisadores usuários, será desenvolvido um banco de dados definitivo, o qual contará com uma estrutura mais robusta e com possibilidade de disponibilização on-line para utilização dos pesquisadores e, posteriormente, para servir como uma base de dados de acesso livre para consultas e pesquisas por parte de toda a comunidade científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARVALHO, A. E. S.; TAVARES, H. C. A. B.; CASTRO, J. B.. Uma Estratégia para Implantação de uma Gerência de Requisitos visando a Melhoria dos Processos de Software. In: WER´2001 - IV Workshop on Requirements Engineering, 2001, Buenos Aires. Proceedings of the IV IWorkshop on Requirements Engineering. Buenos Aires : Grupo Editor Tercer Milenio S.A., 2001. v. 1. p. 32-54. Disponível em: <http://wer.inf.puc-rio.br/WERpapers/artigos/artigos_WER01/carvalho.pdf>. Acesso em: 28/07/2011.

DATA OBSERVATION NETWORK FOR EARTH – DataONE. Disponível em: <http://www.dataone.org/>. Acesso em: 01/02/2012.

EITEN, G. Delomitation on the cerrado concept. Vegetatio, v. 36, n. 3, p. 169-178, 1978. GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 5a. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GORDON, S. R.; GORDON, J. R. Sistemas de Informação: uma abordagem gerencial. Tradução de Oscar Rudy Kronmeyer Filho. 3a. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2006.

LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Sistemas de Informações Gerenciais. Tradução de Thelma Guimarães. 7a. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

POLLONI, E. G. F. Administrando Sistemas de Informação. São Paulo: Futura, 2000.

PRESSMAN, R. S. Engenharia de Software. Tradução de José Carlos Barbosa. São Paulo: Pearson Makron Books, 1995.

SOMMERVILLE, I. Engenharia de Software. 9. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.

STAIR, R. M.; REYNOLDS, G. W. Princípios de Sistemas de Informação: uma abordagem gerencial. Tradução de Flavio Soares Corrêa da Silva. 6. ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2006.

RESENDE, D. A.; ABREU, A. F. Tecnologia da Informação Aplicada a Sistemas de Informação Empresariais: o papel estratégico da informação e dos sistemas de informação nas empresas. 3a. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

VASCONCELLOS, M. F. Mountaintop endemism in eastern Brazil: why some bird species from campos rupestres of the Espinhaço Range are not endemic to the Cerrado region? Revista Brasielira de Ornitologia. v. 16, n. 4, p. 348-362, 2008.

Downloads

Publicado

2012-10-01

Como Citar

SILVA, J. F.; CORGOSINHO, P. H. C.; DA ROCHA, C. E. F.; SCHIMIGUEL, J. Protótipo de um banco de dados sobre biodiversidade de microcrustáceos de água doce e dados físico-químicos em ambientes rupestres. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 389–396, 2012. DOI: 10.26843/rencima.v3i3.416. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/416. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos