Produção do conhecimento científico e formação de professores: uma análise do processo e suas perspectivas

Autores

  • Rômulo Pereira Nascimento Universidade Cruzeiro do Sul
  • Rosemary Aparecida Santiago Universidade Cruzeiro do Sul

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v3i3.414

Palavras-chave:

Conhecimento científico, CTS, Formação de professores

Resumo

O Brasil, nos últimos trinta anos, vem passando por mudanças provocadas pela reforma do Estado, o que reflete diretamente no campo educacional e, inserida neste, na formação dos professores, pois os educadores são vistos e colocam-se como os principais responsáveis pelo processo de formação humana. Assim sendo, a formação inicial é imprescindível e uma exigência diante dos avanços da ciência e tecnologia. Diante dos desafios colocados durante a formação nos cursos de graduação, licenciaturas, buscamos a resposta a seguinte questão: Até que ponto podemos, como formadores, afirmar que o futuro professor compreende o processo de produção do conhecimento científico que envolve a sua formação? O que observamos é a dificuldade em relacionar a formação de professor com a construção do processo de produção do conhecimento científico, levando a outra dificuldade: a de compreender o conhecimento específico numa perspectiva que englobe seus aspectos sociais, culturais, políticos e econômicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZANHA, J. M. P. Uma reflexão sobre a formação do professor. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.2, p. 369-378, maio/ago. 2004.

AZANHA, J. M. P. Uma idéia de Pesquisa Educacional. EDUSP/FAPESP, São Paulo, 1992.

BRITO, L.D.; SOUZA, M.L.; FREITAS, D. Formação inicial de professores de Ciências e Biologia: a visão da natureza do conhecimento e a relação CTSA. Interacções, n.9, p.129-148, 2008.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática docente. São Paulo, Paz e Terra. 1996.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1985. 14ª ed.

GOHN, M. G. M. A pesquisa na produção do conhecimento: questões metodológicas. Eccos – Revista Científica, v. 7, n. 2, p. 253-274, 2005.

OLIVEIRA, D. A. Regulação das políticas educacionais na América Latina e suas consequências para os trabalhadores docentes. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 753-775, out. 2005.

PAULO R.M; AMARAL, C.L.C.; SANTIAGO, R. A. A pesquisa na perspectiva fenomenológica: explicitando uma possibilidade de compreensão do ser professor de matemática. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 10, n.3, 2010.

Downloads

Publicado

2012-10-01

Como Citar

NASCIMENTO, R. P.; SANTIAGO, R. A. Produção do conhecimento científico e formação de professores: uma análise do processo e suas perspectivas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 369-376, 2012. DOI: 10.26843/rencima.v3i3.414. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/414. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos