O ensino dos números complexos na perspectiva de professores de Engenharia Elétrica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v14n2a04

Palavras-chave:

Números Complexos, Ensino, Conhecimento Prévio, Engenharia Elétrica, Objeto de Aprendizagem

Resumo

Este artigo investiga os conhecimentos de números complexos que os estudantes de Engenharia Elétrica apresentam, bem como as estratégias didáticas adotadas pelos professores para ensiná-los. Em pesquisas realizadas, identificou-se que a maioria dos estudantes da Universidade de Caxias do Sul não apresentam os conhecimentos de números complexos necessários para as disciplinas de Engenharia Elétrica. Para verificar a prevalência desse panorama no Rio Grande do Sul, aplicou-se um questionário aos professores de Engenharia Elétrica de seis instituições de Ensino Superior. A análise evidenciou que a maioria dos estudantes das instituições selecionadas não apresenta o conhecimento de números complexos, tendo o professor que revisar e explicar conceitos e operações, sendo que o objetivo seria utilizá-los em aplicações na Engenharia Elétrica. Portanto, surge a possibilidade de utilizar um objeto de aprendizagem para auxiliar a suprir essa defasagem do Ensino Médio, propiciando ao corpo discente um instrumento facilitador na aprendizagem do conteúdo abordado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARROS, André Luiz Coelho de. Números Complexos no Ensino Médio. 2014. 57f. Dissertação (Mestrado em Matemática) — Departamento de Matemática. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro.

BATISTA, Silvia Cristina Freitas. SoftMat: um repositório de softwares para Matemática do Ensino Médio — um instrumento em prol de posturas mais conscientes na seleção de softwares educacionais. 2004. 186f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) — Centro de Ciência e Tecnologia. Universidade Estadual do Norte Fluminense. Rio de Janeiro.

BETTIO, Raphael Winkcler de; MARTINS, Alejandro. Objetos de Aprendizado: um novo modelo direcionado ao Ensino a Distância. São Paulo: Cortez, 2002.

BICUDO, Maria Aparecida Viggiani; BORBA, Marcelo de Carvalho (Org.). Educação matemática: pesquisa em movimento. São Paulo: Cortez, 2004, p. 92-120.

BOAS JUNIOR, Valdencastro Pereira Vilas. Números Complexos: Interpretação geométrica e aplicações. 2014. 58f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional) — Instituto de Matemática. Universidade Federal da Bahia. Salvador.

BORBA, Marcelo de Carvalho; ARAÚJO, Jussara de Loiola (Org.). Pesquisa qualitativa em educação matemática. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013, p. 12-22.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018.

COELHO, Michelle da Costa Barros. Números Complexos e suas aplicações geométricas no ensino superior. 2013. 112f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) — Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca. Rio de Janeiro.

COSTA, Jefferson Carmo da. Números Complexos: uma abordagem com ênfase em aplicações na matemática e em outras áreas. 2016. 67f. Dissertação (Mestrado em Matemática) — Departamento de Matemática. Universidade Federal do Maranhão. São Luís.

CRESWELL, John Ward. Projeto de Pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

ELI, Juliano. Números complexos e suas aplicações: uma proposta de ensino contextualizado com abordagem histórica. 2014. 171f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) — Centro de Ciências Exatas e Naturais. Universidade Regional de Blumenau. Blumenau.

GERMANO, José Gleisson da Costa. Uma proposta de abordagem dos Números Complexos com o uso do Geogebra. 2016. 132f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) — Centro de Ciências. Universidade Federal do Ceará. Fortaleza.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em ciências sociais. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 1999.

GUDWIN, Ricardo. Aprendizagem Ativa. Disponível em: http://faculty.dca.fee.unicamp.br/gudwin/activelearning. Acesso em: 14 set. 2022.

LIMA, José Valdeni de; SINGO, Felix; CANTO FILHO, Alberto; MÜLLER, Thaísa; SILVA, Flávia (Org.). Objetos de aprendizagem multimodais: projetos e aplicações. Barcelona (ES): Editorial UOC, 2014.

MELLO, Sílvio Quintino de; SANTOS, Renato Pires dos. O ensino de Matemática e a educação profissional: a aplicabilidade dos números complexos na análise de circuitos elétricos. Acta Scientiae, Canoas, v. 7, n. 2, p. 51-64, jul./dez. 2005.

MONZON, Larissa Weyh. Números Complexos e funções de variável complexa no ensino médio uma proposta didática com uso de objeto de aprendizagem. 2012. 134f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Matemática) — Instituto de Matemática. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise Textual Discursiva. 3. ed. rev. e ampl. Ijuí: Editora Unijuí, 2016.

MORALES, Andréa Cantarelli; PUHL, Cassiano Scott; LIMA, Isolda Gianni de. Números complexos e corrente alternada: um contexto interdisciplinar. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA, 41., 2013, Gramado. Anais do 41° COBENGE. Gramado: UFRGS, 2013.

NETO, Rafael Vassallo. O ensino de números complexos. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 11., 2013, Curitiba. Anais do 11º ENEM. Curitiba, 2013.

PINTO, José Eustáquio. Objeto de aprendizagem para o ensino de Números Complexos com aplicações na área técnica em Eletroeletrônica. 2015. 112f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) — Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte.

PORTOLAN, Juliano. A importância do ensino de números complexos no Ensino Médio, na visão dos professores de matemática, em alguns municípios da região oeste do Paraná. 2017. 96f. Dissertação (Mestrado em Matemática em Rede Nacional) — Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba.

PUHL, Cassiano Scott. Números complexos: interação e aprendizagem. 2016. 244f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) — Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul.

PUHL, Cassiano Scott; LIMA, Isolda Gianni de. From Vectores to the Complex Numbers. In: ACTIVE LEARNING IN ENGINEERING EDUCATION WORKSHOP, 12., 2014, Caxias do Sul. Anais da 12º ALE. Brasília: ABENGE, 2014. p. 300-307.

PUHL, Cassiano Scott; LIMA, Isolda Gianni de. Na busca de desenvolver uma aprendizagem significativa de números complexos. In: JORNADA NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 5., 2014, Passo Fundo. Anais da 5º Jornada Nacional de Educação Matemática. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2015.

REIS, Antonio Carlos Moreira. A Aplicação dos Números Complexos aos Circuitos de Corrente Alternada no Ensino Técnico: Uma análise no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). 2009. 98f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) — Universidade Luterana do Brasil. Canoas.

TAROUCO, Liane Margarida Rockenbach; SANTOS, Pedro Moiano Escobar dos; ÁVILA, Barbara; GRANDO, Anita Raquel; ABREU, Cristiane de Souza. Multimídia Interativa: Princípios e Ferramentas. Renote, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 1-9, jul. 2009.

WILEY, David. The instructional use of learning objects, 2000. Disponível em: http://reusability.org/read/. Acesso: 21 maio 2022.

Downloads

Publicado

02.04.2023

Como Citar

PUHL, Cassiano Scott; MÜLLER, Thaísa Jacintho. O ensino dos números complexos na perspectiva de professores de Engenharia Elétrica . Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 1–18, 2023. DOI: 10.26843/rencima.v14n2a04. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/4114. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos