Importância de se levar em consideração as interações de alunos adolescentes com a mídia televisiva e redes sociais para uma proposta de act de cunho CTS

Autores

  • Marina G. Soligo Universidade Cruzeiro do Sul
  • Maria Delourdes Maciel Universidade Cruzeiro do Sul
  • Iara R. B. Guazzelli Universidade Cruzeiro do Sul

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v3i3.391

Palavras-chave:

Ensino de Ciência e Tecnologia, Aprendizagem de Ciência e Tecnologia, Cultura CTS

Resumo

Os resultados de pesquisa que se apresenta e analisa neste trabalho foram obtidos no quadro de uma investigação mais ampla, qualitativa, etnográfica e participante, realizada em uma escola pública da Rede Municipal de Ensino, localizada num bairro popular do extremo leste da cidade de São Paulo, em setembro de 2010. A pesquisa, integrada ao “Proyecto Iberoamericano de Evaluación de Actitudes Relacionadas con la Ciência, la Tecnología y la Sociedad” foi realizada no quadro de uma tese de doutorado em Ensino de Ciências e Matemática e apresentou como discussão central a situação do ensino de ciências procurando reconhecer e problematizar as atitudes de um professor e de seus alunos nas aulas de ciências em relação ao ensino oferecido e à perspectiva CTS. Analisa-se, neste trabalho, dados coletados em entrevistas individuais com 24 alunos que evidenciaram um significativo interesse dos alunos para com a perspectiva CTS e os temas/questões que ela suscita, particularmente pela temática ambiental, motivado pelo contato dos alunos com uma cultura mais ampla, através de múltiplas interações sócio-culturais envolvendo família, comunidade religiosa, mídia televisiva e uma das redes sociais da Internet. A escola pesquisada não dialogava com esta cultura, permanecendo distante e alheia aos interesses dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACEVEDO, J. A. Reflexiones sobre las finalidades de la enseñanza De las ciencias: educación científica para la Ciudadanía. Revista Eureka sobre Enseñanza y Divulgación de las Ciencias v. 1, n.1, pp. 3-16, 2004.

ACEVEDO, J. A.; MANASSERO, M. A.; VÁSQUEZ, A. A. Orientación Cts De La Alfabetización Científica y Tecnológica de la Ciudadanía: Un Desafío Educativo para el Siglo XXI. 2005. Disponível em: http://www.webs.uvigo.es/educacion.editora/volumenes Acesso em 10/10/2011.

ANDRÉ, M. A. D. Questões sobre os fins e sobre os métodos de pesquisa em educação. Revista Eletrônica de Educação [online]. Universidade de São Carlos, v. 1, n. 1 p. 01- 15, 2007. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/6/6 . Acesso em: 10/10/2011.

AULER, D. Alfabetização científico-tecnológica: um novo “paradigma?”. In Ensaio – Pesquisa em Educação em Ciências. v. 5, n. 1, março, 2003. Disponível em: http://www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/ensaio/article/viewFile/60/97. Acesso em: 13/01/2011.

CANCLINI, N. G. Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 1998.

CANCLINI, N. G. Consumidores e Cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1997.

FEIXA, C. Parte I - Teoría e Historia de las Culturas Juveniles. In: FEIXA, C. (coord.) Culturas Juveniles em Espana (1960-2004). Edición Eletrônica. Disponível em: http://www.injuve.mtas.es/injuve/portal.portal.action

FEIXA, C. De Jóvenes, bandas y tribus. Atropologia de la juventud. 2ª. Ed. Barcelona: Editora Ariel, 1999.

FOUREZ, G. Alfabetización científica y tecnológica. Buenos Aires, Argentina: Ediciones Colihue, 1997.

GAJARDO, M. Pesquisa participante na América Latina. São Paulo: Brasiliense, 1986.

GUAZZELLI, I. R. B. et Al. Alfabetização científica crítica e cultura em uma perspectiva CTSA. In Pesquisa e práticas de ensino em química e biologia / Carmen Lúcia Costa Amaral e Edda Curi (orgs.), - São Paulo: Terracota, p. 11 – 41, 2009.

GUAZZELLI, I. R. B. Juventude, Políticas Sociais, Contrapoder e Resistências In: Cidades e Questões Sociais.- ed.São Paulo : Andross, 2008, v.-, p. 129-156.

LEMOS, M. A. B.; WINCK, J. B.; DIMANTAS, H. Intelectuais e cibercultura. 28/09/2010. Disponível em: http://www.colartedigital.art.br/?p=28 . Acesso em: 10/10/20111.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MANASSERO, M. A. M.; VÁZQUEZ, A. A.; ACEVEDO, J. A. D. Evaluación de las Actitudes del Profesorado respecto a los Temas CTS: Nuevos Avances Metodológicos. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 22, n. 2, 2004. Disponível em: http://www.raco.cat/index.php/ensenanza/article/viewFile/21980/21814. Acesso em: 25/01/2011.

MARTÍN-BARBERO. Dos meios às mediações. Comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

MORIN, E. Cultura de massa no século XX. Espírito do Tempo 2: necrose. 4. ed. RJ: Forense Universitária, 1977.

MORIN, E. Cultura de Massa no século XX: o espírito do tempo I: neurose. 5. ed. RJ: Forense-Universitária, 1981.

REIGOTA, M. A. Educação Ambiental frente aos Desafios Contemporâneos. In: II Congresso Mundial de Educação Ambiental, 16/09/2004, Rio de Janeiro. Atas.... Disponível em: http://www.ldes.unige.ch/bioEd/2004 . Acesso em: 10/10/2011.

SOLIGO, M. G. As atitudes de um professor e de seus alunos frente ao ensino de ciências e à cultura CTS. 2011. Tese. (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2011.

VÁZQUEZ, A. A., MANASSERO, M. A. M. En Defensa De Las Actitudes Y Emociones En La Educación Científica (I): Evidencias Y Argumentos Generales Rev. Eureka. Enseñ. Divul. Cien., v. 4, n. 2, p. 247-271, 2007. Disponível em: http://www.apac- eureka.org/revista/Volumen4/Numero_4_2/Vazquez_Manassero_2007.pdf. Acesso em: 13/01/2011.

Downloads

Publicado

2012-10-01

Como Citar

SOLIGO, M. G.; MACIEL, M. D.; GUAZZELLI, I. R. B. Importância de se levar em consideração as interações de alunos adolescentes com a mídia televisiva e redes sociais para uma proposta de act de cunho CTS. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 269-281, 2012. DOI: 10.26843/rencima.v3i3.391. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/391. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>