Didáticas das Ciências no âmbito da formação inicial de professores: o que dizem as pesquisas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v13n5a05

Palavras-chave:

Didática das Ciências, Ensino de Ciências, Licenciatura em Química, Formação de Professores

Resumo

Apresentamos um levantamento bibliográfico sobre a relação entre a formação inicial de professores e a Didática das Ciências, a partir de pesquisas da área. Utilizamos os descritores “Licenciatura em Química” e “Didática das Ciências” no Portal de Periódicos e no banco de dissertações e teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), com o objetivo de entender como a Didática das Ciências se faz presente nos cursos de Licenciatura em Química. Os textos encontrados foram examinados por meio da Análise de Conteúdo, mapeando os pontos de encontro a partir de duas categorias: a resolução de problemas como proposta teórica metodológica e a Didática das Ciências como disciplina na formação inicial. Identificou-se que não há consenso sobre o papel da Didática das Ciências nos cursos, ainda que haja a compreensão de que a Didática procura discutir a teoria do ensinar, a relação desse ensinar com o trabalho docente e com a constituição da identidade do professor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Contribuição da Didática para a formação de professores: reflexões sobre o seu ensino. In: PIMENTA, Selma Garrido. (Org.). Didática e Formação de professores: percursos e perspectivas no Brasil e em Portugal. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

ASTOLFI, Jean Pierre; DEVELAY, Michel. A Didática das Ciências. São Paulo: Papirus, 1990.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Tradução: Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo, Edições 70, 2011.

CACHAPUZ, Antonio Carrelhas et al. (Org.). A emergência da Didática das Ciências como campo específico de conhecimento. Revista Portuguesa de Educação, v. 14, n. 001, Universidade do Minho. Portugal, Braga: 2001. p. 155-195.

CACHAPUZ, Antonio Carrelhas. A Necessária renovação do ensino das ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CARVALHO, Anna Maria Pessoa de; GIL-PÉREZ, Daniel. Formação de professores de Ciências. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Algumas reflexões sobre a resolução de problemas. Disponível em http://issonaoeproblemaseu.blogspot.com/2010/09/algumas-reflexoes-sobre-resolucao-de.html. Acesso em: 29 mar. 2022.

DINIZ-PEREIRA, Júlio Emílio. Formação de professores: pesquisas, representações e poder. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

FARIAS, Isabel Maria Sabino de et al. Didática e Docência: aprendendo a profissão. 4. ed. Brasília: Liber Livro, 2014.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Análise de Conteúdo. 2. ed. Brasília: Liber Livro, 2005.

FREIRE, Melquesedeque da Silva. A estratégia didática de resolução de problemas na formação de professores de Química. 2010. 177p. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

FOUREZ, Gérard. A construção das Ciências: As lógicas das invenções científicas. Tradução: João Duarte. Instituto Piaget. Lisboa, 2002.

GATTI, Bernardete Angelina; NUNES, Marina Muniz Rossa. (Org.). Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2009.

GATTI, Bernadete Angelina et al. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: Unesco, 2019.

LIBÂNEO, José Carlos. Educação: pedagogia e didática. O campo investigativo da pedagogia e da didática no Brasil: esboço histórico e busca de identidade epistemológica e profissional. In: PIMENTA, Selma Garrido. (Org.). Didática e Formação de Professores: Percursos e perspectivas no Brasil e em Portugal. São Paulo: Cortez, 2000.

LOPES, J. Bernardino. Resolução de problemas em física e química: modelo para estratégia de ensino-aprendizagem. Lisboa: Texto Editora. 1994.

MOURÃO, Ireuda da Costa. Ensino de didática na Licenciatura em Química no Brasil. 2015. 276f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Amazonas, Manaus.

MOURÃO, Ireuda da Costa. A Didática das Ciências na Formação de Professores de Química e Biologia: articulações entre os conhecimentos da área de formação e o fazer pedagógico. 2010. 145f. Dissertação (Mestrado em Educação e Ensino de Ciências). Universidade do Estado do Amazonas, Manaus.

NARDI, Roberto. A pesquisa em ensino de Ciências e Matemática no Brasil. Bauru - SP, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio).

NÚÑEZ, Isauro Beltrán. Aprender a ensinar habilidades cognitivo-linguísticas como ferramentas na educação em ciências: Uma abordagem baseada na teoria de formação das ações mentais e dos conceitos de P. Ya. Galperin. Projeto do CNPq, 2012.

NÚÑEZ, Isauro Beltrán; RAMALHO, Betânia, Leite. Conhecimento profissional para ensinar a explicar processos e fenômenos nas aulas de Química. Revista Educação em Questão, Natal, v. 38, n. 52, p. 243-268, maio/ago. 2015.

PIMENTA, Selma Garrido. Panorama atual da didática no quadro das ciências da educação: educação, pedagogia e didática. In: PIMENTA, Selma Garrido (Org.). Pedagogia, ciência da educação. São Paulo: Cortez, 2001.

PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? 7. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

PIMENTA, Selma Garrido. Para uma re-significação da Didática: ciências da educação, pedagogia e didática (uma revisão conceitual e uma síntese provisória). In: PIMENTA, Selma Garrido. (Org.). Didática e Formação de professores: percursos e perspectivas no Brasil e em Portugal. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

POZO, Juan Ignácio (Org). A Solução de Problemas: Aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: Artmed, 1998.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da Arte”. Diálogos Educacionais, v. 6, n. 6, p. 37-50, 2006.

SIMÕES NETO, José Euzébio; CAMPOS, Ângela Fernandes; MARCELINO JÚNIOR, Cristiano de Almeida Cardoso. Abordando a isomeria em compostos orgânicos e inorgânicos: uma atividade fundamentada no uso de situações-problema na formação inicial de professores de Química. Investigações em Ensino de Ciências, v. 18, p. 327-346, 2013.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos. Educação científica humanística em uma perspectiva freireana: resgatando a função do ensino de CTS. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 109-131, mar. 2008.

VÁSQUEZ, Adolfo Sanchez. Filosofia da práxis. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

Downloads

Publicado

2022-10-01

Como Citar

PEREIRA, L. L.; E SILVA HUSSEIN, F. R. G.; PANOSSIAN, M. L.; KALINKE, M. A. Didáticas das Ciências no âmbito da formação inicial de professores: o que dizem as pesquisas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 13, n. 5, p. 1–18, 2022. DOI: 10.26843/rencima.v13n5a05. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/3813. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos