A divulgação científica no Ensino Fundamental: a ciência e a vida dos cientistas na visão de estudantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v14n1a04

Palavras-chave:

Ensino de Ciências, Ensino Fundamental, Texto de Divulgação Científica

Resumo

A Base Nacional Comum Curricular, no tocante ao ensino das Ciências, ressalta a responsabilidade do Ensino Fundamental em proporcionar o desenvolvimento do educando no mundo social, natural e tecnológico, quanto à sua compreensão e interpretação. Assim, neste trabalho, utilizamos Textos de Divulgação Científica (TDC) em turmas do 5º ano do Ensino Fundamental da rede pública de ensino, observando as opiniões e as concepções de estudantes acerca do processo de construção da ciência. O percurso metodológico foi pautado na construção de um mural de associações, desenhos, leitura do TDC e produção escrita. Os resultados demonstraram uma visão estereotipada dos alunos acerca da ciência e do cientista, além de uma atuação docente condicionada ao uso do livro didático. A utilização do TDC, de forma planejada e reflexiva, se mostrou um suporte eficiente para o professor, favorecendo o não condicionamento da prática pedagógica no que diz respeito à utilização do livro didático e a repetição de práticas tradicionais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AULER, D. Novos caminhos para a educação CTS: ampliando a participação. In: SANTOS, W. L. P.; AULER, D. (Org.). CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas. Brasília: EdUnB, 2011.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BORGES, A. P. A.; BORGES, C. O.; SILVA, M.; SANTOS, D. G.; SANTOS, R. S.; NASCIMENTO, V. R.; MARCIANO, E. P.; BRITO, L. C. C.; SOUZA, R. M.; NUNES, S. M. T. Visões de Ciência e Cientista utilizando representações artísticas, entrevistas e questionários para sondar as concepções entre alunos da primeira série do Ensino Médio. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA, 15, 2010, Brasília. Anais do XV ENEQ: A formação do professor de química e os desafios da sala de aula. Brasília: UNB, 2010.

BRANDI, A. T. E.; GURGEL, C. M. A. A alfabetização científica e o processo de ler e escrever em séries iniciais: emergências de um estudo de investigação-ação. Ciência & Educação, Bauru, v. 8, n. 1, p. 113-125, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018.

CANTANHEDE, S. C. S., ALEXANDRINO, D. M.; QUEIROZ, S. L. Divulgação científica como recurso didático no ensino de Química. São Carlos: IQSC, 2015.

CHASSOT, Á. Alfabetização científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, n. 22, p. 89-100, jan./abr. 2003.

CHASSOT, Á. A Ciência é masculina? É, sim senhora!... Revista Contexto & Educação. Ijuí, vl. 19, n. 71/72, p. 9-28, 2004.

COSCARELLI, C. V. O ensino da leitura: uma perspectiva psicolinguística. In: ABRALIN (Org.). Boletim da Associação Brasileira de Linguística. Maceió́: Imprensa Universitária, 1996, p. 163-174.

DELIZOICOV, D. Problemas e problematizações. In: PIETROCOLA, M. (Org.), Ensino de Física: conteúdo, metodologia e epistemologia em uma concepção integradora. Florianópolis: Ed. UFSC, 2005. p. 125-150.

FÁVARO, P. Desenho animado: O laboratório de Dexter. Cartoon Nostalgia. 2015.

FERREIRA, L. N. A.; QUEIROZ, S. L. Artigos da Revista Ciência Hoje como recurso didático no Ensino de Química. Química Nova, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 354-360, 2011.

GALHARDI, E.; SOUZA, R. A.; CARLETTI, C.; PEREIRA, G. R. Os desenhos infantis e a análise de uma atividade de uma atividade de divulgação científica para crianças. Experiências em Ensino de Ciências, Cuiabá, vl. 16, n. 3, p. 370-389, 2021.

GOLDSCHMIDT, A. I. O ensino de ciências nos anos iniciais: sinalizando possibilidades de mudança. 2012. 225f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências). Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria.

KOSMINSKY, L.; GIORDAN, M. Visões sobre Ciências e sobre Cientista entre. Estudantes do Ensino Médio. Química Nova Na Escola, São Paulo, v. 15, p. 11-18, 2002.

KRASILCHIK, M. Reformas e realidade: o caso do ensino das ciências. São Paulo Em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 85-93, 2000.

KRASILCHIK, M. Prática de ensino de Biologia. 4. ed. São Paulo: EDUSP, 2008.

KRASILCHIK, M.; MARANDINO, M. Ensino de Ciências e Cidadania. 2. ed. São Paulo: Editora Moderna, 2007.

LIMA, M. E. C. C.; MAUÉS, E. Uma releitura do papel da professora das séries iniciais no desenvolvimento e aprendizagem de Ciências das crianças. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 8, n. 2, p. 184-198, 2006.

LONGHINI, M. D. O conhecimento científico e a formação do professor das séries iniciais do Ensino Fundamental. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 13, n. 2, p. 241-253, 2008.

LORDÊLO, F. S.; PORTO, C. M. Divulgação científica e cultura científica: Conceito e aplicabilidade. Revista Ciência em Extensão, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 18, 2012.

LORENZETTI, L.; DELIZOICOV, D. Alfabetização Científica no contexto das séries iniciais. Revista Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 01-17, 2001.

MARTINS, I. P.; PAIXÃO, M. F. Perspectivas atuais ciência-tecnologia-sociedade no ensino e na investigação em educação em ciência. In: SANTOS W. L. P; AULER, D. (Org.). CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas. Brasília: EdUnB, 2011.

MOREIRA, H.; CALEFFE, L. G. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. 2. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2008.

OLIVEIRA, S. G. S. A alfabetização científica no Ensino Fundamental: desafios encontrados pelos docentes em escolas municipais de Ilhéus-Bahia. 2017. 107f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências). Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus.

POMBO, F. M. Z.; LAMBACH, M. As visões sobre ciência e cientistas dos estudantes de química da EJA e as relações com os processos de ensino e aprendizagem. Química Nova Na Escola, São Paulo, v. 39, n. 3, 2017.

RAMOS, L. B. C.; ROSA, P. R. S. O ensino de Ciências: fatores intrínsecos que limitam a realização de atividades experimentais pelo professor dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 299-331, 2008.

ROSA, C. W.; PEREZ, C. A. S.; DRUM, C. Ensino de Física nas séries iniciais: concepções da prática docente. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. 357-368, 2007.

ROSA, L. N.; LOPES, M. P.; PIGATTO, A. G. S. O que significa ensinar Ciências? a compreensão de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 11, 2017, Florianópolis. Anais do XI ENPEC. Florianópolis: UFSC, 2017.

SANTOS, M. A. P.; OLIVEIRA, M. F. A. Uma metodologia investigativa para o ensino do distúrbio alimentar anorexia. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, Vigo, v. 15, n. 2, p. 215-239, 2016.

SANTOS, M. P. Fatores de textualidade: a articulação do(s) sentido(s) do texto e o ensino. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA LÍNGUA, TEXTO E ENSINO, 6, 2014, Uberlândia. Anais do VI SIELP: Língua, Texto e Ensino. Uberlândia: UFU, 2014.

SILVA, F. F. Mulheres na ciência: vozes, tempos, lugares e trajetórias. 2012. 147f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências). Universidade Federal do Rio Grande. Rio Grande.

SILVA, H. F.; CARVALHO, A. B. G. P. Investimentos em Educação, Pesquisa e Desenvolvimento como estratégia para o desenvolvimento das nações. Redin, Taquara, v. 5, n. 1, p. 1-11, 2016.

SILVA, K. V. C.; SANTANA, E. R.; ARROIO, A. Visões de Ciências e Cientistas Através dos Desenhos: Um Estudo de Caso com Alunos dos 8º e 9º Ano do Ensino Fundamental de Escola Pública. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA. XVI ENEQ, 2012, Salvador. Anais do XVI ENEQ. Salvador: UFBA, 2012.

SOUZA, B. S.; SOUZA, A. G. P.; MENEZES, C. R. O estereótipo de um cientista: a influência da imagem de cientista no ensino de Ciências. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS. XII ENPEC, 2019, Natal. Anais do XII ENPEC. Natal: UFRN, 2019, p. 1-8.

TERRAZZAN, E. A.; GABANA, M. Um estudo sobre o uso de atividade didática com texto de divulgação cientifica em aulas de física. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS. 4, 2003. Anais do IV ENPEC. Bauru: UNESP, 2003.

VIECHENESKI, J. P.; CARLETTO, M. Por que e para quê ensinar ciências para crianças. Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 6, n. 2, p. 213-227, 2013.

ZAMBONI, L. M. S. Cientistas, jornalistas e a divulgação científica: subjetividade e heterogeneidade no discurso da divulgação científica. Campinas: Autores Associados, 2001.

ZANON, D. A. V.; MACHADO, A. T. A visão do cotidiano de um cientista retratada por estudantes iniciantes de licenciatura em Química. Ciência & Cognição, Rio de Janeiro, v. 18, n. 1, p. 46-56. 2013.

Downloads

Publicado

2023-01-01

Como Citar

OLIVEIRA, R. Q. de S.; CANTANHEDE, S. C. da S.; CANTANHEDE, L. B.; VELOSO, C. A divulgação científica no Ensino Fundamental: a ciência e a vida dos cientistas na visão de estudantes. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 1–25, 2023. DOI: 10.26843/rencima.v14n1a04. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/3726. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos