Inquiry-based Science Teaching through Constructionism: a path towards scientific literacy

Resumo

Inspired by the concept of bricolage brought by Seymour Papert to education, this work articulated a theoretical and methodological set composed by Constructionism, Inquiry-based Science Teaching and Augmented Reality, aiming to achieve Scientific Literacy indicators. This articulation was concretized in a biology didactic planning, experienced in the second year of high school in a public school. The search for scientific literacy indicators was carried out by means of Textual Discourse Analysis. The results show that the theoretical-methodological set led the students to construct several indicators proposed in the literature of the area. We conclude that constructionist approaches via inquiry teaching are a viable path to scientific literacy and suggest that bricolage should be a strategy encouraged in basic education teacher training or improvement courses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BANCHI, Heather; BELL, Randy. The many levels of inquiry. Science and children, Washington, v. 46, n. 2, p. 26-29, out/2008.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC/SEB, 2018.

CAMPOS, José Galúcio; KALHIL, Josefina Barrera. Uma análise crítica da literatura nacional sobre o Ensino de Ciências por Investigação. Revista Ciências & Ideias, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 152-177, 2019.

CARVALHO, Ana Maria Pessoa. Calor e Temperatura: Um ensino por investigação; In: CARVALHO, Ana Maria Pessoa (org). Ensino de ciências por investigação: condições para implementação em sala de aula. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2014.

CORREIA, Maria da Conceição Batista. A observação participante enquanto técnica de investigação. Pensar Enfermagem, Lisboa, v. 13, n. 2, p. 30-36, 2009.

CUNHA, Rodrigo Bastos. Alfabetização científica ou letramento científico?: interesses envolvidos nas interpretações da noção de scientific literacy. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 22, p. 169-186, 2017.

DEBOER, George. Scientific literacy: Another look at its historical and contemporary meanings and its relationship to science education reform. Journal of Research in Science Teaching, [s.l.], v. 37, n. 6, p. 582-601, 2000.

FIGUEIREDO, António Dias. Educação na Era Digital: Análise de Boas Práticas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2016.

HERPICH, Fabrício; GUARESE, Renan Luigi Martins; TAROUCO, Liane Margarida Rockenbach. Recursos de virtualidade integrados com realidade aumentada em dispositivos móveis para auxiliar estudantes na aprendizagem de física. In: ANAIS DOS WORKSHOPS DO CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 6, Recife, 2017. Anais dos Workshops do 6º CBIE. Recife: SBC, 2017, p. 260-267.

MORAES, Roque. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência & Educação. Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

MOTTA-ROTH, Désirée. Letramento científico: sentidos e valores. Notas de Pesquisa, Santa Maria, v. 1, n. 0, p. 12-25, 2011.

MÜLBERT, Ana Luisa; PEREIRA, Alice T. Cybis Pereira. Um panorama da pesquisa sobre aprendizagem móvel (m-learning). In: ANAIS DO SIMPÓSIO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM CIBERCULTURA, 5, Florianópolis, 2011. Anais 5º Simpósio ABCiber. Florianópolis: ABCiber, 2011.

NEIRA, Marcos Garcia; LIPPI, Bruno Gonçalves. Tecendo a colcha de retalhos: a bricolagem como alternativa para a pesquisa educacional. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 37, n. 2, p. 607-625, 2012.

PAPERT, Seymour. A máquina das crianças. Porto Alegre: Artmed, 2008.

PAPERT, Seymour. Mindstorms: Children, computers, and powerful ideas. New York: Basic Books, 1980.

PIZARRO, Mariana Vaitiekunas; JUNIOR, Jair Lopes. Indicadores de alfabetização científica: uma revisão bibliográfica sobre as diferentes habilidades que podem ser promovidas no ensino de ciências nos anos iniciais. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 20, n. 1, p. 208-238, 2015.

DOS SANTOS, Érica Oliveira; GROSS, Giane Fernanda Schneider; ALBERTONI, Neumar Regiane Machado; KALINKE, Marco Aurélio. Construtivismo e Construcionismo no trabalho com robótica educacional: a vista de um ponto, a partir de nosso ponto de vista. Revista Pesquisa Qualitativa, v. 9, n. 20, p. 21-39, 2021.

SASSERON, Lúcia Helena; DE CARVALHO, Ana Maria Pessoa. Almejando a alfabetização científica no ensino fundamental: a proposição e a procura de indicadores do processo. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 333-352, 2008.

DA SILVA, Fabiano Reis. Ensino de artrópodes utilizando realidade aumentada. 2019. 96f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Biologia) – Instituto de Ciências Biológicas. Universidade Federal do Pará. Belém.

SOARES, Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto, 2017.

SOARES, Magda. Alfabetização e Letramento. São Paulo: Contexto, 2018

VICARI, Rosa Maria; MOREIRA, Álvaro Freitas; MENEZES, Paulo Fernando Blauth. Pensamento computacional: revisão bibliográfica. Porto Alegre: UFRGS/MEC, 2018.

WING, Jeannette. Computational thinking’s influence on research and education for all. Italian Journal of Educational Technology, Ortona, v. 25, n. 2, p. 7-14, 2017.

Publicado
2022-07-01
Como Citar
NERY, M.; SILVA, F.; GEGLIO, P. Inquiry-based Science Teaching through Constructionism: a path towards scientific literacy. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 13, n. 4, p. 1-21, 1 jul. 2022.
Seção
Artigos Gerais