Interdisciplinaridade na Educação Matemática: um estudo do panorama nacional das pesquisas Stricto Sensu (2015-2020)

Palavras-chave: Interdisciplinaridade, Educação Matemática, Teses, Dissertações

Resumo

Apresentamos os resultados de uma investigação que objetivou conhecer e compreender o panorama das pesquisas desenvolvidas em âmbito nacional acerca da interdisciplinaridade na Educação Matemática, identificadas no Catálogo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e no acervo da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), entre 2015 e 2020. Identificamos um conjunto de 34 trabalhos, sendo 13 do banco de dados da Capes (11 dissertações e 2 teses) e 21 na BDTD (16 dissertações e 5 teses). Os dados obtidos mostraram que os estudos são desenvolvidos em nível de mestrado (27; 79,4%); foram publicados, em sua maioria, em 2017 (11; 32,35%); são voltados, majoritariamente, à Educação Básica (26; 76,5%); são, em grande parte, de natureza teórica (14;41,2%) e pragmática (14; 41,2%); e com uma pluralidade de temáticas, teorias, metodologias, áreas de conhecimento e conteúdos. Evidenciamos a tímida quantidade de trabalhos com foco no Ensino Superior e nenhum centrado na Educação Infantil, indicando um terreno fértil para investigações futuras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, Marli; SIMÕES, Regina H. S.; CARVALHO, Janete M.; BRZEZINSKI, Iria. Estado da arte da formação de professores no Brasil. Educação & Sociedade, Campinas, v. 20, n. 68, p. 301-309, dez.1999.

BICUDO, Maria Aparecida Viggiani; PAULO, Rosa Monteiro. Um exercício filosófico sobre a pesquisa em educação matemática no Brasil. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 25, n. 41, p. 251-298, dez. 2011.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Tradução de Maria Alvarez, Sara do Santos e Telmo Baptista. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio: Bases Legais. Brasília: MEC/SEB, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SEB, 2018.

CARVALHO, João Pitombeira de. Avaliação e Perspectivas da área de Ensino de Matemática no Brasil. Em Aberto, Brasília, v. 14, n. 62, p.74-88, abr./jun. 1994.

COSTA, Denise Kriedte da; CURY, Helena Noronha. Mapeamento de pesquisas interdisciplinares no Rio Grande do Sul: contribuição ao diálogo entre disciplinas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 59-73, fev. 2016.

D’AMBROSIO, Ubiratan. A transdisciplinaridade como uma resposta à sustentabilidade. Revista Terceiro Incluído, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 1-13, jan./jun. 2011.

ETGES, Noberto Jacob. Ciência, interdisciplinaridade e educação. In: JANTSCH, Ari Paulo; BIANCHETTI, Lucídio. (Org.). Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2011, p. 60-94.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Interdisciplinaridade-Transdisciplinaridade: Visões culturais e epistemológicas. In: FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. (Org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008, p. 17-28.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

FERNANDES, Julio Cesar Naves; SILVEIRA, Ismar Frango. Jogos digitais educacionais, práticas interdisciplinares e pensamento computacional: relações possíveis. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 10, n. 4, p. 116-136, jul. 2019.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, ago. 2002.

FIORENTINI, Dario. Rumos da pesquisa brasileira em educação matemática: o caso da produção científica em cursos de Pós-graduação. 1994. 414 f. Tese (Doutorado em Educação: Metodologia de Ensino) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

FIORENTINI, Dario. Mapeamento e balanço dos trabalhos do GT-19 (Educação Matemática) no período de 1998 a 2001. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 25, 2002, Caxambu. Anais da 25ª Reunião Anual da ANPEd: Educação: manifestos, lutas e utopias. Caxambu: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2002, p. 1-17.

FIORENTINI, Dario; LORENZATO, Sergio. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1987.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A interdisciplinaridade como necessidade e como problema nas ciências sociais. Revista do Centro de Educação e Letras da Unioeste, Foz do Iguaçu, v. 10, n. 1, p. 41-62, jan. 2008.

GONÇALVES, Harryson Júnio Lessa; PIRES, Célia Maria Carolino. Educação Matemática na Educação Profissional de Nível Médio: análise sobre possibilidades de abordagens interdisciplinares. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 28, n. 48, p. 230-254, abr. 2014.

JANTSCH, Ari Paulo; BIANCHETTI, Lucídio. (Org.). A interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LENOIR, Yves. Didática e Interdisciplinaridade: uma complementaridade necessária e incontornável. In: FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. (Org.). Didática e Interdisciplinaridade. 13. ed. Campinas: Papirus, 2008, p. 45-75.

LAVAQUI, Vanderlei; BATISTA, Irinéa de Lourdes. Interdisciplinaridade em ensino de ciências e de matemática no ensino médio. Ciência & Educação, Bauru, v. 13, n. 3, p. 399-420, jun. 2007.

LÜCK, Heloisa. Pedagogia interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

MACHADO, Nílson José. Interdisciplinaridade e Matemática. Pro-Propições, Campinas, v. 4, n. 1, p. 24-34, mar. 1993.

MALHEIROS, Ana Paula dos Santos. Pesquisas em modelagem matemática e diferentes tendências em Educação e em Educação Matemática. Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 26, n. 43, p. 861-882, ago. 2012.

MARQUES, Keiciane Canabarro Drehmer; ESPÍNDOLA, Isadora da Silva; SAUERWEIN, Inés Prieto Schmidt. Teias interdisciplinares: a infindável construção dos fios da interdisciplinaridade na formação inicial de professores de Ciências da Natureza e Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 7, p. 379-398, nov. 2020.

MARTINS, Silvio Rogerio; MUTTI, Gabriele de Souza Lins; CARVALHO, Felipe José Resende; KLÜBER, Tiago Emanuel. Grupos de estudos em contextos de formação em modelagem matemática: o sentido atribuído por professores a partir de artigos publicados em periódicos. Revista Contexto & Educação, Ijuí, v. 33, n. 104, p. 417-457, jan./abr. 2018.

MEDEIROS, Marcelo de Souza; MORAIS, Marcelo Bezerra de; NUNES, Albino Oliveira. Pesquisas em educação matemática com enfoque CTS: um estado do conhecimento. Caminhos da Educação Matemática em Revista (Online), Aracaju, v. 12, n. 1, p. 36-48, fev. 2022.

MELO, Mirasol Vieira. Três décadas de pesquisa em Educação Matemática na Unicamp: um estudo histórico a partir de teses e dissertações. 2006. 288f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

MINDAL, Clara Brener; GUÉRIOS, Ettiène Cordeiro. Formação de professores em instituições públicas de ensino superior no Brasil: diversidade de problemas, impasses, dilemas e pontos de tensão. Educar em Revista, Curitiba, v. 29, n. 50, p. 21-33, out./dez. 2013.

MORIN, Edgar. Os setes saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2000.

NEZ, Egeslaine de; FRANCO, Maria Estela Dal Pai. Perspectiva interdisciplinar na Pós-Graduação Stricto Sensu: olhares sobre uma universidade estadual. Paidéia: Revista do curso de pedagogia da Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde/FUMEC, Belo Horizonte, n. 16, p. 79-100, jan./jun. 2014.

OLIVEIRA, Elisandra Brizolla de; SANTOS, Franklin Noel dos. 5 Pressupostos e definições em interdisciplinaridade: diálogo com alguns autores. Interdisciplinaridade, São Paulo, v. 1, n. 11, p. 73-87, out. 2017.

PEREZ, Olívia Cristina. O que é interdisciplinaridade? Definições mais comuns em artigos científicos brasileiros. INTERSEÇÕES, Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 454-472, dez. 2018.

POMBO, Olga. Interdisciplinaridade e integração dos saberes. Liinc em revista, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 3-15, mar. 2005.

POMBO, Olga. Epistemologia da interdisciplinaridade. Revista do Centro de Educação e Letras da Unioeste, Foz do Iguaçu, v. 10, n. 1, p. 9-40, jan. 2008.

RIBEIRO, Maria Lúcia; TEIXEIRA, Denilson; CINTRÃO, Janaína; LOURENCETTI, Carolina; ALBERTO, Alessandra de Souza; JUNIOR, Vitor Molina. A interdisciplinaridade em programas de pós-graduação: conceitos e relatos de experiências. Revista Uniara, Araraquara, v. 9, n. 2, p. 13-16, 2005.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. Pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37–50, 2006.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SCHMITT, Valdenise; TRAVASSOS, Lucília Panisset; FIALHO, Francisco Antonio Pereira; REMOR, Carlos Augusto Monguilhott. Interdisciplinaridade e Pós-Graduação. Revista de Biologia e Ciências da Terra, São Cristóvão, v. 6, n. 2, p. 295-304, jun. 2006.

SILVA, Joselma Ferreira Lima e; LIMA, Ivoneide Pinheiro de. Interdisciplinaridade e pesquisa na formação do professor de matemática: conhecendo caminhos integradores na/pela sala de aula. Educação Matemática em Revista, Brasília, v. 22, n. 54, p. 21-37, abr./jun. 2017.

TOMAZ, Vanessa Sena; DAVID, Maria Manuela Martins Soares. Interdisciplinaridade e aprendizagem da Matemática em sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

TERRADAS, Rodrigo Donizete. A importância da interdisciplinaridade na educação matemática. Revista da Faculdade de Educação, Mato Grosso, v. 16, n. 2, p. 95-114, jul./dez. 2011.

TRINDADE, Diamantino Fernandes. Interdisciplinaridade: um novo olhar sobre as ciências. In: FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. (Org.). O que é interdisciplinaridade? São Paulo: Cortez, 2008, p. 65-83.

WEILL, Peirre; D’AMBROSIO, Ubiratan; CREMA, Roberto. Rumo à nova transdisciplinaridade. São Paulo: Summus, 1993.

Publicado
2022-07-31
Como Citar
ALVES, C.; SILVA, L.; ORTEGA, E. Interdisciplinaridade na Educação Matemática: um estudo do panorama nacional das pesquisas Stricto Sensu (2015-2020). Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 13, n. 4, p. 1-26, 31 jul. 2022.
Seção
Artigos Gerais