Descomplicando a Biologia Celular: uma intervenção com modelos didáticos e a gincana da célula

Palavras-chave: Metodologias Ativas, Ferramentas Didáticas, Ensino Diversificado

Resumo

O ensino de Biologia Celular enfrenta desafios no aprendizado dos alunos sobre processos e conceitos microscópicos difíceis de serem compreendidos. As metodologias ativas, como jogos e modelos didáticos, são utilizadas na tentativa de aproximar os conteúdos do entendimento deles. Portanto, neste trabalho, foi desenvolvida e aplicada uma intervenção educativa sobre Biologia Celular para alunos do primeiro ano do Ensino Médio de uma escola pública da rede federal de ensino do município de Floriano-PI. A intervenção foi composta de dois momentos: (1) uso de modelos didáticos durante uma exposição dialogada e (2) aplicação das provas “Gincana da Célula” como forma interativa de avaliar o conhecimento adquirido pelos alunos. Os dados obtidos a partir de questionários aplicados antes (pré-teste) e após (pós-teste) à execução da intervenção, foram avaliados quanto ao ganho normalizado de aprendizagem (g). A avaliação demonstrou uma progressão do conhecimento total alto (g = 0,82).  Sobre a aula dialogada, 96,6% dos alunos afirmaram ter gostado por ter sido dinâmica, interativa e bem ilustrada. Quanto à gincana, 96% afirmaram que a proposta promoveu integração do aprendizado. Essa experiência foi enriquecedora, pois fez com que os alunos ficassem mais atentos ao que estava sendo explicado e souberam aplicar bem o que aprenderam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADAMS, F. W. et al. Contribuições de aulas contextualizadas para a formação critico/reflexiva de alunos da educação básica. RenCiMa, v. 7, n. 3, p. 1–17, 2016.

ALBERTS, B. et al. Biologia Molecular da Célula. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017.

ARAÚJO, M. D. S.; LEITE, A. D. S. “O caminho das ervilhas”: recurso didático no ensino da genética mendeliana. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 6, p. 514–529, 2020.

AVELINO, F. M. et al. Jogo didático como proposta no ensino de botânica: desenvolvendo metodologia inovadora com alunos de uma escola estadual de Floriano (PI). International Journal Educarion and Teaching (PDVL) ISSN 2595-2498, v. 2, n. 3, p. 1–14, 2019.

CONFORTIN, R.; CAIMI, F. E. Constituição e Mobilização de Saberes Docentes: Perscrutando Práticas de Professores de Biologia no Ensino Médio. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 17, n. 1, p. 157–181, 2017.

COSTA, R. C.; MIRANDA, J. C.; GONZAGA, G. R. Avaliação e validação do jogo didático "Desafio Ciências - Sistemas do corpo humano" como ferramenta para o ensino de ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 9, n. 5, p. 56–75, dez. 2018.

GAROFALO, D. Como as metodologias ativas de ensino favorecem o aprendizado. Revista Nova Escola, 2018.

GONÇALVES, R. R. et al. Bingo da célula: uma ferramenta metodológica para o ensino de Biologia Celular. Ensino & Pesquisa, v. 12, n. 1, 2014.

KRASILCHIK, M. Prática de Ensino em Biologia. 4a ed. SÃO PAULO: EDITORA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, 2016.

KRÜGER, L. M.; ENSSLIN, S. R. Método Tradicional e Método Construtivista de Ensino no Processo de Aprendizagem: uma investigação com os acadêmicos da disciplina Contabilidade III do curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Catarina. Revista Organizações em Contexto, v. 9, n. 18, p. 219–270, 2013.

LIMA, J. F. DE; AMORIM, T. V.; LUZ, P. C. S. DA. Aulas práticas para o ensino de Biologia: contribuições e limitações no Ensino. Associação Brasileira de Ensino de Biologia - SBEnBio, v. 11, n. 1, p. 36–54, 2018.

LIMA, M. M. DE O. et al. Atividades práticas de Biologia: uma sequência de ensino investigativa sobre o Ciclo Celular. Research, Society and Development, v. 9, n. 9, p. 1–9, 2020.

LIMA, S. M. DE S.; ARAÚJO, M. DOS S.; LIMA, M. M. DE O. Metodologias alternativas no ensino de Evolução em uma escola pública do Piauí Alternative methodologies in teaching Evolution in a public school in Piauí Metodologías alternativas en la enseñanza de la Evolución en una escuela pública de Piauí. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 1, p. 1–15, 2021.

MARQUES, V. L. M. et al. Uso de jogos didáticos na aprendizagem de Biologia Celular: estudo antes e depois da explicação do conteúdo teórico. Revista da SBEnBio, n. 9, p. 3908–3918, 2016.

MARTINS, I. C. P.; BRAGA, P. E. T. Jogo didático como estratégia para o ensino de divisão celular. Essentia, v. 16, n. 2, 2015.

MOUL, R. A. T. D. M.; SILVA, F. C. DA. A modelização em genética e Biologia molecular: ensino de mitose com massa de modelar. Experiencias em Ensino de Ciências, v. 12, n. 2, p. 118–128, 2017.

MUSCARDI, D. C. Desafios do ensino de Biologia na Licenciatura em Educação do Campo. Kiri-Kerê: Pesquisa em Ensino, v. 2, n. 4, p. 330–342, 2020.

NERI, I. C. et al. Aprendizagem significativa e jogos didáticos: a utilização da roleta e tabuleiro com cartas (rtcbio) no ensino de Biologia. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 5, p. 28728–28742, 2020.

OLIVEIRA, A. F. DE; CARMONA, I. V.; SILVA, N. B. DA. O jogo didático META: construindo conceitos de Biologia Celular e molecular. Revista da SBEnBio, n. 9, 2016.

REZENDE, L. P.; GOMES, S. C. S. Uso de modelos didáticos no ensino de genética: estratégias metodológicas para o aprendizado. Revista de Educação Ciências e Matemática, v. 8, n. 2, p. 107–124, 2018.

ROCHA, A. M.; GALLÃO, M. I. Análise da Oficina Estratégias para o Ensino de Biologia Celular : Analysis of the Office Strategies for the Teaching of Cell Biology : strengthening the exchange experience between graduation and. Revista práxis, v. 12, n. 24, p. 123–130, 2020.

ROCHA, D. F. DA; RODRIGUES, M. DA S. Jogo didático como facilitador para o ensino de Biologia no Ensino Médio. Cippus, v. 6, n. 2, p. 01–08, 2018.

SANTOS, J. P. et al. Metodologias ativas - Estudo de caso: retenção e avaliação de resultados. Revista Educação, v. 14, n. 2, p. 81–98, 2019.

SILVA, G. F. DA et al. Percepção da escola sobre a importância das aulas práticas no processo ensino-aprendizagem de BiologiaA parentalidade. Diálogos e Contrpontos: estudos interdisciplinares, v. 1, n. 2, p. 31–53, 2017.

SILVA, J. B. DA et al. Modelo De Ensino Híbrido: a Percepção Dos Alunos Em Relação À Metodologia Progressista X Metodologia Tradicional. Revista Conhecimento Online, v. 2, n. 10, p. 102–118, 2018.

TATSCH, H. M.; SEPEL, L. M. N. Baralho mitótico. Genética na Escola, v. 12, n. 2, 2017.

Publicado
2021-12-29
Como Citar
REIS, T.; SOUSA, K.; LIMA, S.; LIMA, M. Descomplicando a Biologia Celular: uma intervenção com modelos didáticos e a gincana da célula. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 6, p. 1-15, 29 dez. 2021.
Seção
Artigos Gerais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)