Concepções da profissionalidade na fase de consolidação da carreira docente em Matemática

Palavras-chave: Carreira Docente, Consolidação da Carreira, Profissionalidade Docente, Formação do Professor de Matemática

Resumo

O artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que teve como principal objetivo analisar as concepções que o professor de Matemática, inserido na faixa dos quatro aos dez anos de carreira, tem sobre sua profissionalidade. A investigação de natureza qualitativa foi desenvolvida com quatro professores de Matemática que lecionam na Educação Básica e que se encontravam no período de profissão estabelecido para o estudo. Os dados obtidos foram coletados a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas, individualmente, com os participantes, após a caracterização do grupo feita com a aplicação de um questionário. Na análise dos dados, selecionamos as falas que sugeriram possíveis entendimentos sobre a temática e os seus aspectos significativos, que serviram para delinear três eixos principais para a discussão. As concepções dos professores participantes indicam uma estabilidade na profissão. Eles se encontram mais confiantes e seguros de suas ações pedagógicas. Pensando nos alunos, eles procuram realizar uma aula interessante, atrativa e motivadora, mesmo com a consciência de que existem dificuldades, seja no processo ensino aprendizagem, seja na representação e valorização docente, citando principalmente, o baixo salário como fator preponderante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRUCIO, Fernando Luiz. Formação de professores no Brasil: diagnóstico, agenda de políticas e estratégias para a mudança. São Paulo: Moderna, 2016.

ALBUQUERQUE, Leila Cunha de.; GONTIJO, Cleyton Hércules. A complexidade da formação do professor de matemática e suas implicações para a prática docente. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 20, n. 1, p. 76-87, jan./jun. 2013.

BARBOSA, Daiana Estrela Ferreira. A formação do professor de matemática: uma reflexão sobre as dificuldades no início da carreira docente. 2018. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Centro de Ciências e Tecnologia. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande.

BARBOSA, Daiana Estrela Ferreira; BARBOZA, Pedro Lucio. Como professores iniciantes percebem o que fazem na sala de aula de matemática. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 335-352, set./dez. 2019.

BRITO, Antônia Edna. Sobre a formação e a prática pedagógica: o saber, o saber-ser e o saber-fazer no exercício profissional. Linguagens, Educação e Sociedade, Teresina, n. 12, p. 45-52, jan./jun. 2005.

CARDOSO, Solange. Ciclo de carreira docente: o que dizem as pesquisas brasileiras? In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 8, 2017, Curitiba. Anais do XIII EDUCERE: Formação de professores: contextos, sentidos e práticas. Curitiba: PUCPR, 2017, p. 4286-4297.

DENZIN, Norman K.; LINCOLN, Yvonna. A disciplina e a pratica da pesquisa qualitativa. In: DENZIN, Norman K.; LINCOLN, Yvonna (Org). O Planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2006, p. 15 – 42.

FIORENTINI, Dário; CRECCI, Vanessa. Desenvolvimento profissional docente: um termo guarda-chuva ou um novo sentido à formação? Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, Belo Horizonte, v. 5, n. 8, p.11-23, jun./dez. 2013.

FIORENTINI, Dário; LORENZATO, Sérgio. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 1. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

FIORENTINI, Dário. Alguns modos de ver e conceber o ensino da matemática no Brasil. Zetetiké, Campinas, v. 3, n. 4, p. 1-36, jan./jun. 1995.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. 1. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 36. ed. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2003.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, Antônio (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2000. p. 31-61.

MEDEIROS, Kátia Maria de; FERNANDES, Maria da Conceição Vieira. Ao laboratório de matemática e a formulação e resolução de problemas: intercambio e reflexões dos futuros professores. Revista Eletrônica VIDYA, Santa Maria, v. 34, n. 2, p. 131-146, jul./dez., 2014.

NÚÑEZ, Isauro Beltrán; RAMALHO, Betania Leite. A profissionalização da docência: um olhar a partir da representação de professoras do ensino fundamental. Revista Iberoamericana de Educación, Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), n. 46/9, p. 1-13, set, 2008.

OLIVEIRA, Luis Gustavo Souza de.; PECHLIYE, Magda Medhat. Relação entre teoria e prática e o significado de ser bom professor para participantes do PIBID. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v.12, n. 1, p. 1-18, jan./mar. 2021.

PASSOS, Cármen Lúcia.; Nacarato, Adair Mendes; Fiorentini, Dário; Miskulin, Rosana Giaretta.; Grando, Regina Célia; Gama, Renata; Megid, Maria Auxiliadora; Freitas, Maria Teresa; Melo, Marisol Vieira de. Desenvolvimento profissional do professor que ensina Matemática: Uma meta-análise de estudos brasileiros. Revista de Investigação em Educação Matemática, Portugal, v. 15, n. 1-2, dez. 2006.

PIRES, Rui; ALVES, Mariana Gaio; GONÇALVES, Tereza. Desenvolvimento Profissional Docente: Percepções dos Professores em Diferentes Períodos ao Longo da Vida. Revista Portuguesa de Pedagogia, Coimbra, n. 50-1, p. 57-78, maio, 2016.

ROLDÃO, Maria do Céu Neves. Profissionalidade docente em análise – especificidades do ensino superior e não superior. Nuances: estudos sobre educação, São Paulo, ano 11, n. 12, p. 105-126, jan./dez., 2005.

ROLDÃO, Maria do Céu Neves. Formação de professores e desenvolvimento profissional. Revista de Educação Puc Campinas, Campinas, v. 22, n. 2, p.191-202, maio/ago. 2017.

SACRISTÁN, José Gimeno. Consciência e acção sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, Antônio. (Org.). Profissão professor. Lisboa: Porto Editora, 1999. p. 63-92.

SOUZA, Juliana Brandão de; DIAS, Viviane Borges. A construção da identidade docente na formação inicial dos professores de Ciências Naturais. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 11, n. 7, p. 81-100, nov. 2020.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

VELOSO, Caio; SOBRINHO, José Augusto de Carvalho Mendes. Contribuições da formação continuada na ótica do professor de Ciências Naturais. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 11, n. 20, p. 309 321, jan./jun. 2017.

Publicado
2021-12-29
Como Citar
BARBOSA, D.; SOARES, L. Concepções da profissionalidade na fase de consolidação da carreira docente em Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 6, p. 1-22, 29 dez. 2021.
Seção
Artigos Gerais