A metodologia de resolução de problemas aplicada ao ensino de matrizes no Ensino Médio

Palavras-chave: Resolução de Problemas, Matrizes, Ensino Médio

Resumo

A metodologia de Resolução de Problemas (RP) é utilizada no processo de ensino-aprendizagem como ferramenta para a introdução do conceito de matrizes no Ensino Médio. Uma experiência foi realizada em cinco turmas do 3º ano do Ensino Médio de uma escola pública tradicional da cidade do Rio de Janeiro. O conteúdo proposto aborda, de forma contextualizada, temas do cotidiano dos alunos, de modo a proporcionar uma maior identificação destes com a proposta metodológica. Em três turmas (Grupo 2), os problemas abordados foram postos antes da apresentação formal dos conteúdos, permitindo que os alunos entrassem em contato com problemas cujas soluções ainda não estavam formalizadas. De maneira oposta, em outras duas turmas (Grupo 1), os mesmos problemas foram explorados apenas após a apresentação formal do conteúdo, servindo como aplicação do que havia sido apresentado em sala. Dois aspectos fundamentais devem ser destacados neste trabalho: em três turmas o ensino de matrizes foi realizado através da resolução de problemas; nas outras duas turmas, o tópico abordado foi desenvolvido para a resolução de problemas. Apesar de resultados semelhantes obtidos nos dois grupos, a dinâmica de trabalho RP explicitou uma maior participação dos alunos nas atividades propostas, mostrando maior aproveitamento do conteúdo trabalhado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem-avaliação de Matemática: por que através da Resolução de Problemas? In: ONUCHIC et al (Org) Resolução de Problemas: teoria e prática. Paco Editorial. Jundiaí. 2014.

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. As conexões trabalhadas através da Resolução de Problemas na formação inicial de professores de Matemática. REnCiMa, v. 10, n.2, p. 01-14, 2019.

ANDREATTA, C.; ALLEVATO, N. S. G. Ousadia Criativa nas Práticas de Educadores Matemáticos. REnCiMa, v. 8, n.4, p. 01-13, 2017.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC, 1997. p.33.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Brasília: MEC, p. 39-42, 1998.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio: Matemática. Brasília: Ministério da educação, 2000.

COSTA, C. F. Por que Resolver Problemas na Educação Matemática? Uma Contribuição da Escola da Gestalt. 2008. Dissertação (Doutorado em Educação) - PUC, Rio de Janeiro, 2008.

CRILLY, T. 50 Ideias de Matemática que Você Precisa Conhecer. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2017.

D'AMBROSIO, B. S. A Evolução da Resolução de Problemas no Currículo Matemático. In: I SEMINÁRIO DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMA, Rio Claro. Anais... Rio Claro: UNESP, p. 1, 2008.

ELLENBERG, J. O poder do Pensamento Matemático. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2015.

GOMES, D. A.; CASTRO BARBOSA, A. C.; CONCORDIDO, C. F. R. Ensino de Matemática Através da Resolução de Problemas: análise da disciplina RPM implantada pela SEEDUC-RJ. Educação Matemática Pesquisa, v. 19, p. 105-120, 2017.

JACONIANO, E. A.; CASTRO BARBOSA, A. C., CONCORDIDO, C. F. R. e TOVAR COSTA, M. V. Resolução de problemas de proporcionalidade por meio da redução à unidade. Educação Matemática em Revista, v. 61, p. 98-113, 2019.

GUIMARÃES, J. S. M.; OLIVEIRA, G. S. Concepções de professores sobre a Resolução de Problemas. REnCiMa, v. 11, n. 7, p. 198-219, 2020.

LOPES, A. J. Resolução de Problemas: observações a partir do desempenho dos alunos. Educação Matemática em Revista, São Paulo, p. 33-40, 1994.

MENDES, I. Matemática e Investigação em Sala de Aula: tecendo redes cognitivas na aprendizagem. 1. ed. São Paulo: Livraria da Física, 2009.

MOREIRA, M. A. O que é afinal aprendizagem significativa? Revista de teoria, investigación y práctica educativa, La laguna, Espanha, n. 25, p. 29-56, Mar 2012

ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In: BICUDO, M. A. V. (Org.). Pesquisa em Educação Matemática. São Paulo: Editora UNESP, p.199-220, 1999.

ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. BOLEMA, v. 25, n. 41, p.73-98, 2011.

PAIVA, M. Matemática. 2. ed. São Paulo: Editora Moderna, 2010.

POLYA, G. A Arte de resolver Problemas. 2. ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.

ROMANATTO, M. C. Resolução de problemas nas aulas de Matemática. São Carlos, SP: Revista Eletrônica de Educação: UFSCar, v. 6, n. 1, p. 299-311. Mai. 2012.

SCHOENFELD, A. H. Mathematical Problem Solving. New York, Academic Press, 1985.

SOUZA, A. B. A Resolução de Problemas como Estratégia Didática para o ensino da Matemática. Brasília: Universidade Católica de Brasília, 2005.

STEWART, I. Os Maiores Problemas Matemáticos. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Zahar,

Publicado
2021-09-08
Como Citar
BORGES, T.; BARBOSA, A. C.; CONCORDIDO, C.; COSTA, M. V. A metodologia de resolução de problemas aplicada ao ensino de matrizes no Ensino Médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 4, p. 1-25, 8 set. 2021.
Seção
Artigos Gerais