A regência no estágio supervisionado na licenciatura em Matemática: um relato de experiências e vivências sobre o saber, o fazer e o saber fazer docente numa formação online

Palavras-chave: Formação de Professores de Matemática, Estágio Supervisionado, Formação em Serviço, Identidade Docente, Saberes Docentes

Resumo

O relato resulta de um apanhado de vivências entre 2010 e 2017 no curso de Licenciatura em Matemática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), enquanto professor da disciplina de Estágio Supervisionado. A premissa de pesquisa objetiva rememorar caminhos, e deu-se em razão de formatar uma identidade de professor-formador na referida disciplina. Estes caminhos serviriam como alicerce reflexivo sobre o fazer e o saber docente, essenciais ao surgimento de uma identidade nesses sujeitos em formação para constituir este relato de experiência profissional. As idas e vindas aos polos do IFCE no interior do estado, para acompanhar os licenciandos, permitiram o contato com a cultura, hábitos, valores locais, a realização de reuniões, formações, e discussões sobre estratégias de ensino. Possibilitou o surgimento de múltiplas percepções sobre o advento do ensino e da prática docente. Tais ações permearam a investigação prática de professores, enquanto análise do saber fazer docente, para compreender a prática vivida e a realidade experienciada. Através dessa interseção, as relações entre escola e trabalho, formação e prática, teorias estudadas e ações realizadas foi possível destacar a eficiência e eficácia do processo formacional vinculada à qualidade das ações, das interações, aos direcionamentos fornecidos pelos formadores, às propostas pedagógicas e ao design instrucional do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Profissional. Projeto Político Pedagógico do curso de Licenciatura em Matemática do IFCE. (IFCE, 2012)

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede – A era da informação: economia, sociedade e cultura – v. 1. São Paulo: Paz & Terra, 2002.

DOS SANTOS FELÍCIO, Helena Maria; DE OLIVEIRA, Ronaldo Alexandre. A formação prática de professores no estágio curricular. Educar em revista, 2008, n. 32, p. 215-232.

FONTENELE, F.C.F; ALVES, F.R.V. A atividade docente na perspectiva do licenciando em Matemática: contribuições da Didática Profissional para a formação do professor. REnCiMa, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 1 – 18, jan./mar. 2021.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho. Novo Hamburgo: FEEVALE, 2003.

KUENZER, Acácia Zeneida. Formação de professores para a educação profissional e tecnológica. DALBEN, Angela Imaculada Loureiro de Freitas. [ET. AL.]. Convergências e tensões no campo de formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

MACHADO, L. R. de S. Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, 2008, v. 1, n. 1, p. 9.

MACHADO, A.S. Explorando o uso do computador na formação de professores de ciências e matemática à luz da aprendizagem significativa e colaborativa. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2012.

MACHADO, A.S. Interação, interatividade e comunicação no processo de mediação pedagógica na educação. Educere et educare - Revista de Educação, 2014, v. 9, n. 18, p. 765 -779.

MARTINS, R.E.M.W. Construção dos saberes docentes do professor de geografia. Mercator – Revista de Geografia da UFC, 2009, ano 08, n. 16.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2007

PIRES, Celia Maria Carolino; CURI, Edda. Relações entre professores que ensinam Matemática e prescrições curriculares. REnCiMa, São Paulo, v. 4, n. 2, p. 57-74, abr./jun. 2013.

ROSA, António Ramos. Volante verde. Editora Moinhos, 2019.

SCHÖN, D.A. Educando o Profissional Reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Trad.Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2000.

TARDIF, Maurice et al. Saberes docentes e formação de professores. Petrópolis (SP): Vozes, 2002.

YANAZE, Leandro Key Higuchi. Tecno-pedagogia: os aspectos lúdicos e pedagógicos da comunicação digital. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009.

Publicado
2021-06-06
Como Citar
MACHADO, A. A regência no estágio supervisionado na licenciatura em Matemática: um relato de experiências e vivências sobre o saber, o fazer e o saber fazer docente numa formação online. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 3, p. 1-18, 6 jun. 2021.
Seção
Artigos Gerais