Conexões de conhecimentos especializados de professores ao ensinar Termoquímica à luz do CTSK em duas realidades escolares de Cuiabá, Mato Grosso

Palavras-chave: Ensino de Química, Conhecimentos Especializados de Professores, Termoquímica

Resumo

As discussões sobre o universo escolar evidenciam os problemas enfrentados pelo ensino de Ciências. Contudo, apenas apontar tais problemas não é suficiente para mudar esse cenário de crise; é necessário inovar. Partindo dessa premissa, este artigo constitui um recorte de uma pesquisa de Mestrado realizada com a participação de dois professores do Ensino Médio de Cuiabá, Mato Grosso, durante 2020. Partiu-se da seguinte questão: como os Conhecimentos Especializados de Professores de Química (CTSK) podem se conectar durante aulas dedicadas ao ensino de Termoquímica? A partir do modelo teórico CTSK, foram categorizadas as manifestações das aulas analisadas referentes a esse conteúdo. A pesquisa é qualitativa, nos moldes de um estudo de caso. Como instrumento de produção de dados, optou-se pela observação não participante de aulas ministradas pelos sujeitos da pesquisa. Posteriormente, os dados coletados foram confrontados com os resultados de entrevistas semiestruturadas, realizadas com os dois participantes. Para as análises, adotou-se a Análise de Conteúdo. Os resultados permitiram entender as articulações entre os conhecimentos necessários para o ensino de Termoquímica. Isso possibilitou uma reflexão sobre as práticas docentes e um repensar sobre o ensino de Química, sobre os modelos teóricos da disciplina e sobre as dificuldades do ensino em geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BALL, D. L.; THAMES, M. H.; PHELPS, G. Content Knowledge for Teaching: what makes it special? Journal of Teacher Education, Sage, New York, USA, v. 59, n. 5, p. 389-407, 2008.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BENEDICTO, E. C. P. Humor e riso na educação escolar. 1. ed. São Paulo: Biblioteca 24h, 2016.

BOGDAN, R. S.; BIKEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. 12. ed. Porto: Porto Ed., 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: MEC, 2018.

BROWN, T.; LEMAY, H. E.; BURSTEN, B. E. Química: a Ciência central. 9. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2005.

CACHAPUZ, A.; GIL-PEREZ, D.; CARVALHO, A. M. P. A necessária renovação do ensino das Ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CARRILLO, J.; AVILA, D. I. E.; MORA, D. V.; FLORES-MEDRANO, E. Un marco teórico para el conocimiento especializado del profesor de matemáticas. Huelva, Espanha: Universidad de Huelva Publicaciones, 2014.

CEDRAN, D. P.; CEDRAN, J. C.; KIOURANIS, N. M. M. A importância da simbologia no ensino de Química e suas correlações com os aspectos macroscópicos e moleculares. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 9, n. 4, p. 38-57, 29 set. 2018.

CHASSOT, A. I. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. 1. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2014.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2002.

HERNANDES, J. L. Relações sintagmáticas e paradigmáticas para a apropriação de conceitos de Termoquímica. 2018. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, 2018.

LIMA, L. Escola não é circo, professor não é palhaço: intencionalidade e educação. 2. ed. Rio de Janeiro: Wak, 2008.

LUÍS, M. Conhecimento especializado de professores de Biologia. 2019. Tese (Doutorado) – Univesidad de Huelva, Huelva, Espanha, 2019. Documento inédito.

LUÍS, M.; CARRILLO, J. O modelo do conhecimento especializado do professor de Biologia (BTSK). Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 7, p. 19-36, 20 nov. 2020.

MELO, J. R. F. A formação inicial do professor de Química e o uso das novas tecnologias para o ensino: um olhar através de suas possibilidades formativas. 2007. 168 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MORIEL JÚNIOR, J. G.; ALENCAR, A. P. MTSK, pesquisa e formação docente em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. In: III SEMINÁRIO INTERNACIONAL CIESPMAT: ESPECIFICIDADES DO CONHECIMENTO DO PROFESSOR DE/QUE ENSINA MATEMÁTICA E A PESQUISA E FORMAÇÃO OBJETIVANDO O SEU DESENVOLVIMENTO. Anais [...], Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, 2019, p. 01-06.

MORIEL JÚNIOR, J. G.; ALENCAR, E. S. de. Research and teacher education with MTSK in Mato Grosso and Mato Grosso do Sul. Research, Society and Development [S. l.], v. 9, n. 4, p. e98942885, 2020.

PEREIRA, F. G. Proposta e análise de uma sequência didática para abordar o conteúdo de Termoquímica no Ensino Médio. 2019. 118 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2019.

REZENDE, F. Educação em Ciências como campo político: disputas atuais por projetos curriculares. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 36, n. 2, 2019.

RIBEIRO, M. T. D. Saberes científicos e pedagógicos de conteúdo expressos por professores egressos do Programa de Bolsa de Iniciação à Docência em Química da UFMT. 2016. 161 f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) – Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá, 2016.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 4, p. 04-14, 1986.

SILVA, M. M. Conhecimento especializado de professores de Biologia: análise de relatos de prática do Ensino Médio. 2020. 106 f. Dissertação (Mestrado em Ensino) – IFMT, Cuiabá, 2020.

SILVEIRA, H. E. A História da Ciência em periódicos brasileiros de Química: contribuições para a formação docente. 2008. 255 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas, 2008.

SOARES, E. C. O professor de química e a epistemologia da prática pedagógica: limites e desafios para a inovação. 2012. 196 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), Porto Alegre, 2012.

SOARES, S. T. C. Conhecimento especializado de professores de Química – CTSK: proposta de modelo teórico. 2019. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ensino) – IFMT, Cuiabá, 2019.

SOARES, S. T. C.; LIMA, S. S.; CARBO, L. Conhecimento especializado de professores de Química: modelo teórico. Revista da Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática (Reamec), v. 8, n. 2, p. 648-666, Cuiabá, 2020.

SOUZA, V. C. A. Construção de modelos e mediação do conhecimento científico na formação inicial dos professores de Química: uma análise do processo de ensino da Termoquímica. 2014. 283 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2014.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 9. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

VELOSO, A. S.; SANTOS, P. M.; KALHIL, J. B. O processo de ensino-aprendizagem do conceito de energia na Termoquímica e a relação com o cotidiano de alunos do Ensino Médio. Latin American Journal of Science Education, vol. 1, 2015.

Publicado
2021-05-22
Como Citar
FLORIANO, L.; CARBO, L. Conexões de conhecimentos especializados de professores ao ensinar Termoquímica à luz do CTSK em duas realidades escolares de Cuiabá, Mato Grosso. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 3, p. 1-21, 22 maio 2021.
Seção
Artigos Gerais