A base orientadora da ação para ler criticamente textos com conteúdo químico: um diagnóstico com futuros professores de Química

Palavras-chave: Leitura Crítica, Aprendizagem, Orientação da Ação

Resumo

Este estudo apresenta resultados de uma investigação cujo objetivo foi caracterizar a base orientadora de licenciandos de Química para a ação de ler criticamente textos com conteúdo químico. A orientação da ação na aprendizagem assume relevância na perspectiva da Teoria da Formação Planejada das Ações Mentais e dos Conceitos, de P. Ya. Galperin, pois se constitui como parte estrutural para a formação de habilidades e ações mentais necessárias à aprendizagem da Química.  Metodologicamente, foi realizada uma prova pedagógica, com o intuito de caracterizar a base orientadora em comparação com uma orientação de referência para a ação de ler criticamente textos com conteúdo químico. Os resultados demonstram uma diversidade de orientações e divergências estruturais em relação ao modelo de referência que possibilita uma compreensão sobre o conhecimento dos futuros professores a respeito da ação de ler criticamente textos de conteúdo químico e dos aspectos relacionados à aprendizagem química a partir da leitura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARGALLÓ, C. M.; SANMARTÍ, N. Aprender a leer críticamente. Alambique Didáctica de las Ciencias Experimentales, Barcelona, n. 70, p. 37-45, 2012.

CASSANY, D. Aproximaciones a la lectura crítica: teoría, ejemplos y reflexiones. Tarbiya: revista de investigación e innovación educativa del Instituto Universitario de Ciencias de la Educación, [S. l.], n. 32, p. 113-132, 2003.

CASSANY, D. La letra digital y sus poderes. La lectura. Madrid: Catarata, 2010.

CASSANY, D.; CASTELLÀ, J. M. Aproximación a la literacidad crítica. Perspectiva, Florianópolis, v. 28, n. 2, p. 353-374, 2011.

CEREZAL, J. M.; FIALLO, J. R. Cómo investigar en Pedagogia. La Habana: Editorial Pueblo y Educación, 2010.

DAVIDOV, V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico. Editorial Progreso. Moscú: Editorial Progreso, 1988.

GALPERIN, P. Y. Intellectual capabilities among older preschool children: On the problem of training and mental development. Review of child development research, Boston, v. 6, p. 526-46, 1982.

GALPERIN, P. Y. Sobre el método de formación por etapas de las acciones intelectuales. Antología de la Psicología Pedagógica y de la Edades. La Habana: Editorial Pueblo y Educación, 1986.

GALPERIN, P. Y. La dirección del proceso de aprendizaje. In: QUINTANAR, L. R. La formación de las funciones psicológicas durante el desarrollo del niño. Tlaxcala: Editora Universidad Autónoma de Tlaxcala, 2001.

GALPERIN, P. Y.; BUSTAMANTE, Angela. Introducción a la psicología: un enfoque dialéctico. Pablo del Rio, 1979.

KLEIMAN, A. Texto & leitor: aspectos cognitivos da leitura. Campinas: Pontes, 2013.

KOCH, I. G. V. 2) Linguagem e cognição: a construção e reconstrução de objetos-de-discurso. Veredas: revista de estudos linguísticos, Juiz de Fora, v. 6, n. 1, p. 31-42, jan./jun. 2002.

LURIA, A. R. O cérebro humano e a atividade consciente. In: VIGOTSKY, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Tradução de Maria da Penha Villalobos. 2. ed. São Paulo: Ícone, 1988. p. 191-228.

MÁRQUEZ, C. La comunicación en el aula. In: RUBILAR, C. M.; GALINDO, A. G.; ADÚRIZ-BRAVO, A. (Coords.) Área y estrategias de investigación en la didáctica de las ciencias experimentales. Barcelona: Universitat Autònoma de Barcelona, 2008. p. 127-146.

NÚÑEZ, I. B. O diagnóstico dos níveis de orientação da ação classificar: contribuições da teoria de P. Ya. Galperin. In: FEITOSA, R. A.; SILVA, S. A. Metodologias emergentes na pesquisa em ensino de ciências. Porto Alegre: Editora Fi, 2018. p. 157-175.

NÚÑEZ, I. B. et al. A Formação de Habilidades Gerais no Contexto Escolar: Contribuições da Teoria de P. Ya. Galperin. In: NÚÑEZ, I. B.; RAMALHO, B. L. Galperin e a teoria da formação planejada por etapas das ações mentais e dos conceitos: pesquisas e experiências para um ensino inovador. Campinas: Mercado de Letras, 2018. p. 23-78.

NÚÑEZ, I. B.; RAMALHO, B. L. Desarrollo de una unidad didáctica para el estudio de los procesos de oxidación-reducción en el pre-universitario: contribuciones de la teoría de P. Ya. Galperin. In: SILVA, M. G. L. da; MOHR, A.; ARAUJO, M. F. F. de. Temas de ensino e formação de professores de ciências. Natal: EDUFRN, 2012. p. 153-180.

NÚÑEZ, I. B.; RAMALHO, B. L. A Teoria da Formação Planejada das Ações Mentais e dos Conceitos de P. Ya. Galperin. Obutchénie: Revista de Didática e Psicologia Pedagógica, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 70-97, 2017.

OLIVERAS, B.; MÁRQUEZ, C.; SANMARTÍ, N. The use of newspaper articles as a tool to develop critical thinking in science classes. International Journal of Science Education, [S. l.], v. 35, n. 6, p. 885-905, 2013.

OLIVERAS PRAT, B. La lectura crítica a la classe de ciències: propostes, dificultats i perfils lectors. 2014. 182 f. Tese (Doutorado em Matemática) – Departament de Didàctica de la Matemàtica i de les Ciències Experimentals. Universitat Autònoma de Barcelona. Barcelona.

PETROVSKI, A. V. Psicología General. 2. ed. Moscú: Editorial Progreso, 1985.

SANMARTÍ, N. Hablar, leer y escribir para aprender ciencia. ANGULO, T. A.; MARTÍNEZ, P. F. (Coords.) La competencia en comunicación lingüística en las áreas del currículo. Madrid: Ministerio de Educación Cultura y Deporte, 2007. p. 103-128.

SILVA, M. G. L. da; BARGALLÓ, C. M.; PRAT, B. O. Análisis de las dificultades de futuros profesores de química al leer críticamente un artículo de prensa. Educação e Pesquisa, [S. l.], v. 43, n. 2, p. 535-552, 2017.

TALIZINA, N. F. Manual de psicología pedagógica. San Luis: UASLP, 2000.

TENREIRO-VIEIRA, C. Formação em pensamento crítico de professores de ciências: impacte nas práticas de sala de aula e no nível de pensamento crítico dos alunos. REEC: Revista electrónica de enseñanza de las ciencias, v. 3, n. 3, p. 228-256, 2004.

TENREIRO-VIEIRA, C. Perspectivas futuras de investigação e formação sobre pensamento crítico: potenciais convergências com as literacias científicas e matemática. In: VIEIRA, R. M.; TENREIRO-VIEIRA, C.; SÁ-CHAVES, I.; MACHADO, C. (Org.) Pensamento Crítico na Educação: perspectivas atuais no panorama internacional. Aveiro: UA Editora, p. 29-39. 2014

VYGOTSKY, L. S. Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VIGOTSKY, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Tradução de Maria da Penha Villalobos. 2. ed. São Paulo: Ícone, p. 103-117. 1988.

VYGOTSKY, L. S. Pensamiento y palabra. In: VYGOTSKY, L. S. Obras escogidas. Madrid: Visor Distribuciones, v. 2, p. 287-348, 1992.

Publicado
2021-03-30
Como Citar
FAÇANHA, A.; NUÑEZ, I. A base orientadora da ação para ler criticamente textos com conteúdo químico: um diagnóstico com futuros professores de Química. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 1, p. 1-19, 30 mar. 2021.
Seção
Artigos Gerais