Concepções de Ciência em livros didáticos de Física: análise de uma coleção do PNLD

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v12n1a18

Palavras-chave:

História e Filosofia da Ciência, Natureza da Ciência, Livros Didáticos, Ensino de Física

Resumo

A partir do importante papel dos livros didáticos usados atualmente nas escolas e do consenso existente acerca da importância de uma compreensão adequada dos processos de obtenção de conhecimento científico para além dos resultados da ciência, pretendemos analisar a ocorrência de concepções a respeito da atividade científica em uma coleção de física aprovada no Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) de 2018. Desenvolvemos um roteiro de análise subsidiado pelos tipos de leitura apontados por Gil (2010) e pelas concepções de ciência categorizadas por Gil-Pérez et al. (2001). Identificamos que todas essas concepções aparecem, em algum nível, nos livros analisados, e apontamos que a coleção contribui para a superação de algumas concepções inadequadas sobre a atividade científica, apesar de apresentar uma insuficiência no tratamento de outras. Finalmente, apontamos caminhos para que nosso roteiro de análise e nossos resultados possam auxiliar outros trabalhos correlatos, de modo a representar um elemento de avaliação adicional em relação a livros e materiais didáticos, com vista a um ensino que também contemple aspectos sobre a natureza da ciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BONJORNO, J. R. et al. Física. 3. ed. São Paulo: FTD, 2016.

BRASIL. Programa Nacional do Livro e do Material Didático: apresentação. Disponível em: https://portal.mec.gov.br/pnld/apresentacao . Acesso em: 12 ago. 2019.

CHALMERS, A. F. O que é ciência afinal? São Paulo: Brasiliense, 1993.

COSTA, J. D. S.; LIMA, J. P. M.; SARMENTO, V. H. V. Aproximações e distanciamentos dos conceitos de gás e vapor nos livros didáticos de química aprovados no PNLEM 2018. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 1, p. 48-63, 2020.

CUSTÓDIO, J. F.; PIETROCOLA, M. Princípios nas ciências empíricas e o seu tratamento em livros didáticos. Ciências & Educação, v. 10, n. 3, p. 383-399, 2004.

EL-HANI, C. N. Notas sobre o ensino de História e Filosofia da Ciência na educação científica de nível superior. In: Silva (org.). Estudos de História e Filosofia das Ciências. São Paulo: Editora Livraria da Física. p. 3-21, 2006.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FRACALANZA, H.; AMARAL, I. A.; GOUVEIA, M. S. F. O ensino de ciências no Primeiro Grau. São Paulo: Atual, 1987.

GIL-PÉREZ, D.; MONTORÓ, I. F.; ALÍS, J. C.; CACHAPUZ, A.; PRAIA, J. Para uma imagem não deformada do trabalho científico. Ciência & Educação, v. 7, n. 2, p. 125-153, 2001.

GIL-PÉREZ, D. Contribución de la Historia y de la Filosofía de las Ciencias al desarrollo de un modelo de enseñanza/aprendizaje como investigación. Enseñanza de las Ciencias, v. 11, n. 2, p. 197-212, 1993.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GOWIN, B. D. Educating. New York: Cornell University Press, 1981.

HARRES, J. B. S. Uma revisão de pesquisas nas concepções de professores sobre a natureza da ciência e suas implicações para o ensino. Investigações em Ensino de ciências, v. 4, n. 3, p. 197-211, 1999.

KÖHNLEIN, J. F. K.; PEDUZZI, L. O. Q. Sobre a concepção empirista-indutivista no ensino de ciências. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA, 8., 2002, Águas de Lindóia. Atas [...]. São Paulo: Sociedade Brasileira de Física, 2002.

KÖHNLEIN, J. F. K.; PEDUZZI, L. O. Q. Uma discussão sobre a natureza da ciência no Ensino Médio: um exemplo com a teoria da relatividade restrita. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 22, n. 1, p. 36-70, 2005.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1970.

LAKATOS, I. O falseamento e a metodologia dos programas de pesquisa científica. In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. (org.). A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Cultrix, p. 109-243, 1979.

LEDERMAN, N. G. Students’ and Teachers’ Conceptions of the Nature of Science: A Review of the Research. Journal of Research in Science Teaching, v. 29, n. 4, p. 331-359, 1992.

MARTINS, A. F. P. História e Filosofia da Ciência no ensino: há muitas pedras nesse caminho. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 24, n. 1, p. 112-131, 2007.

MARTINS, R. A. A história das ciências e seus usos na educação. In: Silva, C. C. (org.). Estudos de História e Filosofia das Ciências. São Paulo: Livraria da Física, 2006.

MATTHEWS, M. R. História, filosofia e ensino de ciências: a tendência atual de reaproximação. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 12, n. 3, p. 164-214, 1995.

MELO, M. G. de A.; NEVES, M. C. D.; SILVA, S. de C. R. da; PINHEIRO, N. A. M.; MIQUELIN, A. F. O livro didático de Física e suas tendências: uma análise necessária da influência behaviorista no ensino de ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 5, p. 185-203, ago. 2020.

NARDI, R.; ALMEIDA, M. J. Investigação em ensino de ciências no Brasil segundo pesquisadores da área: alguns fatores que lhe deram origem. Pro-Posições, v. 18, n. 1, 2007.

OSTERMANN, F.; MOREIRA, M. A. A Física na formação de professores do Ensino Fundamental. Porto Alegre: UFRGS, 1999.

PEDUZZI, L. O. Q. Sobre a utilização didática da história da ciência. In: PIETROCOLA, M. (org.). Ensino de Física. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2001. p. 151-170.

PEDUZZI, L. O. Q.; RAICIK, A. C. Sobre a natureza da ciência: asserções comentadas para uma articulação com a história da ciência. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2017.

PORLÁN ARIZA, R.; RIVERO GARCÍA, A.; MARTÍN DEL POZO, R. Conocimiento profesional y epistemología de los profesores, II: estudios empíricos y conclusiones. Enseñanza de las Ciencias, v. 16, n. 2, p. 271-288, 1998.

PRETTO, N. L. A ciência nos livros didáticos. Salvador: EDUFBA, 1995.

RAICIK, A. C.; PEDUZZI, L. O. Q. Uma discussão acerca dos contextos da descoberta e da justificativa: a dinâmica entre hipótese e experimentação na ciência. Revista Brasileira de História da Ciência, v. 8, n. 1, p. 132-146, 2015.

RAICIK, A. C.; PEDUZZI, L. O. Q. A estrutura conceitual e epistemológica de uma descoberta científica: reflexões para o ensino de ciências. Alexandria, v. 9, n. 2, p. 149-176, 2016.

SELLEY, N. J. The philosophy of school science. Interchange, v. 20, n. 2, p. 24-32, 1989.

SILVA, C. C. (org.). Estudos de História e Filosofia das Ciências: subsídios para a aplicação no ensino. São Paulo: Livraria da Física, 2006.

STINNER, A. Science textbooks and science teaching: from logic to evidence. Science Education, v. 76, n. 1, p. 1-16, 1992.

Downloads

Publicado

2021-03-08

Como Citar

ALENCAR, S. O. T.; ARTHURY, L. H. M. Concepções de Ciência em livros didáticos de Física: análise de uma coleção do PNLD. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 1–18, 2021. DOI: 10.26843/rencima.v12n1a18. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/2744. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos