Fogo no mato, perigo de fato? Ponderações comunitárias sobre o uso do fogo no cerrado mato-grossense

Palavras-chave: Educação Ambiental, Mapa social, Saberes populares, Manejo de fogo

Resumo

Este artigo pretende apresentar, baseado nas autonarrativas das/os moradores das comunidades rurais da Água Fria (Chapada dos Guimarães/MT) e São Jerônimo (Cuiabá/MT), se o uso do fogo em áreas de vegetação natural do Cerrado Mato-grossense é perigoso. Para corroborar tal questionamento, apresentamos resultados parciais da pesquisa de mestrado em educação. Nela, o Mapa Social dos saberes populares relacionados ao fogo é desenvolvido nas duas comunidades citadas, onde as/os participantes da pesquisa desvelam como empregavam e empregam o fogo em seu cotidiano. Tais relatos comprovam a dualidade do fogo – bom e ruim – e a necessidade de se aplicar saberes ancestrais consolidados de modo a não impactar o ambiente. O Mapa Social, instrumento participativo elaborado com e pelas/os participantes da pesquisa, revela as características intrínsecas de seus habitantes, hábitos e habitats, reforçando suas identidades. Baseado na exploração fenomenológica, o percurso investigativo percorre a trilha cultural das comunidades estudadas, evidenciando valores, crenças, memórias, necessidades e problemas ambientais. Os diálogos presentes nas atividades do Mapa Social, permeados por assuntos como incêndios florestais e queimadas, estimulam a dialogicidade e criticidade inerentes à educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BOWMAN, D.M.J.S. et al. Fire in the Earth System. Science. v. 324, p. 481-484, 2009.

CONSERVAÇÃO INTERNACIONAL BRASIL. Hotspots revisitados. Disponível em: https://www.conservation.org/global/brasil/publicacoes/Documents/HotspotsRevisitados.pdf. Acesso em 10 jun. 2018.

BACHELARD, G. A psicanálise do fogo. São Paulo: Martins Fontes, 3ª ed., 2008.

BRANDÃO, C.R. O que é Educação Popular. São Paulo: Brasiliense, 1984. Disponível em http://ifibe.edu.br/arq/201509112220031556922168.pdf. Acesso em 28 jul. 2018.

FERNANDES, G.W. et al. Cerrado: em busca de soluções sustentáveis. Rio de Janeiro: Vertente produções artísticas, 2018, 2ª edição.

FIDELIS, A.; PIVELLO, V.R. Deve-se Usar o Fogo como Instrumento de Manejo no Cerrado e Campos Sulinos? Revista Biodiversidade Brasileira, Brasília, ano I, n. 2, p. 12-25, 2011.

MATO GROSSO. Diário Oficial do Estado de Mato Grosso - Suplemento Mensal. Cuiabá, 1986. Ano I, n. 4, edição de 6/11/1986.

KAWAHARA, L.S.I. Currículos festeiros de águas e outonos: fenomenologia da educação ambiental pós-crítica. Tese de Doutorado - Universidade Federal de Mato Grosso. Instituto de Educação. Cuiabá, 2015.

MESQUITA, J. A Chapada Cuiabana. Fundação Cultural de Mato Grosso. Cuiabá, 1977.

MISTRY, J.; BIZERRIL, M. Por Que é Importante Entender as Inter-Relações entre Pessoas, Fogo e Áreas Protegidas? Revista Biodiversidade Brasileira. Brasília, 2011, ano I, n. 2, p. 40-49.

SATO, M. Ecofenomenologia: uma janela ao mundo. Revista Eletrônica de Mestrado em Educação Ambiental. Edição Especial. Porto Alegre, p. 10-27, jul. 2016.

SATO, M.; JABER, M.; SILVA, R.; QUADROS, I.; ALVES, M.L. Mapeando os territórios e identidades do Estado de Mato Grosso, Brasil. Cuiabá: EdUFMT, 2013.

SATO, M.; SENRA, R.E.F. estrelas e constelações aprendizes de um grupo pesquisador, Revista Ambiente & Educação, v. 14, n.2, p. 139-145, 2009.

SCHMIDT, I.B.; FONSECA, C.B.; FERREIRA, M.C.; SATO, M.N., Implementação do Programa Piloto de Manejo Integrado do Fogo em três Unidades de Conservação do Cerrado. Revista Biodiversidade Brasileira, Brasília, v. 6, n.2, p. 55-70, 2016.

SILVA, R.A.; JABER-SILVA, M. O mapa social e a educação ambiental, diálogos de um mapeamento participativo no Pantanal, Mato Grosso, Brasil. Revista da Educação Pública. Cuiabá, v. 24, n. 55, p. 201-221, 2015.

SILVA, R. JABER-SILVA, M. SATO, M. Mapeamento social participativo: mundos entre a pesquisa educativa e o ativismo ecológico. Revista AmbientalMente Sustentable. A Coruña, v. VII, n. 13-14, p. 7-23, 2012.

SILVA, R.A. Do invisível ao visível: o mapeamento dos grupos sociais do Estado de Mato Grosso- Brasil. 2011. 222f. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais). Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, 2011.

SOARES, C.C.A. Educação ambiental na comunidade quilombola de Mata Cavalo: diálogos de arte, cultura e natureza. 2018. 192f. Dissertação (Mestrado em Educação). Instituto de Educação. Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, 2018.

Publicado
2020-03-30
Como Citar
BERTIER, F.; DA SILVA, R.; DALLA NORA, G. Fogo no mato, perigo de fato? Ponderações comunitárias sobre o uso do fogo no cerrado mato-grossense. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 2, p. 144-157, 30 mar. 2020.
Seção
Artigos Gerais