Jogo didático e o desenvolvimento do cálculo mental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v11i3.2694

Palavras-chave:

Educação Matemática, Jogos Didáticos, Cálculo Mental, Resolução de Problemas., Ensino Fundamental – Anos Finais

Resumo

Este artigo é resultado de uma dissertação, que discute o uso de jogos didáticos no desenvolvimento do cálculo mental. Este estudo tem como objetivo promover a autoconfiança e a autonomia dos estudantes em relação à Matemática, em especial na superação das dificuldades relacionadas às quatro operações fundamentais. A pesquisa caracteriza-se com pesquisa-ação, uma vez que a pesquisadora também foi professora da turma e, portanto, conviveu com as diferentes situações e com os questionamentos que levaram a essa investigação e à definição do problema de pesquisa – quais as implicações do uso de jogos didáticos para o desenvolvimento do cálculo mental? Para tanto, discute-se as concepções de cálculo mental, com o intuito de superar as noções do senso comum. Neste artigo apresenta-se um jogo que foi aplicado com 15 estudantes do Programa Estadual Novas Oportunidades de Aprendizagem. Os resultados indicaram que, o jogo didático como recurso, do cálculo mental frente à metodologia de Resolução de Problemas, propiciou o desenvolvimento da capacidade de comunicação e argumentação dos estudantes em relação à Matemática. Além do mais, os estudantes passaram a refletir e a comunicar suas ações e estratégias, tornando-os protagonistas na construção de seus conhecimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BEZERRA, M. J. O material didático no ensino da matemática. Rio de Janeiro: MEC/CADES, 1962. 117 p.

CARBO, L. et al. Atividades práticas e jogos didáticos nos conteúdos de química como ferramenta auxiliar no ensino de ciências. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 5, p. 53-69, 2019.

CARVALHO, R. Calcular de cabeça ou com a cabeça? In: PROFMAT2011, 2011, Lisboa. Actas ... Lisboa: APM, 2011. p. 1-8.

CARVALHO, R.; PONTE, J. P. da. Design de tarefas para o desenvolvimento do cálculo mental dos alunos. In: ENCONTRO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2014, Sesimbra. Atas ... Sesimbra: SPIEM, 2014. p. 93-106.

CARVALHO, R.; PONTE, J.P. da. Cálculo Mental com números racionais: Representações mentais dos alunos. In: Encontro de Investigação em Educação Matemática, 2015, Bragança. Atas ... Bragança: SPIEM, 2015. p. 69-83.

ENGEL, G. I. Pesquisa-ação. Curitiba: Educar, 2000. n. 16, p. 181-191.

FARIAS, M.; CÂNDIDO, L. Uso de materiais didático-pedagógicos lúdicos por egressos do PROFMAT e sua influência no aprendizado em matemática em Alagoas. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 6, p. 340-359, 2019.

GRANDO, R. C. O Conhecimento Matemático e o Uso de Jogos na Sala de Aula. 2000. 239 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

GRANDO, R. C. O jogo suas Possibilidades Metodológicas no Processo Ensino-Aprendizagem na Matemática. 1995. 194 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1995.

GRANDO, R. C. Recursos didáticos na Educação Matemática: jogos e materiais manipulativos. Revista Eletrônica Debates em Educação Científica e Tecnológica, Vitória, v. 5, n. 2, p. 393-416, out. 2015.

KISHIMOTO, T. M. O jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1998. 62 p.

NOVA ESCOLA. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4839/feche-a-caixa. Acesso em: 10 out. 2016.

ONUCHIC, L. R; ALLEVATO, N. S. G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. BOLEMA: Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 25, n. 41, p. 73-98, dez. 2011.

PARRA, C. Cálculo mental na escola primária. In: PARRA, Cecilia; SAIZ, Irma (Org.). Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas. Tradução. Porto Alegre: Artmed, 1996. p. 186-235.

Downloads

Publicado

2020-04-01

Como Citar

BAUMGARTEL, P.; POSSAMAI, J. P. Jogo didático e o desenvolvimento do cálculo mental. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 11, n. 3, p. 465–485, 2020. DOI: 10.26843/rencima.v11i3.2694. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/2694. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos