Contribuições da Educação Ambiental Crítica para abordagem CTSA

Palavras-chave: Ambiente escolar, Abordagem de ensino, Educação ambiental crítica, Reflexões teóricas

Resumo

Essa pesquisa objetivou problematizar os limites e potencialidades da aproximação entre Educação Ambiental (EA) crítica e a abordagem Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA). Assim, realizou-se uma pesquisa qualitativa, a partir de reflexão teórica e estudo exploratório no periódico Capes, analisou-se artigos que contemplavam essa temática. Essa análise foi baseada em categorias pré-concebidas de EA, segundo Layrargues e Lima e categorias para CTS, segundo Aikenhead. Os resultados revelaram que o entendimento de EA e de CTSA são em partes semelhantes, mas também possuem diferenças importantes, como as existentes entre os seres humanos que compõem uma sociedade. Percebeu-se que CTS, quando comparada a EA crítica, carece de criticidade, que poderia ser suprida pela trajetória e teóricos da EA brasileira. O estudo exploratório revelou que existe um distanciamento entre EA crítica e CTSA no ambiente escolar, pois a EA conservadora e pragmática foram as vertentes mais encontradas. As classificações envolvendo CTSA demonstraram que a maioria dos trabalhos não possuíam conteúdos CTS, encaixando-se na classificação 1 e 5. Portanto, verificou-se que existe um distanciamento entre a EA crítica e CTSA, todavia discussões são necessárias para que a prática dos educadores envolvam as duas linhas para a ocorrência de um ensino crítico e reflexivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AIKENHEAD, G. S. What is STS science teaching? In: SOLOMON, J., AIKENHEAD, G. STS education: international perspectives on reform. New York: Teachers College Press, p.47-59, 1994.

BALDASSO, N. A.; PETRY, O. G. Educação Ambiental (a prática da gramática). In: VI Congresso da Associação Latino-Americana de Sociologia Rural, 2002, Porto Alegre. Anais... v. 1, p. 3174-3179, 2002.

BAZZO, W. A. Ciência, tecnologia e sociedade e suas implicações. BAZZO, W. A. (Org). Ciência, Tecnologia e Sociedade e o contexto da educação tecnológica. 1 ed. Florianópolis: Editora da UFSC. v. 1200, 319 f., 1998.

BERGAMASCHI, E. M. M.; TOMAZELLO, M. G. C. O Uso de Temas Controversos numa Perspectiva de Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA): O Caso da Usina Hidrelétrica Serra do Facão. In: II Seminário Ibero-americano Ciência-Tecnologia-Sociedade no Ensino das Ciências (VI Seminário Ibérico CTS no Ensino de Ciências), 2010, Brasília - Brasil. Anais... p.1-8. 2010.

BEZERRA, T. M. O.; GONÇALVES, A. A. C. Concepções de meio ambiente e educação ambiental por professores da Escola Agrotécnica Federal de Vitória de Santo Antão-PE. Biotemas, v. 20, n. 3, p. 115-125, 2007.

BRASIL. Lei Nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. 1981.

BRASIL. Lei Nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental. 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Ambiental. Resolução CNE/CP nº 02, 2012.

CARMONA, I. V.; PEREIRA, M. V. Ciência, tecnologia e sociedade e educação ambiental: uma revisão bibliográfica em anais de eventos científicos da área de ensino de ciências. Revista Ciências e Ideias, v. 8, n. 3, p. 94 - 114. 2017.

CARVALHO, I. C. M. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. 2 ed. São Paulo: Cortez, 2006.

CEREZO, J. A. L. Los estúdios de ciência, tecnologia y sociedad. Revista Iberoamericana de Educação, n. 20, p. 217- 225, 1999.

CHRISPINO, A. Introdução aos enfoques cts – ciência, tecnologia e sociedade – na educação e no ensino. Documentos de trabajo de iberciencia, n. 4, 2017. 175p.

COSTA, N. M. C.; COSTA, V. C. O desafio da educação ambiental em área protegida na cidade do Rio de Janeiro. GEO UERJ. 2018. 16 p.

CRUZ-SILVA, C. T. A.; GONÇALVES, G. N. Análise dos conhecimentos sobre problemas ambientais dos alunos do ensino fundamental e ensino médio da rede pública. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 23, p. 29-43, 2009.

DANTAS FILHO, F. F.; SILVA, G. N.; COSTA, A. S. Processo de ensino-aprendizagem dos conceitos de ácidos e bases com a inserção da experimentação utilizando a temática sabão ecológico. Holos, v. 2, p. 161-173, 2017.

FARIAS, C. R. O.; FREITAS, D. Educação ambiental e relações CTS: uma perspectiva integradora. Ciência & Ensino, v. 1, p. 1-13, 2007.

FORMENTON, R. ARAÚJO, M. S. T. Educação sócio-ambiental desenvolvida sob o enfoque CTS entre alunos do curso técnico de nivel médio em automação industrial do IFSP. Revista de ensino de ciências e matemática, v. 6, n. 1, p. 33-42, 2015.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4 ed. São Paulo: Atlas,1994.

GRYNSZPAN, D.; FREITAS, D. T. S.; ANGELO, T. M. N. F.; VIEIRA, B. R.; MENDONÇA R. B.; FIOCRUZ; L. N. S. Educação em saúde e educação ambiental: uma experiência inovadora com base em uma perspectiva socioambiental ligada à promoção da saúde. In: IX congreso internacional sobre investigación en didáctica de las ciências. Anais... p. 1668-1673, 2013.

GUERRA, A. F. S.; ORSI, R. F. M. Tendências, abordagens e caminhos trilhados no processo de formação continuada em educação ambiental. Revista Eletrônica de Mestrado de Educação Ambiental, v. especial, p. 28-45, 2008.

GUIMARÃES, M. Educação Ambiental Crítica. In: LAYRARGUES, P. P.(org.). Identidade da Educação Ambiental Brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, Diretoria de Educação Ambiental, p. 25 - 34, 2004.

IGLESIA, P. M. Ciencia - tecnología - sociedad en la enseñanza-aprendizaje de las ciencias experimentales. Alambique: Didáctica de las Ciencias Experimentales. p. 7-11, 1995.

JEOVANIO-SILVA, V. R. M.; JEOVANIO-SILVA, A. L.; CARDOSO, S. P. Um olhar docente sobre as dificuldades do trabalho da educação ambiental na escola. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 9, n. 5, p. 256-272, 2018.

JESUS, T. L. C.; BARBOSA, R.; MARQUES, L. P.; COSTA, L. S. O. CTSA: uma abordagem dialógica problematizadora para o ensino de química. Enseñanza de las Ciencias, p. 855-60, 2013.

LAYRARGUES, P. P; LIMA, G. F. C. As macrotendências político-pedagógicas da educação ambiental brasileira. Ambiente & Sociedade, v. 17, n. 1, p. 23-40, 2014.

LIEBSCHER, P. Quantity with quality? Teaching quantitative and qualitative methods in a Lis Master’s program. Library Trends, v. 46, n. 4, p. 668-680, 1998.

LOUREIRO, C. F. B. Educação Ambiental e movimentos sociais na construção da cidadania ecológica e planetária. In: LOUREIRO, C. F. B.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. de. Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania. 1 ed. São Paulo: Cortez, p. 69-98, 2002.

LOUREIRO, C. F. B. Premissas teóricas para uma Educação Ambiental transformadora. Ambiente & Educação, v. 8, p. 37-54, 2003.

LOUREIRO, C. F. B. Trajetórias e fundamentos da educação ambiental. 4. Ed. São Paulo: Cortez, 2012. 168p.

LUHMANN, N. La ciência de la sociedad.Barcelona. Anthropos. 1991.

MAIA, J. S. S. Educação ambiental crítica e formação de professores. 1. ed. Curitiba: Editora Appris, v. 1, 2015. 240p.

MARCOMIN, F. E.; SILVA, A. D. V. A sustentabilidade no ensino superior brasileiro: alguns elementos a partir da prática de educação ambiental na Universidade. Contrapontos, v. 9, n. 2, p. 104-117, 2009.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 21 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2014.

PALACIOS, E. M. G.; GALBARTE, J. C. G.; VON LINSINGEM, I., CEREZO, J. A. L., LUIÁN, J. L.; GORDILLO, M. M.; OSORIO, C.; . PEREIRA, L. T. V., VALDÉS, C. BAZZO W. A. Introdução aos Estudos CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade). Madrid: Organização dos estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI). 2003. 168p.

PEDRETTI, E. G.; BENCZE, L.; HEWITT, J.; ROMKEY, L.; JIVRA, J. A. Promoting Issues-based STSE Perspectives in Science Teacher Education: Problems of Identity and Ideology. Science & Education, p. 941-960, 2008.

PÉREZ, L. F. M. A perspectiva ciência, tecnologia, sociedade e ambiente (CTSA) no ensino de Ciências e as questões sociocientíficas (QSC). In: ____. Questões sociocientíficas na prática docente: Ideologia, autonomia e formação de professores [online]. São Paulo: Editora UNESP, p. 54-61, 2012.

PÉREZ, L. F. M.; CARVALHO, W. L. P. Tensões e possibilidades expressadas por professores de ciências em exercício sobre a abordagem ciência, tecnologia, sociedade e ambiente. In: BASTOS, F. (org). Ensino de ciências e matemática III: contribuições da pesquisa acadêmica a partir de múltiplas perspectivas [online]. São Paulo: Editora UNESP, São Paulo: Cultura Acadêmica, p. 129-145, 2010.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER, E. F.; SCOTT, P. H. A argumentação em discussões sócio-científicas: reflexões a partir de um estudo de caso. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 1, n. 1, p. 140-152, 2001.

SANTOS, W. L. P.; SCHNETZLER, R. P. Educação em química: compromisso com a cidadania. Ijuí: Editora da Unijuí, 1997. 160p.

SANTOS, W. L. P; MORTIMER, E. F. Uma análise de pressupostos teóricos da abordagem C-T-S (Ciência – Tecnologia – Sociedade) no contexto da educação brasileira. Revista Ensaio, v. 2, n. 2, p. 110-132, 2002.

SILVEIRA, R. M. C. F.; BAZZO, W. A. Ciência e Tecnologia: transformando a relação do ser humano com o mundo. In: IX Simpósio Internacional Processo Civilizador: tecnologia e civilização, 2005, Pnta Grossa - PR. Anais... UTFPR, 2005.

VASCONCELLOS, E. S. Abordagem de questões socioambientais por meio de tema CTS: análise de prática pedagógica no Ensino Médio de Química e proposição de atividades. Dissertação (Mestrado profissionalizante em Ensino de Ciências) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008. 217p.

Publicado
2020-04-01
Como Citar
SANTOS, D.; AFFONSO, A. L.; KATAOKA, A. Contribuições da Educação Ambiental Crítica para abordagem CTSA. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 3, p. 418-135, 1 abr. 2020.
Seção
Artigos Gerais