Reflexões sobre a potencialidade da inserção da História das Ciências no ensino de Ciências através da temática da Revolução Científica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v11i1.2559

Palavras-chave:

Revolução Científica, Historiografia, História das Ciências, Educação Científica.

Resumo

Neste artigo iremos refletir acerca da potencialidade do diálogo entre a História das Ciências e o ensino de ciências, através de análise da temática da Revolução Científica dos séculos XVII-XVIII, abordada em aspectos historiográficos e conceituais, visando promover uma educação científica problematizadora e crítica, distanciada da proposta de educação bancária teorizada por Paulo Freire. Buscando alcançar nosso objetivo expresso acima, o estudo aborda diferentes narrativas historiográficas sobre a Revolução Científica, bem como valoriza a proposta de compreensão de justaposição conceitual entre o aristotelismo e a nova ciência da modernidade. A metodologia da pesquisa, de abordagem qualitativa a partir de análise bibliográfica, se apoia na discussão teórica de estudos relacionados à interface da História das Ciências e o ensino e a discussão historiográfica sobre a Revolução Científica e sobre o aristotelismo presente naquele contexto, como forma de fundamentar nossas reflexões sobre o potencial da História das Ciências no ensino de ciências. Consideramos que esta abordagem, ao apresentar o desenvolvimento científico como um processo complexo e dialógico às demandas socioculturais, favorece uma educação em ciências crítica e problematizadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01.01.2020

Como Citar

SOARES, Cintia Mendonça; ALVIM, Marcia Helena. Reflexões sobre a potencialidade da inserção da História das Ciências no ensino de Ciências através da temática da Revolução Científica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 11, n. 1, p. 478–493, 2020. DOI: 10.26843/rencima.v11i1.2559. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/rencima/article/view/2559. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos