Desenvolvimento de um projeto temático na perspectiva da Pedagogia 4Cs: conhecimento científico, criticidade, criatividade e colaboração

Palavras-chave: Pedagogia 4Cs., Projeto Temático, Ensino de Ciências

Resumo

O presente artigo objetiva apresentar as seguintes abordagens: Os fundamentos teóricos da Pedagogia 4Cs; Uma proposta temática desenvolvida tomando-a como referência; A análise da intervenção pedagógica realizada com alunos do Ensino Médio do Instituto Federal da Bahia, campus Paulo Afonso, que teve como temática o questionamento: São os carros elétricos realmente sustentáveis? Como referencial teórico, apresentamos fundamentos da Pedagogia 4Cs, caracterizada por propor atividades visando desenvolver conhecimentos científicos; criticidade; criatividade; e colaboração. Quanto à metodologia, optou-se pela pesquisa qualitativa, e devido à particularidade da investigação, a pesquisa-ação. Os dados foram analisados com base na Análise Textual Discursiva, orientados pelo tripé: Desenvolvimento – Implementação – Avaliação. No desenvolvimento e implementação, o projeto foi elaborado com métodos de ensino diversificados, buscando tornar a sala de aula uma oficina, um local aberto, dialógico, dinâmico, respeitoso e criativo. Na avaliação, pôde-se constatar o comprometimento e engajamento dos alunos na realização das tarefas. Os materiais analisados evidenciaram narrativas que caracterizam o pensamento complexo, como a multidimensionalidade. Quanto ao contato pedagógico, os alunos avaliaram o projeto positivamente, pontuando a boa assimilação e articulação dos conteúdos com o cotidiano. Narrativa que corrobora com as impressões do pesquisador. Contudo, registra-se a ocorrência de falas relativas à sobrecarga de atividades das disciplinas, o que deve ser considerado um obstáculo na execução das tarefas escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATALLOSO, J.M. Didáctica Deconstructiva y complejidad: algunos princípios. In. MORAES, M.C.; BATALLOSO, J.M. (Org). Complexidade e Transdisciplinaridade em Educação: Teoria e Prática docente. Rio de Janeiro: Wak Ed, 2010, p. 64-109.

BORGES, D.K.G.; FARIAS, S.A.; SOUZA, K.S. Criticidade e responsabilidade socioambiental a partir da temática lixo urbano. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 3, p. 159-175, 2020. DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v11i3.2468.

BOTELHO, A.C.R. Teologia na Complexidade: Do Racionalismo teológico ao Desafio Transdisciplinar. 2007, Tese (Doutorado em Teologia), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

DEMO, P. Outra Universidade. Jundiaí: Paco editorial, 2011.

FERREIRA, J.L.; CARPIM, L.; BEHRENS, M.A. Do paradigma tradicional ao paradigma da complexidade: um novo caminhar na educação profissional. Boletim Técnico do SENAC a Revista da Educação Profissional, Rio de Janeiro, RJ, v.36, n.1, p.51-59, jan./abr., 2010. Recuperado de https://www.bts.senac.br/bts/article/view/227.

GARDNER, H. Inteligências Múltiplas: A teoria na prática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

GOLEMAN, D. Inteligência Emocional: A teoria revolucionária que define o que é ser inteligente. Rio de Janeiro: Objetiva, 2007.

GUIMARÃES, M. Armadilha paradigmática na educação Ambiental. In. LOUREIRO, C.F.; CASTRO, R.S.; LAYRARGUES, P.P. (Org). Pensamento Complexo, Dialética e Educação Ambiental. São Paulo: Cortez, p. 15-29, 2011.

LEFF, E. Epistemologia Ambiental. 5ª ed. São Paulo: Cortez, 2010.

LEFF, E. Saber Ambiental: Sustentabilidade, Racionalidade, Complexidade, Poder. 9ª Ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

MACHADO, A. Introdução às Métricas da Química Verde: Uma Visão Sistêmica. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2014.

MAGALHÃES, S.M.O. A epistemologia da práxis como base do ensino criativo, colaborativo e inovador. Revista Tecnia, v. 4, n. 1, p. 65-90, 2019. Recuperado de: file:///D:/Angelo/Downloads/290-1240-1-PB.pdf.

MORAES, M.C. Ambientes de Aprendizagem como expressão de convivência e transformação. In. MORAES, M.C.; BATALLOSO, J.M. (Org). Complexidade e Transdisciplinaridade em Educação: Teoria e Prática docente. Rio de Janeiro: Wak Ed, p. 21-62, 2010.

MORAES, M.C.; BATALLOSO, J.M. Por um novo Paradigma Educacional a partir da complexidade e da transdisciplinaridade. In. MORAES, M.C.; BATALLOSO, J.M. (Orgs). Complexidade e Transdisciplinaridade em Educação: Teoria e Prática Docente. Rio de janeiro: Wak Ed, p. 7–20, 2010.

MORAES, R.; GALIAZZI, M.C. Análise Textual Discursiva. 2ª ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2011.

MOREIRA, M.A.; ROSA, P.R.S. Pesquisa em Ensino: Métodos Qualitativos e Quantitativos. 2ª Ed. Porto Alegre: UFRGS, 2016.

MORIN, E. Educação e Complexidade: os Sete Saberes e outros Ensaios. 4ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

MORIN, E. Introdução ao Pensamento Complexo. 4ª ed. Porto Alegre: Sulina, 2011.

MORIN, E.; KERN, A.B. Terra-Pátria. 2ª. ed. Porto Alegre: Sulina, 1995.

NICOLESCU, B. O manifesto da Transdisciplinaridade. São Paulo: Trion, 2001.

PITANGA, A.F. A inserção das Questões Ambientais no Curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal de Sergipe. 2015, 200f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015a.

PITANGA, A.F. Entendimentos de Professores Universitários de Química sobre a Crise Ambiental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 35, n. 2, p. 193-207, mai./ago., 2018. DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v35i2.7725.

PITANGA, A.F. O enfrentamento da Crise Socioambiental: Um diálogo em Enrique Leff sobre a racionalidade e o saber ambiental. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 32, n. 1, p. 158–171, 2015. DOI: https://doi.org/10.14295/remea.v32i1.4997.

RIBEIRO, O.L.C.; MORAES, M.C. Criatividade sob a perspectiva da complexidade e da transdisciplinaridade. In. MORAES, M.C.; SUANNO, J.H. (Org). O Pensar Complexo na Educação: Sustentabilidade, Transdisciplinaridade e Criatividade. Rio de Janeiro: Wak Ed., p. 147-170, 2014.

SILVA, D.J. O paradigma Transdisciplinar: uma perspectiva metodológica para a pesquisa ambiental. In. PHILIPPI Jr. A.; TUCCI, C.E.M.; HOGAAN, D.J.; NAVEGANTES, R. (Org). Interdisciplinaridade em Ciências Ambientais. São Paulo: Signus, p. 71-94, 2000.

SUANNO, J.H. Práticas Inovadoras em Educação: Uma visão complexa, transdisciplinar e humanística. In. MORAES, M.C.; BATALLOSO, J.M. (Orgs). Complexidade e Transdisciplinaridade em Educação: Teoria e Prática Docente. Rio de janeiro: Wak Ed., p. 207 – 226, 2010.

TOZONI-REIS, M.F.C. Temas Ambientais como “temas geradores”: contribuições para uma metodologia educativa ambiental crítica, transformadora e emancipatória. Educar Curitiba, n. 27, p. 93 – 110, 2006.

VONBUN, C. Impactos ambientais e econômicos dos veículos elétricos e híbridos Plug-In: Uma Revisão da Literatura. Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, IPEA: Rio de janeiro, 2015.

WEBBER, C.J.; VIEIRA, M.B. Tecnologias digitais na Educação: Colaboração e Criatividade em Sala de aula. Revista de Ensino de Ciências e Matemática. v, 1, n. 2, p. 166-177, jul./dez., 2010.

Publicado
2020-01-01
Como Citar
PITANGA, A. Desenvolvimento de um projeto temático na perspectiva da Pedagogia 4Cs: conhecimento científico, criticidade, criatividade e colaboração. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 1, p. 422-441, 1 jan. 2020.
Seção
Artigos Gerais