Reflexões acerca do ensino da análise combinatória no ensino médio

Palavras-chave: Análise Combinatória, Ensino Médio, Resolução de Problemas, História da Matemática

Resumo

A Análise Combinatória estabelece métodos de contagem, ou mais simplesmente, problemas de contagem, que vem tendo um crescimento muito grande, com aplicações vinculadas ao cotidiano, a fenômenos naturais e em questão do mundo, todavia é tida como um dos assuntos de maior dificuldade em matemática. Este artigo é parte de uma pesquisa e tem como objetivo trazer reflexões para a aprendizagem da Análise Combinatória, em uma proposta que utilize como ferramenta didática à história da matemática e a resolução de problemas. O estudo inserido numa abordagem de pesquisa qualitativa em educação matemática foi desenvolvido em três etapas junto a uma turma do ensino médio técnico de uma instituição pública Federal do Município de Nilópolis /Estado do Rio de Janeiro, com 31 alunos. A partir da curiosidade dos alunos e dos diálogos despertados no desenvolvimento das etapas, os resultados evidenciaram as potencialidades pedagógicas da história da matemática e as boas razões para o ensino com resolução de problemas. Concluímos ser possível aprimorar o processo de aprendizagem da Análise Combinatória, de forma prazerosa, ensinando a matemática com o rigor necessário, e desenvolvendo no educando um espírito reflexivo, criativo, participativo, responsável. Acreditamos que trazemos contribuições importantes vindas da história e da resolução de problemas, para a aprendizagem da Análise Combinatória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Bastos, IFRJ Nilópolis

Mestre em Ensino de Ciências na Educação Básica pela UNIGRANRIO. Professor de matemática do Instituto Federal do Rio de Janeiro – Campus Nilópolis.

Jurema Rosa Lopes, UNIGRANRIO

Doutora em Educação – Docente do Programa de Pós Graduação em Ensino das Ciências na Educação Básica – UNIGRANRIO

Eline das Flores Victer, Unigranrio

Doutora em Modelagem Computacional. Docente do Programa de Pós Graduação em Ensino das Ciencias, Unigranrio.

Referências

BACHX, A.C., POPPE, L.M.B., TAVARES. R.N.O. Prelúdio à Analise Combinatória. Companhia Editora Nacional, 1975.

BIGGS, N. L. The roots of combinatorics. Revista História Mathemática. v.6. p. 109-136. 1979.

BOYER, C. B. História da Matemática. 2. ed. Trad. Elza F. Gomide. São Paulo, Edgard Blüche/Edusp, 1974.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 2000.

BASTOS, A. C. Resolução de Problemas: Uma discussão sobre o ensino de análise combinatória. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino das Ciências na Educação Básica) – Universidade do Grande Rio “Prof. José de Souza Herdy” - RJ, 2016.

D’AMBROSIO, B. S. Formação de professores de matemática para o século XXI: o grande desafio. Proposições, v. 4, no. 1, p. 35-41, mar. 1993.

EVES, Howard. Introdução à História da Matemática. Trad. Higino H. Domingues. Campinas. Unicamp, 1995.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia, 27.ed.São Paulo: Paz e Terra, 2003.

LOPES, J. M.; REZENDE, J. T. C. Uma Proposta para o Estudo de Probabilidade no Ensino Médio. Zetetiké – FE/Unicamp – v. 19, n. 36 – jul/dez, 2011.

LUDKE, M. E ANDRÉ, M. Abordagens Qualitativas de Pesquisa: A Pesquisa Etnográfica e o Estudo de Caso.IN: Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo: EPU, 2001.

MENDES, I. A.; FOSSA, J. A.; E VALDÉS, J. N. A História como um agente de Cognição na Educação Matemática. Porto Alegre: Sulina, 2006.

MENDES, I.A. Investigação histórica no ensino da Matemática. Rio de janeiro: Ciência Moderna, 2009.

MIGUEL, A. As potencialidades pedagógicas da História da Matemática em questão: argumentos reforçadores e questionadores. Zetetiké, 8, p. 73-103, 1997.

MIGUEL, A.; MIORIM, M. A. História na Educação Matemática: propostas e desafios. Tendências em Educação Matemática. 2º ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

MOREIRA, D. A. O método fenomenológico na pesquisa. São Paulo: Pioneira Thomson, 2002.

MOREIRA, M. A. Teorias de Aprendizagem, 2. ed. ampl. - São Paulo: EPU, 2011. MORGADO, A. C., JOÃO, B. P. Carvalho, Paulo C. P. Carvalho, Pedro Fernandez. Análise Combinatória e Probabilidade, 9 ed. Rio de Janeiro – SBM, 2006.

ROQUE, A. C. C.; GOMES, M. L. M. História da Matemática e suas potencialidades pedagógicas em salas de aula do Ensino Fundamental. Boletim Gepem. n. 61 – jul./dez. p.79-94, 2012.

VAN DE WALLE, J. A. Matemática no ensino fundamental, formação de professores e aplicação em sala de aula, 6ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Publicado
2020-05-05
Como Citar
BASTOS, A.; LOPES, J.; VICTER, E. Reflexões acerca do ensino da análise combinatória no ensino médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 3, p. 330-344, 5 maio 2020.
Seção
Relatos de Pesquisa