À vista ou à prazo - dois lados de uma mesma moeda: ensino de educação financeira escolar utilizando dispositivos móveis

Palavras-chave: Dispositivos móveis, Educação financeira escolar, Educação matemática

Resumo

O presente artigo traz a discussão sobre o uso dos Dispositivos Móveis na sala de aula de Matemática. Neste sentido, reconhece-se a importância que seu uso esteja diretamente relacionado a uma proposta pedagógica, e se vislumbra na elaboração e aplicação de tarefas uma possibilidade para que se constitua tal relação. Para exemplificar é apresentada a tarefa de Educação Financeira Escolar “À vista ou à prazo - dois lados de uma mesma moeda”, que tem o intuito de motivar os estudantes à tomada de decisão, de forma crítica, em situações que envolvam dinheiro, assim, retratando o objetivo principal deste artigo. Neste debate fica evidente a existência de contribuições positivas dos dispositivos móveis nos processos de ensino e de aprendizagem, desde que seu uso não seja simplesmente liberado sem que haja um direcionamento aos estudantes. Destaca-se, ainda, que tarefas são um dos meios, mas não o único, de se integrar as tecnologias móveis presentes na sala de aula e, por isso, vale-se deste espaço para convidar a outras reflexões sobre o uso de tais tecnologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fausto Daniel Alves Fernandes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestre em Educação Matemática pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Possui graduação em licenciatura em Matemática e atualmente é professor de Matemática da Educação Básica. Tem experiência na área de Educação Matemática com ênfase em Tecnologias da Informação e Comunicação na aprendizagem de matemática e aprendizagem móvel.

Liamara Scortegagna, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora da Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF, atuando nos cursos de graduação em Licenciatura em Computação, Ciência da Computação e Sistemas de Informação, bem como nos Mestrados Profissionais em Educação Matemática e em Gestão e Avaliação da Educação Pública. Tem experiência na área de Educação e Ciência da Computação, com ênfase em Educação a Distância, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação a Distância, Objetos de Aprendizagem - OA, cursos EAD, Tecnologias na EAD e Tecnologia Educacional.

Eduardo Barrére, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professor da Universidade Federal de Juiz de Fora. Responsável pelo Laboratório de Aplicações e Inovação em Computação (LApIC) da UFJF. Desenvolve pesquisas nas áreas de tecnologias para EaD e Multimídia. Professor permanente dos programas de pós-graduação da UFJF em Educação Matemática (Profissionalizante) e Ciência da Computação (Acadêmico).

Referências

ALMEIDA, R.R.; ARAÚJO JR., C. F. Mobile Learning no processo de ensino e aprendizagem de conteúdos de genética: proposta e análise com base na teoria da atividade. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), v. 9, n.6, p. 56. DOI: https://doi.org/10.26843/rencima.v9i6.2089. 2018.

ANDRADE, M. V. M.; ARAUJO JR, C. F.; SILVEIRA, I. F. Estabelecimento de Critérios de Qualidade para Aplicativos Educacionais no Contexto dos Dispositivos Móveis (M- Learning). EAD em Foco. v.7, n.2, p. 178-193. 2017.

BAUMAN, Z. Vida para o Consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar. 2008.

BORBA, M. C. Fases das tecnologias digitais e a reinvenção da sala de aula. XII Encontro Nacional de Educação Matemática, p.1-4. 2016.

BORBA, M. C.; LACERDA, H. D. G. Políticas públicas e tecnologias digitais: um celular por aluno. III Fórum de Discussão: Parâmetros Balizadores da Pesquisa em Educação Matemática no Brasil, Educ. Matem. Pesq., São Paulo, v.17, n.3, p.490-507. 2015.

CNC. Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). 2016. Disponível em: http://cnc.org.br/sites/default/files/arquivos/analise_peic_maio_2016.pdf. Acesso em: 23 jul. 2017.

IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009. Rio de Janeiro. 2010. CETIC. BR. TIC Educação 2014. Disponível em: http://data.cetic.br/cetic/explore?idPesquisa=TIC_EDU. Acesso em: 11 jul. 2017.

FERNANDES. F. D. A. Dispositivos móveis no ensino de educação financeira escolar: análise e aplicação de tarefas. 79 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora. 2018.

LEONTIEV, A. N. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: Vygotsky, L. S.; Luria, A. R.; Leontiev, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 5. ed. São Paulo, SP: Icone. 1988.

LOTH, M. H. M. Uma investigação sobre a produção de tarefas aritméticas para o 6º ano do ensino fundamental. 211 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora. 2011.

MOURA, A. Geração móvel: um ambiente de aprendizagem suportado por tecnologias móveis para a “Geração Polegar”. Atas da VI Conferência Internacional de TIC na Educação, 6, Braga, Portugal. 2009.

MULBERT, A. L.; PEREIRA, A. T. C. Um panorama da pesquisa sobre aprendizagem móvel (m-learning). In: V Simpósio ABCiber, Florianópolis. 2011.

MUNIZ JUNIOR, I.; JURKIEWICZ, S. Tomada de decisão e trocas intertemporais: uma contribuição para a construção de ambientes de Educação Financeira Escolar nas aulas de Matemática. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v. 6, p. 76-99. 2016.

NAGUMO, E. O uso do aparelho celular dos estudantes na escola. 2014. 100f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília. 2014.

SILVA, A. M.; LINS, R. C. Sobre a Dinâmica da Produção de Significados para a Matemática. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática. v. 6, p. 1-30. 2013.

SILVA, A. M.; POWELL, A. B. Educação Financeira na Escola: A perspectiva da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Boletim GEPEM (Online), v. 66, p. 3-19. 2015.

SILVA, A. M. DA.; POWELL, A. B. Um programa de educação financeira para a matemática escolar da educação básica. In: Encontro Nacional de Educação Matemática, XI, 2013. Anais: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, Curitiba. 2013.

SILVA, I. T.; SELVA, A. C. V. Programa de Educação Financeira nas Escolas – Ensino médio: Uma análise das orientações contidas nos livros do professor e suas relações com a Matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), v. 9, n.1, p. 140- 157. https://doi.org/10.26843/rencima.v9i1.1293. 2018.

UNESCO. Diretrizes de políticas para a aprendizagem móvel. 2014. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000227770. Acesso em: 23 jul. 2017.

Publicado
2019-07-18
Como Citar
FERNANDES, F. D. A.; SCORTEGAGNA, L.; BARRÉRE, E. À vista ou à prazo - dois lados de uma mesma moeda: ensino de educação financeira escolar utilizando dispositivos móveis. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 4, p. 70-88, 18 jul. 2019.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)