Um Design insubordinado no ensino de Matemática Financeira

  • Maria Rachel Pinheiro Pessoa Pinto de Queiroz Universidade do Estado da Bahia
Palavras-chave: insubordinação criativa, design pedagógico, Matemática Financeira

Resumo

Neste ensaio teórico, apresento um design pedagógico insubordinado, delineado a partir de algumas pesquisas e de experiências em sala de aula, consideradas como possibilidades para o ensino de Matemática Financeira, em cursos superiores da área de negócios. Resultados de pesquisas que serão discutidos no texto apontam para uma situação atual de uso de materiais pedagógicos, nos quais são priorizados exercícios que apresentam sempre uma única resposta como correta, bem como não são observadas situações que considerem contextos ou situações pessoais, nem desenvolvimento de análises sociocríticas, além de um distanciamento entre os conteúdos estudados em ambientes educacionais e o conhecimento relacionado ao cotidiano e ao mundo do trabalho. Em resposta, proponho um design pedagógico, baseado em ações de análise de outras possibilidades, distintas das apresentadas em livros didáticos, considerando-se os contextos sociais locais, as ações orientadas por práticas comerciais locais e bancárias, assim como alternativas insubordinadas ao ensino tradicional dessa disciplina. Finalmente, proponho um design que pode ser experimentado em pesquisas e experiências educacionais em outras disciplinas matemáticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARROSO, D. F.; KISTEMANN JR, M. A. Uma proposta de curso de serviço para a disciplina Matemática Financeira. Educação Matemática Pesquisa, v. 15, n. 2, p. 465- 485, 2013.

D’AMBROSIO, B.; LOPES, C. Insubordinação criativa: um convite à reinvenção do educador matemático. Boletim de Educação Matemática, v. 29. n. 51, p. 1-17, 2015.

DUARTE, P. C. X et al. Matemática Financeira: um alicerce para o exercício da cidadania. Nucleus, v. 9, n. 1, p. 195- 208, 2012.

HERMÍNIO, P. H. Matemática Financeira: um enfoque da resolução de problemas como metodologia de ensino e aprendizagem. 2008. 244f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

QUEIROZ, M. R. P.; BARBOSA, J. C. Exercícios de livros didáticos de Matemática Financeira e suas fronteiras com situações do cotidiano e de ambientes de trabalho. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 6., 2015, Pirenópolis. Anais... Pirenópolis, 2015.

QUEIROZ, M. R. P.; BARBOSA, J. C. Características da Matemática Financeira expressa em livros didáticos: conexões entre a sala de aula e outras práticas que compõem a Matemática Financeira disciplinar. Bolema, v. 30, n. 56, p. 1280-1299, 2016.

ROSETTI JR., H.; SCHIMIGUEL, J. Estudo de modelos de Matemática Financeira em bibliografia básica. In: CONFERÊNCIA INTERAMERICANA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 13., 2011, Recife.

SAMANEZ, C. P. Matemática Financeira. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010. 289p.

SKOVSMOSE, O. Pesquisando o que não é, mas poderia ser. In: D’AMBROSIO, B.; LOPES, C. Vertentes da subversão na produção científica em educação matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2015. p. 63-90.

WENGER, E. Communities of practice: learning, meaning, and identity. New York: Cambridge University Press, 1998. 318p.

Publicado
2019-06-03
Como Citar
QUEIROZ, M. R. P. P. P. DE. Um Design insubordinado no ensino de Matemática Financeira. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 2, p. 176-187, 3 jun. 2019.
Seção
Artigos Gerais