Alfabetização científica e a academia: um olhar sobre o ensino de Física Moderna e Contemporânea na Educação Básica

  • Thiago Vicente de Assunção Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Robson Raabi do Nascimento Faculdade de Ciências e Tecnologia de Pernambuco
Palavras-chave: Documentos de Educação, Professor de Física, Ensino Médio, Livros didáticos de Física, Licenciatura

Resumo

O presente estudo tem por objetivo investigar a promoção da alfabetização científica na atribuição de significados ao ensino dos conteúdos de física moderna e contemporânea no ensino básico. Utilizamos como alvo de investigação alunos do terceiro ano do ensino médio e livros didáticos de física aprovados pelo Plano Nacional do Livro Didático 2018. Posteriormente, sentimos a necessidade de investigar alunos da graduação para fundamentar as hipóteses apresentadas no presente artigo. A coleta das informações foi feita através de questionários aplicados aos alunos do ensino básico, no conjunto de métodos da análise de conteúdo nos livros didáticos e, por fim, a aplicação de uma Sequencia Didática Interativa em alunos do ensino superior durante um evento científico. Os resultados obtidos nos fez inferir que a falta de atribuição de significados efetivos aos conteúdos da física moderna e contemporânea pelos alunos do ensino básico está relacionada com a didática do professor de física visto que os livros didáticos interligam os conteúdos com o cotidiano. Além disso, notou-se uma possível propensão de didática voltada ao conteúdo nos futuros licenciados, visto que os resultados apresentados pelo grupo divergiram tanto dos objetivos dos documentos oficias de educação como também dos parâmetros da alfabetização científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSUNÇÃO, T.V.;NASCIMENTO, R.R. O inventário de estilos de aprendizagem de David Kolb e os professores de ciências e matemática: diálogo sobre o método de ensino. Góndola, Enseñanza y Aprendizaje de las Ciencias, v.14, n.1, p.14 – 34, 2019.

ASTOLFI, J.P. QuelleFormation Scientifique pourl’ÉcolePrimaire?, Didaskalia, n.7, 1995.

AULER, D. Alfabetização científico-tecnológica: um novo “paradigma”?,Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências,v.5, n.1, p. 1-16, 2003.

AULER, Décio; DELIZOICOV, Demétrio. Alfabetização científico-tecnológica para quê?

BARRETO FILHO, B.; DA SILVA, C. Física aula por aula: eletromagnetismo, física moderna. 3 ed. São Paulo: editora FTD, 2016.

BISCUOLA, Gualter José; BÔAS, Newton Villas; DOCA, Ricardo Helou. Física 3: eletricidade: física moderna. 3 ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em Educação: fundamentos, métodos e técnicas. Investigação qualitativa em educação. Portugal: Porto Editora, 1994.

BRANDI, A.T.E.; GURGEL, C.M.A. A Alfabetização Científica e o Processo de Ler e Escrever em Séries Iniciais: Emergências de um Estudo de Investigação-Ação, Ciência & Educação, v.8, n.1, 113-125, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: MEC/ Semtec, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental.Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/ SEF, 1998.

BYBEE, R.W. Achieving Scientific Literacy, The Science Teacher, v.62, n.7, 28-33, 1995.

BYBEE, R.W.; DEBOER, G.E. ResearchonGoals for the Science Curriculum, In: Gabel, D.L.(ed.), Handbook of Research in Science Teachingand Learning, New York, McMillan, 1994.

CACHAPUZ, Antônio et al. A necessária renovação no ensino das ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CAJAS, F., Alfabetización Científica y Tecnológica: La TransposiciónDidactica Del Conocimiento Tecnológico, Enseñanza de lasCiencias, v.19, n.2, 243-254, 2001.

CAMPOS, C.R.P (Org.). Aula de campo para a alfabetização científica: práticas pedagógicas escolares, v.6. Vitória: Editora Ifes, 2015

CARVALHO, A.M.P.; TINOCO, S.C. O Ensino de Ciências como 'enculturação'. In: Catani,

D.B. e Vicentini, P.P., (Orgs.). Formação e autoformação: saberes e práticas nas experiências dos professores. São Paulo: Escrituras, 2006.

DÍAZ, J.A.A.; ALONSO, A.V.; MAS, M.A.M. “Papel de laEducación CTS en una Alfabetización Científica y Tecnológica para todas las Personas”, Revista Electrónica de Enseñanza de lasCiencias, v.2, n.2, 2003.

Ensaio pesquisa em educação em ciências, n.1, v.3, p. 1-17, 2001.

EnsaioPesquisa em educação em Ciências, v.3, n.2, p. 122-134 2001. BARDIN, Lawrence. Análise de conteúdo. Lisboa: edições, v. 70, 1977.

FOUREZ, G. Alphabétisation Scientifique etTechnique – Essaisurlesfinalités de l’enseignementdessciences, Bruxelas: DeBoeck-Wesmael, 1994.

FOUREZ, G. L’enseignementdesSciencesen Crise, Le Ligneur, 2000.

FREIRE, Paulo. A importância do ator de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa.São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GARCIA, Gisele Maria Pedro. Biotecnologia no Ensino Médio e os Indicadores de Alfabetização Científica. 2013. 153 f. Dissertação (mestrado em Ensino de Ciências) – Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências, Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais.

GASPAR, Alberto. Compreendendo a física. 3 ed. São Paulo: Ática, 2016.

GIL-PÉREZ, D.; VILCHES-PEÑA, A. Una Alfabetización Científica para elSiglo XXI: Obstáculos y Propuestas de Actuación. InvestigaciónenlaEscuela, v.43, n.1, 2001.

GONÇALVES FILHO, Aurelio; TOSCANO, Carlos. Física: interação e tecnologia, v. 3, 2. ed. São Pulo: Leya, 2016.

GONÇALVES JR, Wanderley P.; BARROSO, Marta F. As questões de física e o desempenho dos estudantes no ENEM. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 36, n. 1, p. 1402.1 -11, 2014.

GUIMARÃES, Osvaldo; PIQUEIRA, José R.; CARRON, Wilson. Física 3: eletromagnetismo e física moderna. 2 ed. São Paulo: editora Ática, 2017.

HURD, P.D. Scientific Literacy: New Minds for a Changing World, Science Education, v. 82, n. 3, 407-416, 1998.

KRASILCHIK, M.; MARANDINO M. Ensino de Ciências e Cidadania, 2 ed. São Paulo: Moderna, 2007.

LAUGKSCH, R.C. Scientific Literacy: A Conceptual Overview, Science Education, v.84, n.1, 71-94, 2000.

LEITE, R.F.;RODRIGUES, M.A. Aspectos sociocientíficos e a questão ambiental: uma dimensão da alfabetização científica na formação de professores de química. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, n.3, v.9, p.38-53, 2018.

LORENZETTI, L.; DELIZOICOV, D. Alfabetização científica no contexto das séries iniciais.

LUZ, Antônio Máximo Ribeiro da; ÁLVARES, Beatriz Alvarenga; GUIMARÃES, Carla da Costa. Física 3: contexto e aplicações: ensino médio. 2 ed. São Paulo: Scipione, 2016.

MAMEDE, M.; ZIMMERMANN, E. Letramento Científico e CTS na Formação de Professores para o Ensino de Física, trabalho apresentado no XVI SNEF – Simpósio Nacional de Ensino de Física, São Luís, 2007.

MARCIEL, M.D. Alfabetização científica e tecnológica sob o enfoque da ciência, tecnologia e sociedade (cts): implicações para o currículo, o ensino e a formação de professores. Anais do II Seminário Hispano Brasileiro - CTS, n.3, v.3, p. 152-160, 2012.

MARTINI, Glorinha et al. Conexões com a física: eletricidade: física do século XXI. 3 ed. São Paulo: Moderna, 2016.

MARTINS, I.; OGBORN, J.; KRESS, G. Explicando uma explicação. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 1, n. 1, p. 25-38, 1999.

MELLO, L.S.G.; GUAZZELLI, I. R.B. Um programa de alfabetização científica e tecnológica com enfoque CTS, em uma comunidade de artesãs, em alagoas. Anais do II Seminário Hispano Brasileiro – CTS, n.3, v.3, p.168-179, 2012.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria método e criatividade. 21 ed. Petrópolis: Editora vozes, 2002. p. 21 – 25.

MOREIRA, Marco Antônio. Metodologias de pesquisa em ensino. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2011. p. 18 – 24.

MORTIMER, E.F; MACHADO, A.H. A Linguagem em uma Aula de Ciências, Presença Pedagógica, v.2, n.11, 49-57, 1996.

NORRIS, S.P.; PHILLIPS, L.M., How Literacy in Its Fundamental Senseis Central to Scientific Literacy, Science Education, v.87, n.2, 224-240, 2003.

OLIVEIRA, M.M. Círculo hermenêutico-dialético como sequência didática interativa.

Revista Brasileira de Estudos Canadenses, n.1, v. 11, p.235-251, 2011.

RIBEIRO, T.V.; COLHERINHAS, G.;GENOVESE, L.G.R.; O estudo de temas tecnológicos na educação CTSA: uma experiência de alfabetização científica e tecnológica no ensino médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, n.1, v.7, p.38-58, 2016.

RICARDO, E.C. Ministério da Educação (MEC). Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Física. Brasília: MEC/ Semtec, 2014.

SANTOS, W.L.P.; MORTIMER, E.F. Tomada de Decisão para Ação Social Responsável no Ensino de Ciências, Ciência & Educação, v.7, n.1, 95-111, 2001.

SASSERON, Lúcia Helena; DE CARVALHO, Ana Maria Pessoa. Almejando a alfabetização científica no ensino fundamental: a proposição e a procura de indicadores do processo. Investigações em ensino de ciências, v. 13, n. 3, p. 333-352, 2008.

SASSERRON, L.H.;CARVALHO, A.M.P. Alfabetização Científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, n.1, v.16, p.59-77, 2011.

TRAVITZKI, Rodrigo.ENEM: limites e possibilidades do Exame Nacional do Ensino Médio enquanto indicador de qualidade escolar. 2013. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

VÁLIO, Adriana Benetti Marques et al. Ser protagonista: Física, 3° ano. 3 ed. São Paulo: SM Ltda, 2016.

VIVEIRO, A.A.; SILVA DINIZ, R.R. As atividades de campo no ensino de ciências: reflexões a partir das perspectivas de um grupo de professores. In: NARDI, R. org. Ensino de ciências e matemática, I: temas sobre a formação de professores. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009, p. 28-42.

YAMAMOTO, Kazuhito; FUKE, Luiz Felipe. Física para o ensino médio 3. 3 ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

Publicado
2019-06-21
Como Citar
ASSUNÇÃO, T. V. DE; NASCIMENTO, R. R. DO. Alfabetização científica e a academia: um olhar sobre o ensino de Física Moderna e Contemporânea na Educação Básica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 3, p. 1-17, 21 jun. 2019.
Seção
Artigos Gerais