Análise do canal Nerdologia: um modelo de edutenimento no YouTube

  • LUIS HENRIQUE ROCHA MENDES Centro Universitário Módulo https://orcid.org/0000-0002-5672-2745
  • Edson Pereira Gonzaga Centro Universitário Módulo
  • Sayllor Vinicius Oliveira Moura Centro Universitário Módulo
Palavras-chave: YouTube, Educação online, Edutenimento, Nerdologia

Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar o canal Nerdologia, presente na plataforma YouTube e compreender sua influência na área do edutenimento e da educação online, além disso, estudamos o método de ensino do canal no qual utiliza elementos da cultura nerd como “isca” para realizar divulgação científica. O YouTube é uma das maiores plataformas de vídeo do mundo, inclusive na área da educação e divulgação científica. Como metodologia de pesquisa, nos baseamos na análise de conteúdo de Bardin (2016) e avaliamos os vídeos com base em um questionário criado pelo próprio autor deste estudo. Além deste questionário, realizou-se uma avaliação com observações relacionadas ao método de ensino utilizado pelo canal. Foram analisados cinco vídeos sendo que como critério foi escolhido o primeiro vídeo de cada ano desde que o Nerdologia foi criado, para também analisar a evolução do canal com o passar do tempo. Observamos que o Nerdologia tem uma metodologia que aproxima o aluno que o assiste da ciência facilitando assim o acesso ao conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMÉRICO, Marcos. A Produção de Conteúdos Audiovisuais Educacionais Interativos para TV Digital. XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. 2007, Bauru. Anal… Bauru: UNESP. 2007. p. 1-15. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R0813-1.pdf. Acesso em: 20 set. 2019.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo. Edições 70, 2012.

BURGESS, Jean; GREEN, Joshua. YouTube e a Revolução Digital: Como o maior fenômeno da cultura participativa transformou a mídia e a sociedade. São Paulo. Aleph, 2009.

CAPELAS, Bruno. Até o fim de 2017, Brasil terá um smartphone por habitante, diz FGV. O Estado de São Paulo, São Paulo. OESP 2017, documento eletrônico não paginado.

COSTA, Verônica Soares da. Contribuições e limites do paradigma praxiológico para os estudos da comunicação pública da ciência: uma análise do canal Nerdologia. Revista científica de comunicação social do Centro Universitário de Belo Horizonte. Belo Horizonte. v. 9, nº 1 . 2016.

FALCADE, Laís; FALCADE, Andressa; LEMOS, Ana Paula Rodrigues Kuhls; SCHNEIDER, Márcia M. B. A inclusão da informática no ensino básico: um relato de experiência docente. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), v. 2, n. 2, p. 155-166, jul/dez 2011.

FREIRE, Paulo; SHOR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Trad.: Adriana/ Lopes. 2 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

Nerdologia. 2010. Disponível em: https://www.youtube.com/user/nerdologia/about. Acesso em: 22 de outubro de 2018

OLIVEIRA, Priscila Patricia Moura. O YOUTUBE COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA. Simpósio Internacional de Educação a Distância. São Carlos, 2016. Anais… São Carlos: UFSCAR. 2016. p. 1-14. Disponível em: http://www.sied- enped2016.ead.ufscar.br/ojs/index.php/2016/article/view/1063 Acesso em: 21 set. 2019.

PEDROLO, Caroline Rufino; LIDNER, Edson Luiz. Um estudo de caso sobre a concepção e aplicação de um objeto de aprendizagem digital sobre a temática alimentação em alunos do ensino médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática (REnCiMa), v. 9, n.4, p. 219-234, 2018 Disponível em: http://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1714 Acesso em: 21 set. 2019.

PRENSKY, Marc. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. NCB University Press, Vol. 9 No. 5, out. 2001. Disponível em: http://crisgorete.pbworks.com/w/file/fetch/58325978/Nativos.pdf Acesso em: 22 set. 2019.

QUINTANILHA, Luiz Fernando. Inovação pedagógica universitária mediada pelo Facebook e YouTube: uma experiência de ensino-aprendizagem direcionado à geração-Z. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 65, p. 249-263, jul./set. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104- 40602017000300249&script=sci_abstract&tlng=pt Acesso em: 21 set. 2019.

SANTOS, Rodrigo Costa dos. Vozes (Des)conectadas: Uma Análise do Uso dos Recursos de Engajamento nas Práticas Discursivas no Canal Nerdologia. Hipertextus. Rio de Janeiro, v. 17, n. 32, p. 1-15, novembro 2017.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia de Trabalho Científico. Ed. 24. São Paulo. Cortez Editora. p, 2016.

YouTube para a imprensa. 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/intl/pt- BR/about/press/ Acesso em: 21 set. 2019.

Publicado
2019-12-10
Como Citar
MENDES, L. H. R.; GONZAGA, E. P.; MOURA, S. V. O. Análise do canal Nerdologia: um modelo de edutenimento no YouTube. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 6, p. 39-55, 10 dez. 2019.
Seção
Artigos Gerais