Monitoria de Cálculo e formação de professores: possibilidades e limitações

  • Jeronimo Becker Flores Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Valderez Marina do Rosario Lima Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Thaísa Jacintho Müller Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Monitoria de Cálculo, Ensino de Cálculo, Formação de Professores

Resumo

Este artigo é um recorte de uma pesquisa maior, que foi desenvolvida junto a um programa de doutorado em Educação em Ciências e Matemática. A faceta aqui apresentada está relacionada às possibilidades de a monitoria de Cálculo incentivar a docência e contribuir na formação do futuro professor. A partir de uma leitura crítica do referencial teórico considerado, na sequência avançamos para a constituição do corpus com entrevistas semiestruturadas com monitores e professores responsáveis pelas ações de monitoria. O objetivo geral consiste em compreender como a monitoria de Cálculo pode contribuir na formação do futuro professor para redimensionar os cenários de reprovação e evasão observados. Os resultados indicam que os estudantes procuram se constituir enquanto monitores como forma de entrarem em contato com a docência e também com uma forma de aplicarem as teorias de aprendizagem estudadas em sala de aula. As percepções aqui alcançadas são considerações preliminares e serão agregadas a outros elementos posteriormente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jeronimo Becker Flores, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Doutor em Educação em Ciências e Matemática pela PUC-RS, mestre em Educação pela Universidade de Caxias do Sul onde também cursou a Licencatura em Matemática. Professor e pesquisador de Cálculo e Estatística.

Referências

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em educação. Tradução de Maria João Álvarez, Sara Bahia dos Santos e Telmo Mourinho Baptista. Porto Editora: Porto, Portugal, 1994.

CABRAL, T. C. B. Metodologias Alternativas e suas Vicissitudes: ensino de matemática para engenharias. Perspectivas da Educação Matemática. v. 8, n. 17, p. 208-245, 2015.

CAVASOTTO, M.; VIALI, L. Dificuldades na aprendizagem de cálculo: os erros podem informar. BOLETIM GEPEM, n. 59, p. 15-33, 2011.

DIAS, A. M. I. A monitoria como elemento de iniciação à docência: ideias para uma reflexão. In: SANTOS, M. M.; LINS, N.M. (Orgs.) A monitoria como espaço de iniciação à docência: possibilidades. Natal, RN: EDUFRN – Editora da UFRN, 2007.

FLORES, J. B.; LIMA, V. M. R. do; FONTELLA, C. R. F. Análise das monitorias de Cálculo e de Física: um estudo de caso em cursos de Engenharia. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 34, n. 1, p. 47-63, 2017.

FLORES, J. B.; LIMA, V. M. R. do; MÜLLER, T. J. A monitoria de cálculo e a formação do professor de engenharia. In: VII Congresso internacional de ensino de Matemática. Anais. Canos RS, 2017.

KRAHE, E. D. Sete Décadas de Tradição – ou a Difícil Mudança de Racionalidade da Pedagogia Universitária nos Currículos de Formação de Professores. In. FRANCO, M. E. d. P.; KRAHE, E. D. (orgs.). Pedagogia Universitária e Áreas do Conhecimento. Porto Alegre: EdiPucrs, 2007.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. do C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Unijuí, 2007.

MORAES, M., TORRES, P. L. A monitoria On Line no apoio ao aluno a distância: o modelo do LED. Colabor@ - Revista Digital da CVA, v. 2, n. 5, p. 1-13, 2003.

NATARIO, E. G. Programa de monitores para atuação no ensino superior: proposta de intervenção. 2001. 142 f. Tese (Doutorado) – Curso de Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas, 2001.

NUNES, J. B. C. Monitoria acadêmica: espaço de formação. In: SANTOS, M. M.; LINS, N. M. (Orgs.) A monitoria como espaço de iniciação à docência: possibilidades. Natal, RN: EDUFRN – Editora da UFRN, 2007.

OLIVEIRA, M. C. A.; RAAD, M. R. A existência de uma cultura escolar de reprovação no ensino de Cálculo. Boletim GEPEM, v. 61, p. 125-137, 2012.

REZENDE, W. M. O Ensino de Cálculo: Dificuldades de Natureza Epistemológica. 2003. 450 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

SOARES, E. M. S.; SAUER, L. Z. Um novo olhar sobre a aprendizagem de matemática para a engenharia. In: Helena Noronha Cury. (Org.). Disciplinas matemáticas em cursos superiores. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Tradução: João Batista Kreuch. 4ª ed., Petrópolis-RJ: Vozes, 2008.

YIN, R. K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. Tradução de Ana Thorell. 4ª. ed., Porto Alegre: Bookman, 2010.

Publicado
2019-10-07
Como Citar
FLORES, J. B.; LIMA, V. M. DO R.; MÜLLER, T. J. Monitoria de Cálculo e formação de professores: possibilidades e limitações. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 5, p. 224-236, 7 out. 2019.
Seção
Artigos Gerais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)