Abordagem do conteúdo de frações a partir do Programa Nacional do Livro Didático

Palavras-chave: Livros Didáticos, Educação, Frações

Resumo

A educação passa atualmente por um momento crucial, pois o nosso ensino é criticado, sobretudo pelo baixo desempenho dos alunos e pelas políticas públicas que o envolvem. Na educação matemática encontramos resultados insatisfatórios com relação à sua aprendizagem nos diversos níveis de ensino, ou seja, desde a pré-escola até a universidade. O objetivo da pesquisa é analisar de que forma o conceito de frações é abordado nas coleções de livros didáticos de matemática indicados no PNLD, verificando sua eficácia para o ensino bem como as possibilidades de mudança na Educação Básica. A metodologia utilizada foi a partir da teoria de Bardin (2011) que prevê análise de conteúdo em três fases fundamentais. “A fase de pré-análise; exploração do material; e tratamento dos resultados, a inferência e a interpretação”. Os livros didáticos devem levar em conta as atividades lúdicas que são apresentadas em alguns livros, pois elas ajudam na construção do conhecimento dos alunos.  Para os livros que não apresentarem essas atividaes cabe ao professor tentar buscar essa diferenciação para os alunos. Por isso, é fundamental uma evolução na metodologia utilizadas no ensino, para tanto, se torna importante a escolha do Livro Didático (LD) por ser um dos mais importantes componentes do cotidiano escolar em todos os níveis de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRINI, Álvaro; VASCONCELLOS J. Maria. Praticando Matemática. 4ª ed. São Paulo: Editora do Brasil, 2015.

BRASIL. Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Disponível em: http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/guias-do-pnld. Acesso em 12 set 2016. BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 3.ª.ed. Lisboa: Edições 70, 2011.

BRASIL, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1997.

Portal da FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/guias-do-pnld. Acesso em 12 set 2018

D'AMBROSIO, Ubiratan. Educação matemática: da teoria à prática. 15 ed. Campinas: Papirus, 2007. DANTE, Luiz Roberto. Projeto Teláris: Matemática. 2ª ed. São Paulo: Ática, 2015.

FERRARO, José Luís S. Análise de conteúdo sobre o conceito de nicho ecológico: o que dizem os livros didáticos? Revista de Ensino de Ciências e Matemática – RenCiMa, v. 8, n. 5, p. 35-50, 2017.

MARINCEK, Vania. Aprender matemática resolvendo problemas. Porto Alegre: Artmed, 2001.

MASETTO, Marcos T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2003.

MEGGIOLARO, Graciela. A abordagem da dualidade onda-partícula em livros didáticos de física do ensino médio. Dissertação (mestrado). Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Educação nas Ciências. Ijuí. 2013.

MOREIRA, Marco Antonio. Teorias de aprendizagem. São Paulo: EPU, 1999.

OLIVEIRA, Francisco K., ABREU, Kélvya F., CUNHA, Redomarck B., GOMES, Alex S. Avaliação de livros didáticos abertos de matemática para ensino médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática – RenCiMa, v. 9, n. 1, p. 60-74, 2018.

POMMER, Wagner M. Números Irracionais na escolaridade básica: as contribuições didático-epistemológicas advindas da história da matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática - REnCiMa, v. 9, n.3, p. 183-199, 2018.

SANTOS, Wagner D., JUNIOR, Jorge dos S., VELASQUE, Luciane de S. O desenvolvimento do letramento estatístico pelos livros didáticos e a base nacional comum curricular. Revista de Ensino de Ciências e Matemática – RenCiMa v.9, n.2, p. 210- 229, 2018.

SILVA, Inglid T., SELVA, Ana Coêlho V. Programa de Educação financeira nas escolas – Ensino Médio: Uma análise das orientações contidas nos livros do professor e suas relações com a matemática. Revista de Ensino de Ciências e Matemática – RenCiMa. REnCiMa, v. 9, n. 1, p. 140-157, 2018.

SILVA, Joeliton Chagas., MOTA, José Marcelo V., WARTHA, Edson J. Inscrições químicas em livros didáticos de química: uma análise semiótica das representações sobre fases da matéria. Revista de Ensino de Ciências e Matemática – RenCiMa, v. 2, n. 1, p. 69-80, jan/jun 2011.

TOLEDO, Marília; TOLEDO, Mauro. Didática de matemática: como dois e dois: a construção da matemática. São Paulo: FTD, 1997.

VIGOTSKI, L. S.; CIPOLLA NETO, José. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Publicado
2019-12-10
Como Citar
CORRÊA, M. L.; MEGGIOLARO, G. P.; REIS, A. Q. M. Abordagem do conteúdo de frações a partir do Programa Nacional do Livro Didático. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 10, n. 6, p. 21-38, 10 dez. 2019.
Seção
Artigos Gerais