O conflito entre Ciência e crença: a aprendizagem do tema origem da vida por estudantes do Ensino Médio

Palavras-chave: Ciência, Religião, Aprendizagem, Origem da vida.

Resumo

Na sala de aula observa-se o multiculturalismo social, evidenciado quando o tema desenvolvido apresenta conflitos entre Ciência e religião. O Brasil apresenta uma expressiva multiplicidade religiosa e, assim, surge uma questão: As crenças influenciam o aprendizado de temas que geram conflito entre Ciência e religião? Este artigo apresenta resultados de pesquisa que teve por objetivo analisar como se relaciona o desempenho escolar de estudantes do Ensino Médio de diferentes crenças no processo de aprendizagem de um tema que gera conflito entre Ciência e religião: a origem da vida. O estudo analisou seis grupos de estudantes: Ateus, Ex-religiosos, Católicos, Protestantes, Espíritas/Espiritualistas e Adeptos de Religiões Afrobrasileiras. Foram utilizados um questionário Likert, que permitiu identificar o índice de aceitação/rejeição ao estudo do tema, e um teste com questões objetivas e mapas conceituais, que permitiram avaliar o desempenho dos estudantes quanto ao conhecimento científico sobre o tema. A análise do questionário permitiu verificar que a relação entre crença e desempenho no processo da aprendizagem do conhecimento científico sobre o tema não apresentou uma diferença significativa no desempenho dos grupos de crença, indicando que, mesmo sendo um tema que gera conflito entre Ciência e crença, esse conflito não interfere de forma negativa no aprendizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, D. F.; TAVARES H. R.; VALLE R. C. Teoria de Resposta ao Item: conceitos e aplicações. São Paulo: SINAPE, 2000.

BRANDALISE, L. T.; BERTOLINI, G. R. F. Instrumentos de medição de percepção e comportamento – uma revisão. Rev. Ciênc. Empres. UNIPAR, Umuarama, v. 14, n. 1, p. 7-34, jan./jun. 2013.

CUNHA, C.; SANTOS, S. S.; PAGAN, A. A.; WARTHA, E. J. Construção de uma matriz de referência para os conteúdos de Biologia no ensino fundamental: desempenho escolar inspirado no pluralismo epistemológico. REnCiMa - Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 8, n. 2, p. 58-79, 2017.

DORVILLÉ, L. F. M. Religião, escola e ciência: conflitos e tensões nas visões de mundo de alunos de uma licenciatura em Ciências biológicas. 2010. 357 f. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro, 2010.

FONSECA, L. C. S. "Você quer o fato científico ou o que eu realmente acredito?" O conflito entre religião e Ciência nas escolas públicas municipais do Rio de Janeiro. In: 29ª REUNIÃO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 2006. Resumo.

FONSECA, L. C. S. Quem somos nós? De onde viemos? Para onde vamos? Religião e Ciência encontram-se nas aulas de Ciências na escola pública. Ciência em Tela, v. 1, n. 1, p. 1-10, 2008.

GOULI, E.; GOGOULOU, A.; PAPANIKOLAOY, K.; GRIGORIADOU M. How to qualitatively + quantitatively assess concepts maps: the case of COMPASS. In: LOOI, C.-K. et al. (Ed.). Artificial intelligence in education. Athens: IOS Press, 2005. p. 804-806.

MOTA, H. S. Evolução biológica e religião: atitudes de jovens estudantes brasileiros. 275 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2013.

NASCIMENTO, N. C. A aprendizagem de um tema que gera conflito entre Ciência e crença: Uma investigação com estudantes do Ensino Médio técnico. 250 f. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências). Instituto de Física, Salvador, 2017.

OLIVEIRA, G. S. Aceitação/rejeição da evolução biológica: atitudes de alunos da educação básica. 2009. 162 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

OLIVEIRA, G. S. Estudantes e a evolução biológica: conhecimento e aceitação no Brasil e Itália. 2015. 315 f. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2015.

PASQUALI, L. Psicometria: Teoria dos testes na psicologia e na educação. Petrópolis: Vozes, 2003. 397 p.

PEREIRA, H. M. R. Um olhar sobre a dinâmica discursiva em sala de aula de Biologia do Ensino Médio no contexto do ensino da evolução biológica. 2009. 167 f. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Instituto de Física, Universidade Federal da Bahia. Universidade Estadual de Feira de Santana, 2009.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing., Vienna, Austria: R Foundation for Statistical Computing, 2015. Disponível em: https://www.R-project.org. Acesso em: 17 jun. 2017.

SAMEJIMA F. Estimation of latent ability using a response pattern of graded scores. Psychometric Monograph. Richmond, VA: Psychometric Society, 1969.

SANTOS, K. D. S.; OLIVEIRA, J. P.; LEITE, A. B. X.; SANTOS, R. S.; GUIMARÃES, M. A.; PAGAN, A. A. Origem da vida para alunos do Ensino Médio de Itabaiana e Frei Paulo -SE. REnCiMa - Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 2, n. 2, p. 96-109, jul./dez. 2011.

SEPULVEDA, C. A Relação religião e Ciência na trajetória profissional de alunos protestantes da Licenciatura em Ciências Biológicas. 2003. 307 p. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências), Instituto de Física, Universidade Federal da Bahia/Universidade Estadual de Feira de Santana. 2003.

SILVA, H. M.; SILVA, P. R.; SOUZA, A. C. L.; ARAUJO, E. S. N. N. A influência da religiosidade na aceitação do evolucionismo: um estudo em uma amostra da população brasileira. Conexão Ciência, Formiga, v. 8, n. 1, p. 1-19, jan./jun. 2013.

TAVARES, R. Construindo mapas conceituais. Ciências & Cognição, v. 12, p. 72-85, dez. 2007. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/pdf/v12/m347187.pdf. Acesso em: 17 jun. 2017.

Publicado
2020-01-01
Como Citar
NASCIMENTO, N.; COSTA, L. C.; ALMEIDA, R.; PENA, F. L. O conflito entre Ciência e crença: a aprendizagem do tema origem da vida por estudantes do Ensino Médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 1, p. 361-373, 1 jan. 2020.
Seção
Artigos Gerais