Mapas conceituais na compreensão da aprendizagem significativa do conteúdo de Probabilidade

Palavras-chave: Probabilidade, Mapas Conceituais, Aprendizagem Significativa

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar os resultados de uma investigação realizada com alunos do Ensino Médio, referente ao conteúdo de probabilidade, sustentado na perspectiva da teoria da aprendizagem significativa. Para o desenvolvimento da pesquisa utilizou-se um organizador prévio para o ensino de probabilidade e mapas conceituais para a análise dos conhecimentos dos alunos, com base nos elementos que definem a aprendizagem como significativa presente nas construções realizadas. A pesquisa foi desenvolvida com vinte e um (21) alunos do segundo ano do Ensino Médio de um colégio estadual público do Norte do Paraná, Brasil. Os resultados encontrados evidenciam que os alunos participantes apresentaram indícios de aprendizagem significativa após a aplicação do organizador prévio, pois, percebeu-se a integração de novas ideias aos conceitos que eles já conheciam, bem como a capacidade de diferenciar as novas ideias existentes em sua estrutura cognitiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa, Plátano, 2006. Edições Técnicas. Tradução ao português de Lígia Teopisto, do original The acquisition and retention of knowledge: a cognitive view.

AUSUBEL, D. P.; NOVAK, J. D.; HANESIAN, H. Psicologia educacional. Tradução de Eva Nick et al. 2. ed. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980. Tradução de: Educational Psichology.

AUSUBEL, D. P. The psychology of meaningful verbal learning. New York: Grune & Stratton. 255 p, 1963.

BATISTA, R.; BORBA, R. E. S. R. No jogo é a moeda que diz, não é a gente que quer não: o que dizem crianças sobre probabilidade. Vidya, Santa Maria, RS, v. 36, n. 2, p. 237-255, jul./dez., 2016.

BERNARDELLI, M. S. A interdisciplinaridade educativa na contextualização do conceito de transformação química em um curso de ciências biológicas. 2014. 218 f. Tese (Doutorado em Ensino de Química) - Centro de Ciências Exatas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2014.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRUM, W. P.; SILVA, S. C. R. A utilização de uma ueps no ensino de matemática: uma investigação durante a apresentação do tema probabilidade. Aprendizagem Significativa em Revista, v. 5, n. 1, pp. 15-32, 2015.

BURAK, D; ARAGÃO, R. M. de. A modelagem matemática e relações com a aprendizagem significativa. Curitiba: CRV, 2012. 129 p.

DAVID, J. C. Matemática e jogos de bingo: uma aplicação prática da probabilidade e teoria da contagem. Mestrado profissional em Projeto de Desenvolvimento Educacional. Londrina, PR. Universidade Estadual de Londrina, UEL, 2008.

GAL, I. Adult's statistical literacy. Meanings, components, responsibilities. International Statistical Review, 70(1), 1-25, 2002.

LOPES, C. E. O conhecimento profissional dos professores e suas relações com estatística e probabilidade na educação infantil. 2003. 281 f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas. Campinas (SP), 2003.

LOPES, C. E.; MENDONÇA, L. O. Prospectivas para o estudo da probabilidade e da estatística no ensino fundamental. Vidya, Santa Maria, RS, v. 36, n. 2, p. 293-314, jul./dez., 2016.

MOREIRA, M. A. Mapas conceituais e aprendizagem significativa. Porto Alegre: UFRGS, Instituto de Física, 2013. 55 p.

MOREIRA, M. A.; BUCHWEITZ, B. Novas estratégias de ensino e aprendizagem: os mapas conceituais e o Vê epistemológico. Lisboa, Plátano, 1993.

MOREIRA, M. A; MASINI, E F. S. Aprendizagem Significativa: A teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro, 2001.

NOVAK, J. D; GOWIN, D. B. Aprender a aprender. Lisboa: Plátano Ed. Técnicas. 1996.

NOVAK, J. D. A. Aprender, criar e utilizar o conhecimento. Lisboa: Plátano Ed. Técnicas. 2000.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes curriculares da educação básica: Matemática. Paraná: SEED/DEB, 2008.

RIBEIRO, R. J. Curta de animação como organizador prévio no Ensino de Física. 2011. 143 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciência e Tecnologia) - Programa de Pós- Graduação em Ensino de Ciência e Tecnologia, Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná. Ponta Grossa, 2011.

Publicado
2018-05-28
Como Citar
RIBEIRO, N. A.; MORAIS, H. A.; DAMIN, W.; LUCCAS, S. Mapas conceituais na compreensão da aprendizagem significativa do conteúdo de Probabilidade. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 9, n. 2, p. 167-181, 28 maio 2018.
Seção
Artigos Gerais