A abordagem CTS e a autoscopia trifásica: As reflexões de uma futura professora de Química

Autores

  • Géssica Mayara Otto Vacheski Universidade Estadual de Londrina
  • Álvaro Lorencini Júnior Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v9i4.1579

Palavras-chave:

Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS), Professor Reflexivo, Formação de Professores em Química

Resumo

O presente estudo tem como objetivo analisar as reflexões sobre a prática pedagógica de uma licencianda em Química. Utilizamos o procedimento metodológico de coleta de dados denominada de Autoscopia Trifásica, na qual acompanhamos o planejamento (fase pré-ativa) execução (fase ativa) e a avalição (fase pós ativa), por meio de registros gravados em vídeo, para posterior análise das reflexões. Os resultados obtidos nos permitem inferir que a abordagem de ensino CTS com os seus princípios de contextualização de uma problemática de demanda social ampliada com o procedimento denominado Três momentos pedagógicos auxiliou nas reflexões da licenciada, no sentido de ajustar a sua prática às demandas formativas e cognitivas dos alunos e, implicando em possíveis transformações na sua prática futura. Desse modo, a Autoscopia Trifásica integrada à abordagem CTS e aos Três momentos pedagógicos se mostrou um procedimento adequado na formação de professores reflexivos de Química durante o desenvolvimento dos Estágios Supervisionados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-29

Como Citar

OTTO VACHESKI, G. M.; LORENCINI JÚNIOR, Álvaro. A abordagem CTS e a autoscopia trifásica: As reflexões de uma futura professora de Química. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 1–20, 2018. DOI: 10.26843/rencima.v9i4.1579. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1579. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos