Dinâmica ‘que dilatação sou eu?’, um recurso didático para o ensino de Física

Palavras-chave: Ensino de Física, Recursos didáticos, Dinâmica, Dilatação térmica

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo propor como metodologia para o ensino de física, especificamente no conteúdo de calor, a utilização da dinâmica “Que dilatação sou eu?” como recurso didático. Resultados para aplicação da metodologia proposta são apresentados. A atividade foi desenvolvida na escola pública Dr. Santiago Dantas, localizada em Rio Branco-AC, com alunos do 3º ano do Ensino Médio, como parte integradora do projeto de extensão “Ciência na escola: Experimentação e Teoria”, que reúne durante uma semana no período do contraturno, aulas diferenciadas sobre física, química e biologia, desenvolvida por graduandos de Licenciatura das respectivas áreas. Esta ação representa uma das frentes de trabalho desenvolvida por bolsista de física do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID/Física) da Universidade Federal do Acre (UFAC). Os resultados mostram que os estudantes durante a aula e sobretudo na dinâmica, aprimoram o raciocínio lógico e o trabalho em equipe, além de reconhecerem que a física torna-se mais atrativa com tais ações. Verificou-se ainda que o uso do recurso proposto representa uma nova estratégia de ensino com grande aceitação e participação ativa por parte dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARRETO FILHO, B. Coleção Física Aula por Aula, 3.ed., São Paulo: FTD, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC/SEB, 2006.

BONJORNO, J. R.; RAMOS, C. M.; ALVES, L. A. Física: Termologia, Óptica, Ondulatória, 3.ed., São Paulo: FTD, 2016.

FORTUNA, T. R.; Jogo em Aula. Revista do Professor, Porto Alegre, v. 19, n. 75, p. 15- 19, 2003.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa, 6.ed., São Paulo: Atlas, 2018.

GUIMARÃES, O.; PIQUEIRA, J. R.; CARRON, W. Física Térmica, Ondas, Óptica, 2.ed., São Paulo: Ática, 2016.

KISHIMOTO, T. M. Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação. São Paulo: Cortez, 1996.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2.ed. São Paulo: E.P.U., 2013.

MARANDINO, M. Interfaces na Relação Museu-Escola. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 18, n. 1, p. 85-100, 2001.

MOREIRA, M. A. Teorias de Aprendizagem, 2.ed., São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 2001.

OLIVEIRA, N. R. A Presença do Teatro no Ensino de Física. 2004. Dissertação de Mestrado – Universidade de São Paulo, Instituto de Física e Faculdade de Educação, São Paulo, 2004.

PEREIRA, R. F.; FUSINATO, P. A.; NEVES, M. C. D. Desenvolvendo um Jogo de Tabuleiro para o Ensino de Física. In.: VII Enpec - Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2009, Anais. Florianópolis/SC: Universidade Federal de Santa Catarina, p. 12-23, 2009.

RICARDO, E. C.; FREIRE, J. C. A. A concepção dos alunos sobre a física do ensino médio: um estudo exploratório. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 29, n. 2, p. 251-266, 2007.

ROSA, V.; ROSA, S. S.; LEONEL, A. A.; A Arte de Escrever Contos para a Aprendizagem Significativa de Conceitos Científicos. Aprendizagem Significativa em Revista / Meaningful Learning Review, v. 5, n. 1, p. 33-56, 2015.

SANT’ANNA, B.; MARTINI, G.; REIS, H. C.; SPINELLI, W. Conexões com a Física, 1.ed., São Paulo: Moderna, 2010.

SCHNETZLER, R. P.; A Pesquisa em Ensino de química no Brasil: Conquistas e Perspectivas. Química Nova, Vol. 25, Supl. 1, p. 14-24, 2002.

SOUZA, G. A. P.; SANTOS, B. M.; GHIDINI, A. R. Experiências da extensão universitária na formação de professores de ciências. Scientia Naturalis, v. 1, p. 130-139, 2019.

TORRES, C. M. A.; FERRARO, N. G.; SOARES, P. A. T. Física: Ciência e Tecnologia, 4.ed., São Paulo: Moderna, 2016.

Publicado
2020-05-05
Como Citar
SANTOS, B.; OLIVEIRA, V. C.; DE AMORIM, A. M.; DOS REIS, J. Dinâmica ‘que dilatação sou eu?’, um recurso didático para o ensino de Física. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 3, p. 315-329, 5 maio 2020.
Seção
Relatos de Pesquisa