Disciplina on-line de Probabilidade e Estatística: concepção, análise e avaliação

Autores

  • Rosângela Maura Correia Bonici Universidade Cruzeiro do Sul
  • Carlos Fernando de Araújo Júnior Universidade Cruzeiro do Sul
  • Pollyana Notargiacomo Mustaro Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v1i2.15

Palavras-chave:

Material Didático para EaD, Educação a Distância, Probabilidade e Estatística

Resumo

O presente artigo apresenta o material instrucional desenvolvido para a disciplina de Probabilidade e Estatística, oferecida na modalidade semipresencial, no 1º semestre de 2010, para estudantes dos cursos superiores das áreas de Administração e Negócios e de Ciências Exatas e Tecnologia. Para isso foram combinados elementos do protótipo pedagógico desenvolvido por Cabral et al. (2009) a uma abordagem de estilos de aprendizagem de Alonso et al. (1994), aspectos de comunicação e interação em ambientes virtuais apresentados por Araujo Jr. et al. (2010) e estratégias motivacionais (GUIMARÃES, 2004).  Após a confecção do material e sua utilização, foi feita uma avaliação a partir de uma abordagem qualitativa pautada na análise dos boletins e das notas dos estudantes participantes, bem como das mensagens trocadas entre os estudantes e a tutora. A análise dos resultados indicou que um percentual elevado, da ordem de 71%, dos estudantes que realizaram as atividades de avaliação da disciplina, apresentou um desempenho superior a 60% de acertos. Isso pode indicar que a aplicação do modelo proposto constitui uma estratégia pertinente para disciplinas de áreas afins.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALONSO, C. M., GALLEGO, D. J. e HONEY, P. Estilos de Aprendizaje. Bilbao: Mensajero, 1999.

AMIN, R. e LI, K. Should Graduate Mathematics Courses Be Taugh Fully Online? The Electronic Journal of Mathematics and Technology, v. 4, n. 1, p. 47-56, 2010.

ARAÚJO JR, C. F. e MARQUESI, S. C. Atividades em Ambientes Virtuais de Aprendizagem: parâmetros de qualidade. In: Frederic M. Litto; Marcos Formiga. (Org.). Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil Ltda., 2009, v. 1, p. 358-368.

ARAÚJO JR. C. F., TARCIA, R. M. L., CABRAL, A. L. T., OLIVEIRA, I. C. A. e MUSTARO, P. N. O uso de avatares em protótipos pedagógicos estruturais para o desenvolvimento de disciplinas disponibilizadas em ambientes virtuais de aprendizagem. In: INTERTECH’2010, Ilhéus: COPEC, 2010.

AUSUBEL, D. P. The Acquisition and Retention of Knowledge: A Cognitive View. Kluwer Academic Publishers, 2000.

BISCHOFF, A. The elements of effective online teaching. In: WHITE, K. W.; WEIGHT, B. H. The online teaching guide. Boston: Allyn & Bacon, 2000. p. 57-72.

BLACKBOARD. What We Do. 2010. Disponível em http://www.blackboard.com/Company/What-We-Do.aspx. Acesso em: 20 nov. 2010.

BOGDAN, R. e BIKLEN, S. K. Qualitative research for education: an introduction to theory and methods. 2. ed., Boston: Allyn and Bacon, Inc., 1992.

BRASIL. Lei nº 9610 de19 de fevereiro de 1998. Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. Diário Oficial da Republica Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL/LEIS/L9610.htm. Acesso em: 11 nov. 2009.

BRASIL. Portaria nº 4.059, de 10 de dezembro de 2004. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 13 dez. Seção 1, p. 34, 2004.

CABRAL, A. L. T; TARCIA, R. R. L.; OLIVEIRA, I. A.; CERRI, S. A. O uso de protótipos pedagógicos para implantação das disciplinas online em cursos de graduação. In: Anais do 15º CIEAD. Fortaleza: ABED, 2009, p. 1-9. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2009/CD/trabalhos/2462009175329.pdf. Acesso em: 14 dez. 2009.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

COMEL, N. E. D. E.A.D: O material impresso em questão. Olhar de professor. Grossa, v. 4, n.1, p. 171-181, 2001.

CHAVES, E. O. C. Tecnologia e Educação: O Futuro da Escola na Sociedade da Informação. Campinas, SP: Mindware Editora, 1998.

FELDER, R. M. e SOLOMAN, B. A. Learning Styles and Strategies. 1993. Disponível: http://www.ncsu.edu/felder-public/ILSdir/styles.htm. Acesso em: 08 out. 2005.

FELKER, D. B., PICKERING, F., CHARROW, V. R., HOLLAND, V. M., e REDISH, J. C. Guidelines for document designers. Washington, D.C.: American Institutes for Research, 1981.

GUIMARÃES, S. E. R. O Estilo Motivacional do Professor e a Motivação Intrínseca dos Estudantes: Uma perspectiva da Teoria da Autodeterminação. Psicologia: Reflexão e Crítica, 2004, 17(2), pp. 143-150.

HARASIM, L.; HILTZ, S. R.; TELES, L. e TUROFF, M. Learning Networks: A Field Guide to Teaching and Learning Online, London: The MIT Press, 1995.

MOORE, M. e KEARSLEY, G. Educação a Distância: Uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

KOLB, B. e WHISHAW, I. Q. Neurociência do Comportamento. São Paulo, Editora Manole, 2001.

MORGADO, L. Os novos desafios do tutor a distância: o regresso ao paradigma da sala de aula". Discursos, Série Perspectivas em Educação, nº1, 2003, pp.77-90.

MUSTARO, P. N., ARAÚJO JR., C. F., OTA, M., VIANNA, C. e VIANNA, F. Uso de Pré-Roteirização para o Design Instrucional Ágil de Objetos de Aprendizagem Motivacionais. In: LACLO 2010, São Paulo, 2010, p. 470-478.

PETERS, O. Didática do ensino a distância. São Leopoldo. RS: Editora da Unisinos, 2001.

NEDER, M. L. C. e POSSARI, L. H. V. Oficina para produção de material impresso. In: Martins, O. B. (org.). Curso de formação em educação a distância: Educação e comunicação em educação a distância. Módulo3, Curitiba: UNIREDE, 2001.

NOVAK, J. D. Learning, Creating, and Using Knowledge: Concept Maps as Facilitative Tools in Schools and Corporations. Mahwah: Lawrence Erlbaum Associates, 1998.

QUICKLESSONS. O QuickLessons. Disponível em: http://www.quicklessons.com/index.php?option=com_content&view=article&id=10&Itemid= 10&lang=pt. Acesso em: 10 nov. 2010.

SALMON, G. E-Moderating: The key to teaching and Learning Online. London: Kogan Page, 2000.

TAPSCOTT, D. Geração Digital: A Crescente e Irreversível Ascensão da Geração Net. São Paulo: MAKRON Books, 1999.

VALENTIM, M. L. P. (Org.). Métodos qualitativos de pesquisa em Ciência da Informação. São Paulo: Polis, 2005. 176p. (Coleção Palavra-Chave, 16)

YALE, R. W. e BEAUDRIE, B. The Impact of Online Assessment on Grades in Community College Distance Education Mathematics Courses. The Amer. Jrnl. of Distance Education, 23: 62–70, 2009.

USA GOVERNMENT. Evaluation of Evidence-Based Practices in Online Learning: A Meta- Analysis and Review of Online Learning Studies. 2010. Disponível em: http://www2.ed.gov/rschstat/eval/tech/evidence-based-practices/finalreport.pdf. Acesso em: 16.02.2011.

Downloads

Publicado

2010-07-01

Como Citar

BONICI, R. M. C.; ARAÚJO JÚNIOR, C. F. de; MUSTARO, P. N. Disciplina on-line de Probabilidade e Estatística: concepção, análise e avaliação. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 145-165, 2010. DOI: 10.26843/rencima.v1i2.15. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/15. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos