A constituição de associações livres para o trabalho com as questões sociocientíficas na formação de professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v9i3.1422

Palavras-chave:

Teoria da Ação Comunicativa, Agrotóxicos, Ensino de Ciências, Habermas, Pesquisa Participante

Resumo

Na pesquisa que realizamos, buscamos desenvolver uma proposta de formação de professores no âmbito das associações livres, interpretadas a partir da teoria da ação comunicativa proposta por Jürgen Habermas, além de integrar a compreensão e a formulação de práticas docentes com as questões sociocientíficas. Particularmente, no grupo de professores, denominado pequeno grupo de pesquisa (PGP) que acompanhamos, o tema desenvolvido foi em relação a uma questão sociocientífica, que abordava as controvérsias do uso de agrotóxicos na agricultura local. Para fins de compreendermos e interpretarmos o processo de formação docente vivenciado, as metodologias de trabalho e de constituição de dados foram variadas, de acordo com a pesquisa participante e uma adaptação da análise de conteúdo aos referenciais teóricos discutidos ao longo do trabalho. Ao final deste processo, pudemos apontar contribuições importantes sobre as relações entre universidade e escola, o potencial de formação a partir das associações livres e a autonomia dos professores ao proporem o trabalho com as questões sociocientíficas na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-28

Como Citar

LOPES, N. C.; CARVALHO, W. L. P. de. A constituição de associações livres para o trabalho com as questões sociocientíficas na formação de professores. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 01–20, 2018. DOI: 10.26843/rencima.v9i3.1422. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1422. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos