A importância da simbologia no ensino de Química e suas correlações com os aspectos macroscópicos e moleculares

Autores

  • Débora Piai Cedran Universidade Estadual de Maringá
  • Jaime Costa Cedran Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Neide Maria Michellan Kiouranis Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.26843/.v9i4.1342

Palavras-chave:

Triângulo de Johnstone, Símbolos, Aprendizagem

Resumo

A simbologia química é um dos temas mais importantes no estudo desta ciência, pois é por meio dela que se traduzem os fenômenos subatômicos e, assim, podemos considerá-la mediadora no entendimento de diversos conceitos macroscópicos e moleculares. Apesar da relevância, pesquisas revelam que os estudantes apresentam dificuldades centradas neste tema, o que pode dificultar a compreensão de conceitos químicos. Nesse sentido, esta pesquisa possui o intuito de identificar se 72 estudantes ingressantes de uma universidade pública do estado do Paraná, que cursavam a disciplina de química geral, compreendiam alguns símbolos amplamente usados em química e os significavam em suas diversas circunstâncias, através de suas representações/modelos. A partir dos dados coletados, pretendeu-se apresentar reflexões sobre os modelos dos estudantes para tais entidades, em especial, se os acadêmicos compreendiam os símbolos por ele próprio e se eram capazes de relacioná-los com os seus aspectos teóricos e empíricos. A análise da questão aplicada indicou que os alunos conseguem identificar alguns símbolos, no entanto, tiveram dificuldades para representá-los, o que demonstra a necessidade em ampliar as reflexões sobre a importância da simbologia e das discussões que se referem à integração dos três aspectos do conhecimento químico: macroscópicos; simbólicos e moleculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-29

Como Citar

PIAI CEDRAN, D.; COSTA CEDRAN, J.; KIOURANIS, N. M. M. A importância da simbologia no ensino de Química e suas correlações com os aspectos macroscópicos e moleculares. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 4, p. 38–57, 2018. DOI: 10.26843/.v9i4.1342. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1342. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos