Atividades práticas/experimentais para o ensino de Ciências além das barreiras do laboratório

  • Alcione José Alves Bueno Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Bruna Elise Sauer Leal Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Elenise Sauer Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Danislei Bertoni Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Palavras-chave: Ensino de Ciências, Ensino Fundamental II, Atividades Práticas/Experimentais

Resumo

Aulas planejadas para ambientes fora de sala de aula ou laboratório podem ser altamente significativas ao processo de ensino-aprendizagem. Nesta premissa, e com fins investigativos, o presente trabalho foi desenvolvido em uma disciplina do último período do Curso de Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Naturais, de uma universidade pública do Paraná, que objetiva a aproximação dos estudantes em formação docente inicial com a realidade escolar. Nessa vivência observou-se a necessidade de materiais de apoio ao ensino de ciências, no último ano do ensino Fundamental II. Nessa perspectiva desenvolveu-se um material didático utilizando metodologia de pesquisa bibliográfica de atividades práticas/experimentais e modificações abrangendo conteúdos previstos no currículo escolar e no livro didático utilizado, cuja estrutura foi dividida em seis temas, numa abordagem do conteúdo específico associado a uma atividade prática/experimental. Cabe salientar, que este trabalho não se propunha a solucionar a diversidade de enfrentamentos que a educação brasileira apresenta, mas propor ferramentas diversificadas para trabalhar o conteúdo científico, oportunizadas pela vivência de ações investigativas na formação docente inicial na realidade da prática docente, em acordo com documentos oficiais e a literatura da área de ciências, quanto a ênfase de atividades teórico-práticas como propulsoras do conhecimento e do processo de ensino-aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BINSFELD, Silvia Cristina; AUTH, Milton Antonio. A experimentação no ensino de ciências da educação básica: constatações e desafios. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS, 8., 2011, Campinas. Atas...

CACHAPUZ, António et al. (Org.). A necessária renovação do ensino de Ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CHASSOT, Attico. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. 4. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006.

FIALHO, Neusa Nogueira. Os jogos pedagógicos como ferramentas de ensino. In: Congresso Nacional de Educação. 2008. p. 12298-12306.

GASPAR, A; MONTEIRO, I, C. Atividades experimentais de demonstrações em sala de aula: Uma análise segundo o referencial da teoria de Vygotsky. Revista Investigações em Ensino de Ciências. v.10, n. 2, p. 227-254, 2005.

GIORDAN, Marcelo. O papel da experimentação no ensino de ciências. Química Nova na Escola, nº 10, p. 43-49, nov. 1999.

GUIMARÃES, Cleidson Carneiro. Experimentação no ensino de química: caminhos e descaminhos rumo à aprendizagem significativa. Química Nova na Escola, vol. 31, nº 3, p. 198-202, ago. 2009.

HOFFMANN, Jussara Maria Lerch. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. Educação e Realidade, Porto Alegre, 1991.

MEDEIROS, Elaine Cristina Souza; ROCHA, João Augusto Pereira da. Importância das aulas experimentais no ensino de química. 14º ENCONTRO DE PROFISSIONAIS DA QUÍMICA DA AMAZÔNIA, 14., 2015, Belém. Anais eletrônicos... Belém, 2015, p. 344-347.

MOYLES, Janet R. Só brincar? O papel do brincar na educação infantil. Tradução: Maria Adriana Veronese. Porto Alegre: Artmed, 2002.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes Curriculares da Educação Básica – Ciências. Curitiba: SEED/DEB, 2008.

RAMOS, Irene de Lacerda; VASCONCELOS, Tomás Noel Herrera. Prática pedagógica a partir da aplicação de atividades contextualizadas sobre o tratamento de água no ensino de química e educação ambiental. REnCiMa, v. 6, n. 3, p. 72-90, 2015.

SANTOS, Wildson Luiz Pereira dos et al. Química e Sociedade. 1ª ed. São Paulo: Nova Geração, 2008.

SHIMABUKURO, Vanessa. Projeto Araribá: ciências – Manual do Professor – 9º ano. 3. Ed. São Paulo: Moderna, 2010.

SILVEIRA, Sidnei Renato; BARONE, Dante Augusto Couto. Jogos Educativos computadorizados utilizando a abordagem de algoritmos genéticos. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Informática. Curso de Pós-Graduação em Ciências da Computação, 1998.

SASSERON, L. H. Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Revista Ensaio. v.10, n. especial, p. 49-67, 2015.

SOUZA, Giuliana Paiva V. de Andrade; SANTOS, Elizeu Antunes dos; SOUZA JÚNIOR, Airton Araújo de. Química para o ensino de ciências. 2ª ed. Natal: Ed UFRN, 2011.

SPRINTHALL, Norman A., SPRINTHALL, Richard C. Psicologia Educacional. Mcgraw, Hill, 1993.

TRIVELATO, Silvia Frateschi; SILVA, Rosana Louro Ferreira. Ensino de Ciências. São Paulo: Ed Cengage Learning, 2011.

Publicado
2018-09-29
Como Citar
ALVES BUENO, A. J.; SAUER LEAL, B. E.; SAUER, E.; BERTONI, D. Atividades práticas/experimentais para o ensino de Ciências além das barreiras do laboratório. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 9, n. 4, p. 94-109, 29 set. 2018.
Seção
Artigos Gerais