Aspectos sociocientíficos e a questão ambiental: uma dimensão da alfabetização científica na formação de professores de Química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26843/rencima.v9i3.1261

Palavras-chave:

Ciência e Tecnologia, Formação Inicial, Ensino de Ciências

Resumo

Neste artigo, discutimos o entendimento de acadêmicos de um curso de Química-Licenciatura acerca dos aspectos sociocientíficos atrelados a questões ambientais. Participaram da pesquisa 51 estudantes do referido curso, de uma universidade estadual do Paraná, Brasil, que responderam a um questionário e a uma entrevista semiestruturada. Do conteúdo das respostas analisadas, emergiram: aspectos salvacionistas atribuídos à Ciência e à Tecnologia, bem como o pensamento de que os estudos científicos buscam sempre a solução dos problemas ambientais. Também foi possível identificar que a conscientização ambiental é para estes estudantes, um papel da educação, e que o aumento do lixo no ambiente está fortemente ligado ao consumismo. Somente alguns dos entrevistados conseguem identificar os aspectos sociocientíficos envolvidos nessa problemática, o que corrobora com a representação romântica e conservadora do papel da Ciência e da Tecnologia nas questões ambientais, presente no discurso da maioria dos participantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-06-28

Como Citar

LEITE, R. F.; RODRIGUES, M. A. Aspectos sociocientíficos e a questão ambiental: uma dimensão da alfabetização científica na formação de professores de Química. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 38–53, 2018. DOI: 10.26843/rencima.v9i3.1261. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/1261. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos