Concepção dos estudantes de Engenharia Mecânica sobre sustentabilidade e Educação Ambiental

  • Ana Claudia Siqueira Universidade Cruzeiro do Sul
  • Fabiana Aparecida Vilaça Universidade Cruzeiro do Sul
  • Mauro Lima do Val Universidade Cruzeiro do Sul
  • Rita de Cássia Frenedozo Universidade Cruzeiro do Sul
Palavras-chave: Engenharia, Educação Ambiental, Concepção dos Estudantes

Resumo

As ameaças à diversidade biológica estão aumentando devido às demandas de uma população que cresce rapidamente e aos contínuos avanços tecnológicos. Surge, então, a necessidade de buscar o desenvolvimento sustentável a fim de buscar ações que propiciem a preservação da biodiversidade sem impedir o progresso da sociedade. Uma alternativa para implantar a educação ambiental e a sustentabilidade no dia-a-dia da sociedade é investir na educação dos nossos jovens. Os cursos de engenharia são estruturados para oferecer aos seus estudantes conhecimentos técnicos, e, diante da realidade atual, precisam incluir o contexto socioambiental em seus currículos. Mas, apesar disso, o ensino de engenharia ainda parece estar fundamentado na cultura de resolução de problemas. Assim, torna-se urgente a necessidade de se refletir e modificar o ensino de Engenharia, para que os futuros engenheiros possam ser atuantes em questões como desenvolvimento sustentável e educação ambiental. Diante dessa problemática, foi elaborada a presente pesquisa qualitativa para averiguar a concepção dos estudantes do Curso de Engenharia Mecânica de uma Instituição de Ensino Superior (IES), localizada no município de São Paulo, sobre sustentabilidade e educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACSELRAD, H. Sentidos da sustentabilidade urbana. In: ACSELRAD, Henry (Org.). A duração das cidades: sustentabilidade e risco nas políticas urbanas. Rio de Janeiro: DP & A, 2001. p. 27-55.

BRAGA, B. et al. Introdução à Engenharia Ambiental. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

BRASIL, DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO. Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento: Agenda 21. Brasília, 02 Ago. 1994. Tradução do Ministério das Relações Exteriores.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais: meio ambiente e saúde. v. 9. Brasília, 1997a. 128p.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria da Educação Fundamental. A implantação da educação ambiental no Brasil: meio ambiente e saúde. Brasília, 1997b.

BRASIL, Ministério da Educação e Cultura e do Desporto. CNE/CES no. 11 de 11/03/2002. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES112002.pdf . Acesso em: 30/10/2015

CARVALHO, I. C. M. Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2006.

MAZOTTI, T.B. Uma crítica a ética ambientalista. In: CHASSOT, Ático; OLIVEIRA, José R. (Org.) Ciência, ética e cultura na educação. São Leopoldo: Ed. Unisinos, 1998.

REIGOTA, M.A.S. O meio ambiente e suas representações no ensino em São Paulo, Brasil. Uniambien, 1991.

REIGOTA, M. In: Reigota, M.; Possas, R.; Ribeiro, A. (Orgs.). Trajetórias e narrativas através da educação ambiental. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

SAUVÉ, L. Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: uma análise complexa. 1997. Disponível em: . Acesso em 21 de setembro de 2015.

SEIFFERT, M. E. B. Gestão Ambiental: Instrumentos, Esferas de Ação e Educação Ambiental. São Paulo: Atlas, 2011.

SILVA, M.L. A educação ambiental no ensino superior brasileiro do panorama nacional às concepções de alunos (as) de pedagogia na Amazônia. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. especial, p. 18-33, 2013.

TORRES, S. R. A formação de docentes da engenharia e processos de mudanças: contribuições para a formação de professores. Tese (Doutorado em Psicologia da Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), São Paulo – 2002.

Publicado
2016-12-22
Como Citar
SIQUEIRA, A. C.; VILAÇA, F. A.; VAL, M. L. DO; FRENEDOZO, R. DE C. Concepção dos estudantes de Engenharia Mecânica sobre sustentabilidade e Educação Ambiental. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 7, n. 5, p. 53-62, 22 dez. 2016.
Seção
Artigos Gerais